terça-feira, 30 de abril de 2013

Doce e Puro Espirito


 "Vigiem e orem para que não caiam em tentação.
  O espírito está pronto, mas a carne é fraca".
  [Mateus 26:41]


  



 “Muitos pensadores fundamentaram suas ideologias baseados na “sujeira” do sexo e do dinheiro.
  A humanidade foi simpática a suas idéias, logo, muito do comportamento humano é fundamentado na sujeira do sexo e do dinheiro.
  Consideramos dinheiro e sexo necessidades do corpo a contaminar o “doce e puro espirito”


  Sócrates era um desses pensadores que atribuía todo “pecado” ao corpo e toda pureza ao espirito.
  Foi nessa meditação que começamos a nos separar no Abismo dos Pensamentos.
  Me descobri discordando do grande pensador.

  Não faz sentido.
  Eu William sou um espirito puro e bom criado por Deus, o criador me sopra em um corpo cheio de impurezas e maldades!

   Se o bom Deus me queria puro e bom e eu já era assim que lógica tem em me “sujar” com um corpo biológico?

  Alguns já correm a dizer que é para eu me tornar uma pessoa melhor, mas o que pode ser melhor que ser um espirito puro e bom!?
  Perceberam a incoerência?
  Sexo e dinheiro são sujos/condenáveis, porque são necessidades do corpo e o corpo é sujo.

  "O espírito está pronto, mas a carne é fraca."

  Porque o corpo é sujo ou porque Deus fez o corpo sujo!?

  Certo dia, depois de ler Sócrates com esses pensamentos incômodos sobre o corpo estava eu lá no escuro do meu quarto em uma meditação com choro e ranger de dentes.
 [Estava na adolescência a dispensa de casa estava vazia.]

  Percebi que meu corpo se contentaria com um mísero salário mínimo que pudesse colocar mais comida naquela casa. 
  Já meu espirito sonhava com um milhão, casa de frente, moto, carro, boas roupas…

  Nosso corpo precisa de pouco para funcionar: água, comida, oxigênio.
  Todos os humanos que tem essas coisas deveriam estar satisfeitos.
  Essa é a equação da vida que se observa da formiga ao leão.

   Se minha insatisfação não vem do corpo, se meu “vazio” não vem do corpo então de onde vem?

 A insatisfação vem do Espirito.
 [Nesse plano de pensamento onde supomos que somos mais que maquinas biológicas.]

  Todo bem e todo mal foi soprado em nós desde nossa criação.
  É inerente a nossa condição como especie.
  Quem "não está satisfeito" com isso reclame para algum deus, amaldiçoe a natureza, lamente o acaso, mas CRESÇA!
  Não culpe o corpo por seus vícios, por seus excessos.

  Meu grande amigo Sócrates, companheiro de grandes baladas, meu corpo é bom, meu espirito nem tanto…sinto muito!

  Sei o que isso implica.
  Aquele que nos Controla não é como diz a lenda.
  Não é um ser onipotente, onipresente e onisciente, puro e bom, uma vez que somos a sua semelhança.

  Mesmo que um pensador "espiritualista" me provasse que nossos vícios/defeitos morais vem do corpo ... ainda assim colocaria a bondade e perfeição divina em xeque.
  O corpo foi criado, não se criou, se há defeitos nele como isentar de responsabilidade quem o "fabricou"!?
  
  Se você considera esse texto uma blasfêmia entenda que meu corpo esta apenas executando as ações que vem da minha mente, é ilógico culpar os dedos que digitam o teclado.
  Se sou essencialmente espirito é isso que produz meus pensamentos.

  [Blasfêmia é uma ofensa a uma divindade.
    É um insulto a uma religião ou a tudo que é considerado sagrado.
    É a difamação do nome de um Deus.
    Blasfêmia é também uma palavra ou ato injurioso contra qualquer pessoa ou coisa respeitável.]

  Ao final dessa meditação não queria nem levantar da cama, até hoje essa lembrança me traz lágrimas, a solidão sólida se desfazendo em choro e ranger de dentes.
  Nem sempre é assim, mas dessa vez foi.
  Era como se observasse meu amigo Sócrates me deixando só, sumindo no horizonte de eventos.
  Nós ainda nos encontramos, mas nunca mais foi a mesma coisa...azar o meu.





