quarta-feira, 17 de abril de 2013

Dor Inventada

    “Se não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar.”
   “Se a pratica faz a perfeição, e ninguém é perfeito, então pra que praticar?”

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

   Gosto desse tipo de frase que coloca em xeque o senso comum. Tudo que você disser poderá e será usado contra você mesmo, dando nó nas suas convicções, suas certezas.
  Mais uma vez fica explicado porque prefiro o debate escrito que o falado.
  Era dia 4 em uma empresa que trabalhei, havia duas mulheres da limpeza próximas ao meu local de trabalho quando chegou uma terceira dizendo que “achava” que o pagamento não sairia no dia 5, mas talvez dia 6 ou 7.

  Por alguns minutos ficaram as três ali “sofrendo por antecedência” a respeito da possibilidade do pagamento atrasar 1 ou 2 dias.


  Quer dizer, uma funcionaria acordou no dia 4 “pressentindo” que o pagamento não sairia no dia 5 e aquilo virou uma certeza torturante!!!

  Me impressiona essa dificuldade das pessoas em relaxarem.
  Claro que nós criaturas devemos ter o plano B e C afinal a sorte é uma visita ilustre que raramente aparece, mas porque desconfiamos tanto da seqüência de eventos?



   A empresa daquelas funcionarias é terceirizada, fiquei sabendo que atrasou em 1 dia o pagamento há quase dois anos atrás, a “faxineira médiun” nem estava no quadro de funcionários naquela ocasião.
  Oras, o plano A seria não fazer prestações com vencimento no dia 5, as minhas todas tem vencimento para o dia 10.
  No entanto se não é comum o atraso do pagamento porque eu me preocuparia com isso?  
  Porque duvidar da seqüência de eventos?

   Me é estranho sobre como as pessoas “torcem” para as coisas darem errado, esperam pelo pior e quando as coisas seguem sua sequência natural agradecem ... a Deus por ter dado certo!!

  Coisa de doido 😲!

  O filho esta na balada e a mãe já o imagina assaltado, estuprado, assassinado sequestrado quando ele volta para casa como sempre ocorreu ela diz:


  “Ainda bem, graças a Deus”.

  A mãe INVENTOU um sofrimento...ocorreu apenas a seqüência de eventos.

  Inventar sofrimento é coisa de doidos!

  Esperar sempre pelo pior é sofrer duas vezes, uma na espera e outra no acontecimento e se o pior não acontece passamos horas ou dias inventando um sofrimento.

  Muitas criaturas são tão eficientes em inventar sofrimentos que desaprendem o prazer do RELAXAMENTO.

    Você fez a sua parte, relaxe.

   Se tem que acreditar em alguma coisa, acredite que tudo dará certo, seguirá a sequência de eventos.
   Amém?

anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário