segunda-feira, 11 de março de 2013

O que é Normal?


“Nos textos onde discorro sobre “tipos de espíritos” fica bem claro que estar fora de um padrão de comportamento não pode ser considerado uma anormalidade tem mais a ver com a “natureza” diversificada do espirito.”  [Tons de Espirito]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
   Sabem de uma coisa, minhas filhas em vários momentos são irritantes ao extremo. Se eu desse um cascudo nelas cada vez que tenho essa vontade elas estariam em uma situação muito triste.
  A grande disposição para a bagunça e a pouca ajuda na organização são as áreas de maior confronto.
  A menos nova atualmente quer por que quer um cãozinho e não para de falar nisso mesmo eu já tendo dito dezenas de vezes não.
  Por esses dias tive que ser mais direto com ela:

  “Filha, quando você não morar mais comigo, quem sabe tiver um marido e os dois gostarem de animais tenha seu cãozinho. Eu e sua mãe não gostamos de animais em casa, eu não vou satisfazer uma vontade sua que vai tão “CONTRA A NOSSA VONTADE.”

  Há pais que a vontade do filho é lei, há pais violentos com seus filhos.
  Há vários tipos de pais porque há vários tipos de espíritos.

  Para muitos um pai que nega um cãozinho a filha é um monstro, mas ao lerem a matéria do pai que matou os filhos, o ato de negar o cãozinho fica menos chocante.
  Eu já acho que um pai que cede a toda e qualquer vontade do filho é uma besta criadora de adolescentes irritantes.
  Quem é o “normal”, o que demonstra um “amor” desmedido? 
  Ora, esse grupo é normal para os indivíduos que tem a mesma “freqüência” a mesma NATUREZA do amor desmedido pelo filho.

  Como tudo que se refere ao amor é “magico e lindo” é criado um padrão onde esta é a meta a ser atingida por todos os pais.
  O pai “equilibrado” tem que ser uma “pessoa melhor” no quesito amor.
  Eu e minha filha temos uma ótima convivência, mas eu tenho que ir contra minha natureza TENTANDO SER UMA PESSOA MELHOR!!!!!
  Isso significa realizar todas as vontades de minha filha!?

  E se eu já me achar bom o bastante? 
  Proponho que minha filha deveria ser uma pessoa melhor não torrando tanto a paciência de pais que lhe possibilitam tanto conforto.
  [Depois eu falo sobre o que significa ir contra nossa natureza, o quanto isto pode prejudicar nossa vida, melhor é o redirecionamento…fica para um dia qualquer.]

 Por negar o cãozinho muitos pensarão que minha filha merecia um pai mais “amoroso”, sei lá, no mundo lá fora ela não terá sempre tudo que quer, é melhor já ir se acostumando em casa, isto a fará uma adolescente melhor… 



anterior                       <>                                próximo