quarta-feira, 12 de junho de 2013

Sobre Orgulho II

  “A pessoa orgulhosa pode aprender a ser humilde, mas terá orgulho da humildade.”
[Mignon McLaughlin]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Vez ou outra encontro pessoas muito orgulhosas de sua riqueza.
  Entendo este orgulho quando a riqueza veio de muito trabalho, muito esforço ou mesmo quando foi um golpe de sorte bem aproveitado.

  Fico confuso quando a pessoa já nasceu em berço de ouro e se acha superior a todos os pobres pelo simples fato de ser rica. 

  Ora, a riqueza não foi conquistada por ela, ela simplesmente nasceu em uma família abastada. Não dá nem para dizer que aproveitou um golpe de sorte na vida, pois ela é filha de alguém importante e nada irá mudar este fato.

  Não! Não estou dizendo que quem nasceu rico deve se sentir mal por isto, tem mais é que aproveitar os ventos favoráveis, não deve cultuar o sofrimento.

  Só não vejo motivo para esta pessoa se sentir “superior” em relação um favelado. Ela deveria se colocar no lugar daquele que nasceu com dificuldades e fraternalmente prestar-lhe o auxilio possível.
  Eu não me sinto um ser superior em relação a alguém que nasceu cego e também não vou me sentir mal por ter boa visão. 
  Claro que gosto de enxergar bem só não vejo como encaixar a palavra orgulho nisto, posso no máximo agradecer a um Deus ou a boa seqüência de eventos da natureza.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Me colocando no lugar do meu irmãozinho cego gostaria de fazer com que todos enxergassem, isto não sendo possível posso auxilia-lo sempre que possível, não vejo em que o auxiliaria furando meus próprios olhos e ficando cego também, um cego guiando outro cego não tem muita lógica.
  Não se enganem, eu William observo que tem pessoas que são superiores as outras, só não acho que esta superioridade se revela nas condições financeiras que uma pessoa nasceu.
  Acredito que em nossos grotões de maior pobreza, cérebros superiores estão sendo desperdiçados por falta de oportunidade enquanto idiotas chegam ao poder por ter bem nascido.
  Antes de terminar este texto mais uma vez peço que não pensem linearmente, “pobre é sempre bom e rico sempre mau”. 
  Pensem em 3D, a inteligência não procura bom berço para nascer, lembram que o tão idolatrado Cristo nasceu em uma manjedoura?
  Cristo era um escolhido, independente de nossa caridade faria exatamente tudo que fez e alcançaria todo o sucesso que alcançou.
  Escrevo para as criaturas, aquelas para as quais a sua caridade pode fazer toda a diferença do mundo. Um fruto com chances de amadurecer ou que cedo irá apodrecer essa diferença.

  Vida longa e prospera a você que da água a quem tem sede e comida a quem tem fome eu ti bendigo de todo meu coração.

  Ajudar nossos irmãos mais necessitados não deveria ser motivo de orgulho, mas sim natural em nós. Não com ares de superioridade, mas uma constatação de irmandade, somos todos humanos este é um fato que não temos como mudar…



anterior                       <>                                próximo
Postar um comentário