.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Filosofia Diet


👨 “Vício é sempre vício, algo ruim, haja prazer envolvido ou não."
  [Comentarista no G+]

  Prazer envolvido sempre tem, mesmo que venha dor, sofrimento, frustração depois.
  Vamos pegar algo bem comum a muitos, o "vício" em comer.
 
  Nunca fiz regime, acredito que seja algo bem sofrido.
  O indivíduo tem vontade de comer uma coisa e não pode.
  Se  não é por necessidade básica de repor calorias é porque isso lhe dá prazer.

  Porque o cidadão faz regime?
  Um corpo esbelto, mais leve traz satisfação, prazer.
  Há pessoas que gostam tanto de ter um corpo atraente que "viciam" em exercícios físicos.

  No regime trocamos um prazer por outro.
  Trocamos o prazer de comer a vontade pelo prazer de ter um corpo mais aceito socialmente.

  Dependendo da “natureza” da pessoa ela nem precisa de algo radical como fazer regime.
  Por alguma característica genética pode comer bastante sem acumular gordura.
  Comida não é um prazer tão grande para alguns quanto é para outros.
  Também tem as pessoas mais dispostas a fazer exercícios, gostam de comer, mas queimam bastante calorias.
 
  Não escolhemos nossas características genéticas (natureza), temos que nos adaptar a elas.
  Somos impotentes diante de tantas coisas.
  Na maior parte do tempo não escolhemos o melhor, mas o menos pior.

 Fazer regime é ruim, ficar excessivamente gordo é pior.

  Constatamos mais uma vez a impossibilidade de ser feliz.

  Se come a vontade fica alegre com esse prazer, mas triste com a "vaidade".

  Você era alegre comendo passou a ser alegre tendo um corpo bonito.
  Você  era triste gordo passou a ser triste sentindo fome.

  No meio do caminho tinha um regime, tinha um regime no meio do caminho. 
  No meio do caminho tinha uma insatisfação com o corpo ...
  

  




.




domingo, 28 de abril de 2013

Apenas Goste


 “Deixe seus pensamentos, palavras e ações serem inundados de amor.
   Deixe sua vida ser preenchida com amor.
   Nada mais é solicitado para se ter a visão do Divino.
   O amor é Deus, vivam em amor.”
    [Sai Baba]

    



  Lembrei de um pastor muito admirado na igreja Presbiteriana que eu frequentava.
  O sermão dele se resumia a dizer que precisávamos amar, o amor isso, o amor aquilo.

  Do jeito que o pastor falava só não ama quem não quer, tudo é muito fácil.

  Você tem que amar todas as crianças do mundo como se fossem seus filhos. (Até os pestinhas)
  Ame todas as mulheres do mundo (só transe com sua esposa).
  Ame todos os homens do mundo (não faça sexo com eles).
😊

  Ame seu governo, ame seu país, ame as dificuldades porque elas te fortalecem, ame seu inimigo, ame pagar imposto (sinal que você tem renda), ame a chuva porque ela molha as plantinhas, ame o Sol porque faz as plantinhas brotarem…

  Cheguei à conclusão que se você quer fazer uma palestra e agradar todo mundo, sempre fale sobre o amor, e sempre diga que as pessoas não estão amando o bastante.
 Um bom complexo de culpa ajuda as pessoas a procurarem as falhas sempre nelas mesmas e não no pensamento exposto.
 É como um truque de magica, o ilusionista desvia sua atenção do que realmente importa.

  Nessa meditação importa saber que:

    O amor é um sentimento muito perigoso.

  Não persiga esse sentimento como se fosse o santo graal da felicidade.
  Você que é mais esperto prefira a amizade, o companheirismo.

  O pastor e o Baba são pessoas especiais que tem essa capacidade de amar indistintamente a tudo e a todos. (Acredite quem quiser)

  A maioria de nós consegue amar a poucos e nem sempre é um amor de boa qualidade é no mínimo possessivo.

  Não somos o que queremos ser, somos o que podemos ser.

  O gostar é muito mais fácil e acessível.
  Se você tem vida social razoável (trabalha, estuda, prática algum esporte) tenho certeza que consegue lembrar de muitas pessoas que gosta.
  Se pensar em pessoas que ama o numero é reduzido drasticamente.
  E isso é bom, gostar é muito melhor que amar.
  Apenas goste.
  O gostar é tolerante, democrático. 
  O amor é possessivo, autoritário.





  “O amor nos traz tantos momentos de angustia que desenvolvemos a atenuante de que um dia de amor vale por um ano de angustia, “melhor sofrer de amor que nunca ter amado”, será mesmo…”



sábado, 27 de abril de 2013

Psicopatas Somos Nós


   “Não são as ervas más que afogam a boa semente, sim a negligência do lavrador.”
  [Confúcio]


  Sempre que vemos um ato de extrema violência (criminoso em série por exemplo) procuramos doenças mentais no indivíduo, isso nos acalma, nos faz aceitar melhor o ocorrido.

  “Ele teve uma infância problemática”.
  “Ele é psicopata!”.

   Se não encontram nada na infância que justifique a monstruosidade ainda assim teorizam que não procuramos direito, foi uma ocorrência mantida em segredo.

  Perguntei a um colega alcoólatra porque ele bebia tanto?

  “Porque eu gosto!”

  Nós não aceitamos de jeito nenhum que alguém goste de ficar bêbado.
  Não aceitamos de jeito nenhum que alguém se drogue porque goste, sempre há uma doença, sempre há um "trauma infantil".
  Nós “sadios” ou “normais” nos sentimos na obrigação de proteger esses doentes nem que tenhamos que sacrificar outros “normais” como nós.

  O texto bíblico preferido de muitos é: A volta do filho pródigo.

  Quem é mais problemático precisa de mais amor, carinho, atenção ... não consigo nem gostar quanto mais amar quem causa graves problemas.

  Se é alguém muito próximo ou da família os sentimentos bons e maus se confundem, há uma certa tolerância.
  Eu entendo uma mãe  acreditar que seu filho bandido é uma pessoa "mal compreendida" pela Sociedade.
  Porém ... mãe só tem uma.

  Não entendo toda Sociedade ter a mesma "cegueira emocional" da mãe.

  Tá, esse filho bandido poderia ser o seu, mas a vitima desse bandido também pode ser você, seu filho ou alguém muito querido.
  Eu entendo que o bandido vai pagar por uma ação condenável que fez, a vitima é ... vitima ... é difícil ter que explicar o óbvio.

  Se uma pessoa é capaz de matar friamente, é mais importante evitar que ela continue matando que descobrir como ela ficou assim.

  É mais eficiente socialmente atentarmos aos direitos das vitimas.

  Não devemos desistir de pesquisas.
  Se um dia descobrirmos nos indivíduos alguma falha genética para falta de empatia e conseguirmos resolver quimicamente ou cirurgicamente essa questão façamos isso.
  Por enquanto é nos ater ao controle de danos.
  Quem faz algo condenável socialmente tem que ter dura punição pelo mal que fez.

  Indo para outro plano de pensamento...
   
  Tá bom, seria legal que tivesse um deus que só permitisse nascer homens bons ou que mandasse um raio na cabeça dos que se tornassem maus, mas se ele abriu mão do seu papel de lavrador nós cidadãos de bem não deveríamos fazer a mesma coisa.
  Não deveríamos ser tão NEGLIGENTES com a criminalidade.

  Nós “normais” não queremos enxergar a realidade que muitos são criminosos porque gostam ou por se importarem bem pouco com o mal que provocam a outras pessoas.

  Fico pensando que psicopatas somos nós os “normais” que não queremos ver que existem sementes más, humanos com grande capacidade de destruição.

  Matar/Roubar, é uma vontade que já passou pela cabeça de qualquer um, alguns realizam esse ato, não há doença nisso, é uma questão de capacidade e gosto.






.



sexta-feira, 26 de abril de 2013

Proibido para Menores


   “Mulheres heterossexuais gostam do homem que tenha “pegada”, que a deseje intensamente e seja homem o suficiente para “forçar” uma situação.”
[Texto Anterior]

  


  Muitos pensadores fundamentaram suas ideologias baseados na “sujeira” do sexo e do dinheiro, a humanidade foi e é simpática a suas idéias.
  Infelizmente muito da cultura dos povos é fundamentada na sujeira do sexo e do dinheiro.
  Dizemos que o dinheiro e o sexo são necessidades materiais a contaminar o “doce e puro espirito” ...  mas nesse texto vamos meditar sobre sexo.

    As mulheres estão culturalmente impregnadas da "sujeira do sexo", o quanto ele é desaconselhável para uma “moça de família”.

  O duro é conciliar isso com o fogo na periquita 😊 principalmente naquela fase de procriação quando os hormônios inundam nossos corpos.
  Mulheres (sem generalizações) sublimam seu desejo sexual dizendo que só transam por amor, “são só coração” … que fofo I.

   Na fantasia mental feminina elas não querem e nem praticam o sujo sexo, são forçadas a isso pelos brutos, selvagens e animalescos homens.

  Se sou um "homem com pegada” forço a mulher a uma situação que ela quer, mas tem que fingir que não quer.
  Tenho que ir além do não.

  Tudo fica complicado quando ela realmente NÃO quer, é difícil para o homem definir até onde pode ir.
 (Quem disse que viver é fácil 😊)

  Uma moça de família não vai deixar um homem sugar seu seios, mas se ele os tira a força e começa a beija-los ... a situação fica diferente sem contar que a pobrezinha “ama ele” e não pode machuca-lo, uma moça de família não machuca os outros...que fofo II.
  Não é de cortar o coração a situação da pobre moça indefesa?

  Uma moça de família não “dá” ela é tomada a força enfraquecida pelo amor, que lindo ... que fofo III

  Meditemos irmãos:

  Eu ainda não vi nenhum homem com a periquita de uma mulher guardada na carteira ou na gaveta da cômoda então não sei ao certo o que a mulher “dá” para o homem se ele não leva nada!!

  No ato sexual é a periquita que engole o bilau [Tirem as crianças da Internet], é nosso esperma que fica lá, logo metaforicamente quem foi comido ou "deu" alguma coisa foi o HOMEM.

  Paremos por aqui, tem gente pensando em sexo e segundo a lenda pecamos até em pensamento.
  Não quero “sujar” com sexo a vida de ninguém.
  Peçam perdão a algum deus, se não funcionar … fixe nessa imagem brochante...

   

Geeesuis!


Importante!

  Não pense que que tudo é “moralismo barato” ou “sacanagem das religiões”.
  Relacionamentos sexuais realmente podem trazer muitos problemas.
  Gravidez indesejada é um dos piores, crianças sendo colocadas no mundo sem uma boa estrutura familiar são ao meu ver a maior causa de pobreza extrema no mundo.
  Tem também o problema de saúde pública:
 
Quais são as DST?
[Doenças sexualmente transmissíveis]

AIDS
Cancro mole
Clamídia e Gonorreia
Condiloma acuminado (HPV)
Doença Inflamatória Pélvica (DIP)
Donovanose
Hepatites virais
Herpes
Infecção pelo Vírus T-linfo trópico humano (HTLV)
Linfo granuloma venéreo
Sífilis
Tricomoníase

  Essas são as mais comuns.

  Por mais cuidado que você tenha, a camisinha não é suficiente para evitar transmissão de doenças... se você “faz amor gostoso”.






.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Homem com Pegada

    Partindo do ponto básico da filosofia nelson-rodriguiana, perguntei-lhe se a mulher realmente gosta de apanhar?


 “Isso é o óbvio ululante.
   Evidentemente, quando eu digo que a mulher gosta de apanhar, eu não quero dizer apanhar a toda hora, a todo instante e de todo mundo.
  Ela gosta de apanhar do ser amado.
  Mas é claro que, quando eu digo que a mulher gosta de apanhar, eu tô falando — isso é preciso repetir, especificar para evitar confusão —, eu me refiro não a todas as mulheres, somente às normais.
  Eu digo, e mais uma vez repito, que a neurótica reage.”
 [Nelson Rodrigues]




  Gostei de ler Nelson Rodrigues não tanto por concordar com suas proposições, mas pela maneira como ele escancara seus pensamentos, algo tão parecido comigo.
  Escrevendo sobre fantasias eróticas das mulheres lembrei dessas afirmações de Nelson.
  Freud também disse algo parecido com relação ao desejo inconfessável da mulher em ser “estuprada” no entanto devemos ter cuidado em não confundir isso com uma proposta de crime.
  O que Freud quis dizer é que a mulher quer que o seu homem a deseje intensamente a tal ponto que se preciso fosse a tomaria a força.
  É evidente que a mulher quer isso com alguém que ela deseje também, não com qualquer um.

