segunda-feira, 4 de março de 2013

Sócrates vs William

  “A um homem bom não é possível que ocorra nenhum mal, nem em vida nem em morte.”
  [Sócrates]

  No passado já distante ficava muito receoso em ter uma opinião contraria a de um grande pensador, as pessoas mais cultas diziam:    

 “Sabe de quem você está falando!?”

 Hoje eu falo sem receio que sei e discordo.

  Analisemos esse pensamento de Sócrates.
  Nada de mal ocorre a pessoas boas?

  Notei uma coisa interessante, algumas pessoas vivem próximo do que planejaram/desejaram e naturalmente acreditam em uma força positiva do pensamento.
   Essas pessoas servem de referência para outras que acreditam que se seguirem os conselhos desses “gurus” serão também bem aventuradas.
  Sócrates viveu como quis, fazendo o que gostava de fazer, era bom no que fazia, morreu também como quis.
 Sócrates viveu próximo do que planejava para sua vida e quando viu que seria devorado pela sociedade a sua volta praticamente optou pelo suicídio.
  Problemas todo mundo tem, mas nada de muito mal aconteceu a Sócrates.
  Quando a coisa apertou ele já estava com mais de 60 anos, podia facilmente se safar da prisão, mas optou por encerrar sua vida na Terra.


    Não se iluda.
  Poucos tem a vida próximo do que planejaram/desejaram.


   Eu, por exemplo, não tenho.
   Fui me ajeitando com o que consegui ... vivendo de migalhas.
  
  Tenho um colega de infância que adorava jogar futebol, jogava muito bem.
  Apesar de seu esforço nos mais diferentes testes de clubes nunca apareceu uma grande oportunidade.
  Foi trabalhar na pequena empresa de seu pai, basicamente aplicava aquele piso Granilite.
  Meu colega sonhava viajar o mundo com seu futebol ... teve que se contentar com muito menos que isso.
  Ele realmente era um cara legal, um talentoso jogador, não poder realizar seu grande sonho o aproximou do álcool, seu comportamento já não era tão bom, uma grande frustração tomou conta.
  Perdi contato, até onde sei nada de muito mal aconteceu com meu colega, só aqueles problemas com filhos e casamento que todo mundo tem.
  Porém, claramente ele não conseguiu ser um “humano bem realizado” como o amigo Sócrates.
  Não acho que faltou esforço.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
    “A um homem bom não é possível que ocorra nenhum mal”.
        [Sócrates]

  Fico pensando:

  Será que só os humanos bons sobreviveram ao terremoto no Haiti?

  “O Comitê Internacional da Cruz Vermelha estima que cerca de três milhões de pessoas foram afetadas pelo terremoto.
   O Ministro do Interior do Haiti, Paul Antoine Bien-Aimé, disse que o desastre teria tido como consequência a morte de 100 000 a 200 000 pessoas.”

  Vi a reportagem onde uma mulher depois de soterrada há quatro dias conseguiu ser resgatada.
  Foi inevitável eu pensar que naquele exato momento alguém poderia estar dando seu último suspiro sobre os escombros depois de dias de intenso sofrimento.

  Como podemos afirmar que todos os soterrados NÃO eram pessoas boas!?

  Veja bem, não estou falando de quem morreu instantaneamente ou em pouquíssimo tempo.
  Morrer faz parte da vida, depois de morto supomos cientificamente que não haja mais dor ou sofrimento.
  Estou falando dos que foram enterrados vivos e permaneceram assim por muitas horas ou dias.
  Não desejo esse mal nem para meu pior inimigo.
  [Sou a favor da pena de morte para crimes bárbaros, mas desde que seja o mais rápido e indolor possível.]

  Para a mulher que foi resgatada é aceitável acreditar na força do pensamento positivo ou no auxilio divino.
  E para as centenas que não tiveram a mesma sorte?

  Essa mulher resgatada tinha um caráter melhor que o dos outros, até do que crianças recém chegadas ao mundo!?

  Entendem porque discordo de Sócrates nessa questão?

 “Eu devia estar contente por ter casa, carro e poder ir ao zoológico dar pipocas aos macacos…”
[Raul Seixas]

  Estou contente por ter fartura em meu lar, mas entendo o Raul Seixas, ficaria ainda mais contente se percebesse que o bom caráter , o pensamento positivo ou uma justiça divina nos livrasse de todo mal, mas as “idéias não correspondem aos fatos, o tempo não para…”

  Sócrates que me desculpe, mas acontecimentos bons ou maus NÃO escolhem caráter.

  Na morte eu não sei, em vida definitivamente não.

“Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso
Na vida como artista
Eu devia estar feliz”


  Cala boca Raul!

  Não me humilha

anterior                       <>                                próximo