quinta-feira, 11 de abril de 2013

O Cisco


  “De todo modo, qualquer jogador viciado sabe que tem um problema, não está vivendo bem- e quase sempre, aceitaria o tratamento. Portanto, pode ser reconhecido como um problemático.” [Nihil]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Nada é tão simples assim quando entramos na complexa filosofia do PRAZER.
  Mas vamos entrar por esta provocação do “não estar vivendo bem”.
  Vi nos seus últimos textos que tens projetos imensos que demandam muita dedicação e tempo, não dá para perceber uma grande realização da qual esteja satisfeita, tenha [digamos] orgulho. 
  Um bom resumo para sua vida seria a “busca do equilíbrio químico” é difícil para qualquer um dizer que você “vive bem” por um padrão mais universalizado deste conceito que seria felicidade no amor, muita saúde e um bom tanto de dinheiro.
  Você me parece inteligente o bastante para ter dado um outro rumo em sua vida, mas contrariando a lógica não deu.

  Você pode dizer e até acreditar que “é feliz assim” e talvez até seja, mas matematicamente seria algo a ser colocado em duvida.

  Quando você pensa no jogador só quer olhar para aquele que esta no fundo do poço ignorando a grande maioria que consegue manter este PRAZER sob controle.
  Seria algo como eu olhar mulheres na sua situação que cometem suicídio ou se tornam extremamente amarguradas entupidas de psicotrópicos e ignorar todas as outras que convivem sob controle com esta situação de isolamento e até conseguem algum prazer nesta condição como parece ser seu caso.

  Como vês é fácil enxergar o cisco no olho do vizinho…

  Usando a mesma matemática e me apoiando no conceito mais “universalizado” [temos que ter algum ponto de referencia] eu posso dizer que “vivo bem”.
  Minha esposa ainda demonstra muito carinho por mim, e posso afirmar que casei com quem quis, ela não estava gravida e definitivamente não foi golpe do baú…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Tenho filhas bonitas e saudáveis, foram planejadas, sou um pai para elas varias vezes melhor que o meu foi para mim.
  Faço musculação e caminhada desde o final da adolescência e tenho uma boa saúde, ainda não fiquei internado em um hospital nem tomei por longo tempo remédios controlados.
  Das condições financeiras que tive na infância se eu olhasse alguém na minha situação eu diria que era rico, mas na realidade estou na classe média, o dinheiro não sobra, mas também não é um grande problema posso me dar a vários luxos.

  Tenho este "vicio" de escrever e encontro esta válvula de escape na Internet.

  Não, eu não tenho grandes projetos porque realizei todos que me foram permitido no tempo certo, já não me sinto na idade de me propor grandes empreitadas.
  Eu poderia por exemplo escrever coisas mais popularescas e talvez ficasse mais fácil ter algum sucesso como escritor, mas eu gosto dessa filosofia de profundidade, de confronto, este é o meu prazer, é um luxo o qual eu posso me dar por realizações do passado, afinal, matematicamente eu já VIVO BEM!
  Veja outros que vivem bem apesar do jogo ou graças a ele, usam essa válvula de escape:

Em Punta, balada, cassino e sol



anterior                       <>                                próximo