  Uma colega do passado dizia que não se importava tanto em ser "encoxada" no ônibus apertado o que a revoltava é que só os “mal acabados” fazem isso…😆
  É hilário ela contando da vez que viu um cara muito bonito subindo no ônibus, ela rezou para ele encostar nela, prece feita, prece atendida, naqueles segundos ela subiu aos céus…😆

  A grande maioria das mulheres héteros querem que seu príncipe encantado seja encantado perante a sociedade, a sós quer um garanhão, alguém que a possua como se ela fosse a coisa mais importante e desejada em sua vida, que ele não se importe nem com o “não”.

  As mulheres héteros gostam do homem que tenha “pegada”.


  Um parceiro que a deseje bastante e seja homem o suficiente para “forçar” uma situação, vamos entrar por essa brecha, mas daqui a pouco, hoje não disponho de tempo.












.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Boa Troca


   “Idoso é apenas alguém que tem idade avançada.
    Velho é alguém que se torna obsoleto!
    Viva muitos anos, mas não envelheça nunca!”
    [Alfredo Martini Júnior]

  Não sou tão otimista com relação a velhice.
  Nosso corpo vai ficando obsoleto (fora de forma), não há muito o que possamos fazer além de exercícios físicos e cuidados com a alimentação.
   Doenças degenerativas do cérebro acontecem independente de nossa vontade.

   Mas não é sobre isso que quero escrever, vamos meditar sobre casamento por interesse.

  Acredito que em um relacionamento inteligente há uma conciliação de interesses. 
  É bem mais mais eficiente que o relacionamento instintivo baseado no amor e atração sexual, ainda mais em se tratando de casamento.

    



  Vejam o caso do Temer, deve ser um cavalheiro, trata bem as damas.
  De certo tem bastante dinheiro.
  Ter uma mulher bonita como companhia fixa é agradável para quem já caminha para a fase final da vida.
  Claro que seria bonito também se ele se apaixonasse por uma mulher da sua idade, mas gosto é gosto, quantos de nós não teríamos a mesma preferência por alguém mais jovem?
  Temer propôs casamento e Marcela aceitou. 
  Onde está o mal nisso!?

  Por sua vez Marcela conseguiu uma passagem rápida para "seu lugar ao Sol".

  Será que ela teria melhor sorte ou seria mais bem tratada se namorasse um homem mais próximo da sua idade?
  Quais as chances desse homem ser Senador e proporcionar tanta qualidade de vida a Marcela?
   Michel Junior é uma criança bonita e saudável com um futuro muito mais promissor que milhares de crianças nascidas nas favelas surgidas do “verdadeiro amor”.
  Marcela está bem,  Temer está bem, a criança está bem, a sociedade não tem do que reclamar pagando mais um bolsa família.

     Gosto desse “amor civilizado” onde há uma troca de interesses.

  Não tenho simpatia por aquele tipo de amor em que nada importa desde que os dois estejam juntos.
  💕

  “Não importa os filhos, as contas, a moradia, não importa o FUTURO.” 
 😩

  Sei lá ... para “ficar” pode ser com qualquer um que te atraia, se entregue a seus instintos, tenha coisas legais para lembrar...

  Na hora de casar SEJA INTELIGENTE.

   Se nada mais que não seja a pessoa amada lhe importa se importe ao menos com o FUTURO seu e de seus filhos.

   A sociedade “civilizada” agradece.

  






.


terça-feira, 23 de abril de 2013

Limite da Igualdade


   “Ainda há uma tremenda homofobia em nossa cultura.
   Pessoalmente, eu não aconselharia nenhum ator gay a sair do armário.”
  [Richard Chamberlain]


  


  Não entendo o que os gays esperam dos héteros.
  Esperam que adoremos e idolatremos o homossexualismo!?

  Um colega gay disse aquela frase batida:

  “-Quero só ser tratado como igual”.

  Fui obrigado a dizer que o “tratamento igual” tem seus limites como tudo na vida.
  Sou casado com uma mulher, não conseguiria me casar com um homem, por conta disto estou tendo fobia de homem!?

  Se minha esposa deitar na mesma cama com um amigo que eu tenho certeza que é gay não me causaria muita preocupação se eu a pegasse deitada com um amigo hétero iria ficar com a cabeça quente, iria sentir um cheiro de chifre queimado…
😆
  Vejam que é a mesma situação, um amigo na cama com minha esposa, mas se ele é gay ou hétero faz toda diferença.

