sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Tomando Veneno

   “Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.”
 [William Shakespeare]

  Pode parecer desconexo, mas essa frase me provocou a pensar como tratamos marginais de alta periculosidade.

  Não entendo porque gastamos tanto com super bandidos os transportando em aviões e gastando os tubos em fortes esquemas de segurança.
  Alguns dizem que mata-los seria muito rápido, eles “precisam sofrer”.
  Por todo mal que fizeram estamos ressentidos com eles e queremos que eles sofram, mas como eles não tem nada a perder quem sofre somos nós.

  Quando houve aqueles atentados em SP lembro de ter ouvido o depoimento de um marginal que não queria incendiar ônibus nenhum, mas se não vandalizasse seria morto por seus próprios companheiros.

   Fiquei pensando como nossa licenciosidade com o mal aterrorizava até o próprio mal!
  O marginal não teme a polícia ou a justiça teme seus parceiros de crimes!

  Uma deformidade tão grande do nosso senso de justiça que até o marginal sente falta de segurança. 
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  INJEÇÃO LETAL seria algo tão simples e limpo, mas os ressentidos acreditam que é algo muito rápido para quem fez um grande mal.

  O bandido deve ficar preso refletindo sobre quanto prejudicou a vítima ou vítimas.
  A Sociedade é uma mãeZONA que coloca o indivíduo de castigo para pensar


   Sei que esses grupos alardeiam uma mensagem de “respeito à vida” ... é uma mentira/ilusão tão aceita por todos que passa como verdade.

  Só respeitam a vida do marginal!?
  A vítima já morreu mesmo ... amigos e familiares que se explodam.

  Tedioso é ouvir aquelas frases feitas.

  “Ninguém morre na véspera”.
  “Era o destino”.
  “Deus sabe o que faz”.

   O bandido é um “anjo da morte” enviado por Deus!?


   Você que é contra a pena de morte porque defende que o bandido tem que sofrer em vida ... está cheio de ressentimentos.

   Nossa Sociedade toma o veneno e espera que o bandido morra de velhice na prisão.

   Enquanto isso o marginal vai comandando o crime e matando mais cidadãos.

   O que tem ele mais para fazer?
   Se tornar um homem bom?
   Ah, fala sério!






anterior                       <>                                próximo



Postar um comentário