terça-feira, 19 de março de 2013

Culto ao Sofrimento


  “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido. Não na vitória propriamente dita. [Mahatma Gandhi]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
   Nos textos onde discorro sobre “tipos de espíritos” fica bem claro que estar fora de um padrão de comportamento não pode ser considerado uma anormalidade tem mais a ver com a “natureza” diversificada do espirito.”
  Não entendo este apreço pela luta, no meu entendimento a luta por vezes é um “mal” necessário e outras um mal desnecessário.
  Este culto ao sofrimento esta tão arraigado na mente das pessoas que parece imutável para a maioria delas, então apenas escrevo sem pretensão de ser lido ou entendido.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Gosto de Dezembro porque é um mês de muitas festas, muitos sorrisos, o detestaria se fosse um mês de guerras, de lutas, de sofrimento…
  Um pensador [não lembro qual agora] disse que:

  A guerra é o fracasso da diplomacia, a vitoria da barbárie sobre a INTELIGÊNCIA.

  O pensamento de Gandhi é antagônico a tudo que a Filosofia Matemática nos traz, falemos de sexo por exemplo…vem comigo!
  Tem coisa mais gostosa no sexo que o casal estar super a fim um do outro?
  A mulher só de você encostar já esta fervendo, a ereção esta tão forte que parece que vai rasgar a pele, sim, há emoção, há alegria, a vitoria é o prazer.

  Agora pense em um estupro, há luta, há sofrimento, a vitoria é o mais fraco ser subjugado pelo mais forte, com certeza o estuprador teve muito prazer, a violência é da sua natureza.

  Claro que se a vitima tem uma natureza masoquista [tipo de espirito] também experimenta algum prazer. No entanto para mulheres normais [dentro da média] há só perda, dor e sofrimento
 É senhoras e senhores, percebem a complexidade do PRAZER? O quanto ele esta relacionado com nossa NATUREZA extrapolando a “linearidade” do certo/errado, justo/injusto, bem/mal?

  Eu sou anormal por não cultuar o sofrimento? Os senhores são normais por o cultuarem?

  Oras, eu posso estar fora de um PADRÃO de culto ao sofrimento estabelecido, mas se sou coerente com minha NATUREZA porque sou anormal? 
  Anormal não seria eu ir contra a minha natureza?
“Decifra-me ou ti Devoro!”



anterior                       <>                                próximo



Postar um comentário