domingo, 16 de fevereiro de 2014

É de Matar

   “Há 210 milhões de usuários de drogas ilícitas no mundo. É uma multidão em perigo, pois 200.000 pessoas morrem de overdose todos os anos. Os números estão no relatório anual da UNODC, agência da ONU para drogas e crime, divulgado na quinta-feira passada.” [Veja]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Sabem o que mais mata no mundo? 

  Subalimentação, obesidade, sexo sem proteção, colesterol, hipertensão, tabagismo, alcoolismo, má qualidade da água, carência de ferro e inalação de fumaça.
  Essas são as dez maiores causas de morte no mundo.

  Mais uma vez a Veja nos apresenta uma matéria muito bem feita, mas por algum motivo evita compara-la com o TODO.
  Como faz por exemplo quando fala de números sobre a Educação e os compara com os de outros países.
  Eu não tenho nenhum problema com essa parcialidade da revista, assim como a TV me traz vários programas e matérias e eu decido o que assistir, com revistas e jornais é a mesma coisa.

  Me basta que a informação seja VERDADEIRA, como ela irá ser “manipulada” é responsabilidade minha como LEITOR concordar ou discordar.

  Se um autor homossexual escreve um livro ele tem todo a liberdade de manipular os fatos a favor do grupo que representa, cabe à eu como hétero fazer as ponderações.
 
 Se um autor comunista realiza um filme ele tem toda liberdade de defender seu ponto de vista, eu posso concordar com alguns ou muitos pontos, posso defender também meu ponto de vista.

  Quero dizer que o leitor não pode ser considerado uma vítima inocente de quem escreve. Assim como escolhemos o que iremos comer escolhemos o que vamos concordar ou discordar.
º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º
  Se eu sei que a Veja é contra a regulamentação das drogas então eu tenho que ficar precavido para sua manipulação dos fatos a favor das idéias que defende.
   A Veja tem todo o direito de emitir suas opiniões cabe à eu FILTRAR as informações e construir minhas PRÓPRIAS opiniões, é isso que se espera de um Livre Pensador.
  Vamos analisar os número apresentados na matéria?
  É evidente que a ONU não iria diminuir os números em um caso desses.
  Filosoficamente é mais provável que os infle, mas vamos aceitar esses 210 milhões de usuários de drogas em todo mundo como algo bem próximo da realidade, vamos mais uma vez aplicar a matemática básica e colocar a matéria dentro de um contexto mundial de causa de mortes.

   Como no mundo há cerca de 7 bilhões de habitantes estes 210 milhões de usuários de drogas representam apenas 3% da população.
  Para você que só ia na escola para comer a merenda, isso significa que a cada 100 habitantes apenas 3 são usuários de drogas.
  Matematicamente não parece o final dos tempos como a reportagem a princípio te fez acreditar não é mesmo?
  Mas vamos caminhar um pouco mais, a Matemática é implacável e deliciosa.
  A Veja nos relata que 200 mil pessoas morrem de overdose todo ano ou seja morrem pelo CONSUMO da droga, aposto que a guerra do TRAFICO mata muito mais que isto, mas não tenho como bancar esse tipo de pesquisa.
  Acontece que todo ano morrem no mundo cerca de 56.000.000 de pessoas, estes 200.000 representam 0,03%!!
  Isso quer dizer que a cada Mil pessoas que morrem apenas 4 morrem diretamente do consumo de drogas.
  Gente, gente, gente, é muito pouco para uma guerra tão grande.
  Sinto muito pelas famílias que são atingidas por essa tragédia, mas o mundo é bem maior que isso.
  Esqueçam o idiota do William apenas se concentrem na MATEMÁTICA DAS COISAS.
  Você leitor FILTRE o que estou escrevendo, mas faça a mesma coisa com a matéria que leu na Veja.
  É muito te pedir um pouco de BOM SENSO e JUSTIÇA!
Toda essa informação é até prejudicial se VOCÊ não filtrar.

anterior         <> Próximo
Postar um comentário