terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Filhos e Pais

 “Através de processos lógicos quero tirar o excesso de sentimentos.”

  Vamos para uma situação de “contato com nossos sentimentos”.

  Colocar nossos filhos acima de tudo nos leva a querer protege-los de todo e qualquer mal ...

“Só você sabe o que é bom para seus filhos.”

  Eu tiro o excesso desse sentimento de proteção saindo por vezes do meu papel de pai e lembrando dos meus tempos de filho.
  Exemplo:
  Minha filha fica horas dançando e falando em frente o espelho, deve imaginar inúmeras situações.
  Procuro não invadir sua privacidade só intervenho quando ela está “destruindo a casa” ou estourando meus tímpanos...
  Eu também quando criança ficava imaginando situações diante do espelho, gostava de dançar tipo Michael Jackson.
  É fase, eu sobrevivi a isso ela também ficará bem.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Sou bem diferente de meu pai, muito diferente de minha mãe, não espero que minha filha seja minha imagem e semelhança.

  Os pais esperam demais dos filhos, os filhos esperam demais dos pais.

  É o tipo de relacionamento em que os sentimentos transbordam, aceitamos ser dominados pelas emoções acreditando que é bom para ambas as partes.
  Nem admitimos diminuir esse excesso de sentimentos ou submete-los a um processo menos instintivo e mais lógico.
  Nas reuniões familiares, principalmente nos finais de ano, descobrimos que a teoria raramente corresponde à realidade.

  “Você culpa os seus pais por tudo, o que você vai ser quando você crescer?”

  Podemos nos desenvolver ou não em várias atividades e profissões, mas ser pai é quase uma sina, a grande maioria passará por isso.

  Quer ser um bom pai no futuro, que tal começar sendo um bom filho?

  Não exija demais de seus pais, você também um dia será essa “criança crescida”, com a responsabilidade de uma vida em suas mãos.
 [William Robson]

  As crianças crescem, dividir responsabilidades deveria ser nosso principal objetivo.
  Por um tempo seremos responsáveis por nossos filhos, mas na maior parte do tempo eles serão responsáveis por eles mesmos.
  É nosso dever de pai preparar nossos filhos para viverem sem nós.

  Me achas frio, insensível?
  Não criei a vida, apenas a OBSERVO.

  

“É preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã.”


  Na minha vida (até hoje) o amanhã sempre chegou, então amemos sem excessos…






anterior                       <>                                próximo