  Sei que alguns homens tem estranhas fantasias sexuais, mas a maioria deixa de desejar uma mulher quando descobre que ela é lésbica, é como se quebrasse o encanto.

    Acredito que para a mulher deve ser “traumático” pensar em seu “príncipe encantado” sendo enrabado por outro homem.

  Meditemos, a mulher tem as melhores fantasias sexuais com um ator lindão e descobre que ele gosta mesmo é de morder a fronha.
  Por melhor e mais bonito que seja o ator, se a mulher descobre que ele é gay as fantasias sexuais evaporam.

  Muitos desses atores vivem da idolatria das fãs que querem saber tudo sobre seu ídolo.
  "Eu" não idolatro nenhum artista, o que ele faz ou deixa de fazer fora da tela pouco me importa.

   O Leonard Nimoy (Ator que fez o Spock) foi internado, algumas pessoas me mandaram a notícia “talvez” esperando uma comoção da minha parte.
  Claro que não desejo doenças pra ninguém, lamento pela situação do ator, porém não é alguém próximo a mim.
  Certa vez me mandaram uma frase onde o ator sugere ser ateu.
  Não sei por que a “opinião” do ator seria importante pra mim!
  Bons argumentos eu aceito de qualquer um, a pessoa simplesmente dizer que crê ou não crê em espíritos ... é irrelevante.
  Interessante que o personagem Spock é do planeta Vulcano, na série é um povo bastante religioso ... só curiosidade.


  Entretanto sei que ainda hoje muitos confundem ator com personagem.
  Soma-se a essa constatação o FATO que a maioria da humanidade é de héteros e tem fantasias românticas/sexuais com seus ídolos.

  

  
  Uma fã do Rick Martin que fantasiava uma “noite de amor” com o cantor  já não sonha mais com isso.
  Se as chances da fã eram remotas ... tornaram-se impossíveis até de imaginar.
  Como a música de Rick Martin nunca foi muito boa, talvez nada mais mantenha a mulher como fã dele gastando com seus shows e CDs.
  Na pratica Rick deixa de ganhar dinheiro, deixa de ser tão cobiçado pelo público feminino.
  Que mulher hétero em seu juízo perfeito fantasiaria uma noite de amor com Nei Matogrosso?
  Até o cantor Falcão tem mais chance.
  😆

  Que homem hétero se tornaria assinante da G Magazine?

  A G Magazine é uma revista igual a Playboy?
  Humm ... a igualdade tem seus limites.

  Se você se diz hétero e assina a G Magazine ... sai do armário santa...








.


segunda-feira, 22 de abril de 2013

Combate as Drogas

 “Brasil é o 2º consumidor mundial de cocaína e derivados, diz estudo.” 
[G1]

  Não podemos levar essa estimativa ao pé da letra, há inúmeras variáveis envolvidas.
  Por exemplo, pode significar que as policias Federais de EUA e Brasil sejam mais rigorosos no combate ao tráfico.
  Lembremos que a produção e comércio de cocaína na maioria dos países é proibido.
  Se com produtos devidamente legalizados (regulamentados) é difícil chegar ha um calculo preciso de consumo, imagine os que ficam a margem de qualquer regulamentação. 

  O que não podemos negar é que USA e Brasil são grandes consumidores de cocaína.
  A provocação é:

  Se o consumo de drogas é algo tão destrutivo deveriam ser economias e sociedades arrasadas.

  E não são.

  Com toda repressão a cocaína fica muito cara, no Brasil ocorre uma explosão no consumo de crack que por ser a sobra da cocaína é muito mais impuro e prejudicial saúde.

   “Só nos últimos 12 meses – ou seja, de janeiro a março de 2011 até o mesmo período de 2012, quando as pessoas foram entrevistadas –, 2,6 milhões de adultos e 244 mil adolescentes brasileiros consumiram cocaína sob alguma forma.” 

  Brasil e EUA praticam um método de cura onde a doença fica mais grave!!

  Não precisa explicar, eu só queria entender, mas não tenho esta capacidade.
  Foi só um desabafo.




    Lembrei desse texto:

  “Com relação as drogas a humanidade tem duas ilusões muito poderosas que complicam bastante encontrar soluções satisfatórias para o problema que elas representam.

1 - A primeira ilusão é que podemos elimina-las.
2 - Outra ilusão é que se regulamentado o uso de drogas, 100% [ou a maioria] da população se tornará dependente química.”








.