terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Falando com as Paredes


   “Os profetas do Antigo Testamento quando nas suas necessidades, buscavam a Deus diretamente na certeza que Deus os ouvia e no tempo certo respondia suas orações.” [e-mail]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Lendo a Bíblia notamos que Deus não falava ou respondia a qualquer um, tinha seus escolhidos.
  Veja no caso da fuga do Egito, de todo aquele povo Deus só falava com Moisés.
  Segundo o que esta escrito na Bíblia podemos apostar filosoficamente que a enorme maioria dos protestantes tradicionais falam com as paredes, as coisas ocorrem “soltas” tal qual acontece com as criaturas.

  Deus não esta os ouvindo, pois só ouve seus profetas.

  Também OBSERVAMOS que os profetas não são “milagreiros” nem “videntes” na maior parte do tempo, em geral são pessoas boas de oratória.
  Biblicamente podemos dizer que um RR Soares é um profeta dos tempos atuais.
  A pessoa não consegue a cura em sua casa porque Deus não fala com ela nem esta presente em sua vida, ela vive falando com as paredes.

  Se um crente quer que uma mensagem chegue até Deus tem que falar através de seu pastor, seu profeta.


  Lembro de um debate em que a participante insinuava que eu ainda não conhecia o poder de Deus, ela contou que estava enferma em sua casa, orava e não tinha sua dor amenizada, até que uma irmã da igreja orou e ela foi curada.
  Tudo fica muito confuso, pois eu não conheço o poder de Deus e estava e estou saudável, ela estava enferma.
  Ela conhece o poder de Deus, mas ele não ouviu suas orações precisou vir uma outra irmã da igreja!!!
  O que mais intriga é que se foi curada provavelmente não era uma falha do corpo, mas algum “espirito ruim” que estava perto dela, como alguém que freqüenta a igreja e esta em comunhão com Deus fica sob o julgo de “demônios” a ponto de sofrer infortúnios físicos? 
Alguém lembrou de Jó?
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Sabem de uma coisa, chegou um momento em minha vida que cansei de falar com as paredes e de implorar as migalhas intermediadas por um pastor ou “profeta” qualquer.
  Eu não quis falar naquele espaço para aquela participante, mas vou falar nesse para vocês:

  EU CONHEÇO O PODER DE DEUS!

  Ele faz de nós o que bem entende, a diferença entre eu e aquela moça é que eu já NÃO ME IMPORTO.
  Consigo viver bem com as migalhas que caem da mesa dos escolhidos, já me descobri criatura faz tempo, aprendi a conviver com isto.
  E quando todas as migalhas cessarem?

“Não teme a sua sorte, abrace sua morte, como a uma linda ninfa nua…”

  Se nos cansamos de tudo, um dia nos cansaremos também da vida, ainda mais quando ela não oferecer grandes prazeres.
  Quando as migalhas forem extremamente escassas, será um lindo dia para morrer, mas não hoje não agora, hoje o dia esta lindo para VIVER!

CARPE DIEM! 


anterior                       <>                                próximo




Postar um comentário