domingo, 23 de março de 2014

Efeito Colateral

  “O suicida não é covarde, apenas não encontrou outro modo pra matar uma dor que o matava todos os dias.”  [Sean Wilhelm]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%
“Não criticarei quem age assim (comete suicídio), mas esse tema precisa com urgência, despertar a atenção de toda a comunidade médica, e de todas as sociedades que deveriam se ocupar em ensinar ao mundo, novamente, sobre o valor de se viver.” [Nihil]

  Desculpe-me, mas não entendo seu raciocínio.

  A “comunidade médica” não comete suicídio?
  Se eles não tem respostas para eles mesmos porque teriam para os outros?
  Outro ponto é em que você se baseou para sugerir que no passado não havia suicídios!?
  “Ensinar ao mundo, novamente, sobre o valor de se viver.”

  Lembro que Cleópatra e Judas cometeram o suicídio.
  Sócrates na pratica cometeu o suicídio.
  As autoridades Gregas nunca pensaram que chegaria a tal ponto.
  Sócrates habilidoso que era poderia escapar facilmente, mas aparentemente CANSOU DE VIVER nesse mundo tão limitado.

  Jesus na pratica cometeu o suicídio.
  Pilatos visivelmente não queria condena-lo a uma pena tão cruel, mas Jesus se recusou até em se defender, tal qual Sócrates.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Quanto a sua divagação Freudiana sobre o tema me decepcionou bastante.
  Pondé fala sobre PECADO, tipo, se embriagar é pecado então para Pondé quem sente o prazer etílico busca a aniquilação, a morte.

  “O pecado no fundo, é uma paixão pela aniquilação de si mesmo”.  [Pondé]

  Eu digo que quem busca o prazer etílico…busca o prazer etílico, fugir da realidade, mas não aponto de morrer, a morte e todos os infortúnios familiares que acontecem são consequências desagradáveis e INDESEJADAS, um efeito colateral.
  Acreditar que o fumante de crack quer se matar não corresponde a uma realidade observável. Ele quer viver usando a droga e não morrer usando a droga.

  Sócrates, Jesus, Cleópatra, Judas, Giovana foram bem mais definitivos, não queriam usar drogas apenas queriam sair deste mundo…
  Mas para Freudianos e Religiosos [menos algumas religiões orientais] não desejar mais viver neste mundo é uma doença ou possessão demoníaca.
  Sabe, se eu for acometido por uma doença grave possivelmente cometerei suicídio, minha maior preocupação no fim da vida é ficar tão incapacitado que não consiga antecipar esse fim.
  Sou totalmente a favor da eutanásia, não quero sobreviver ligado a maquinas.
  Se a vida é minha porque não posso colocar fim a ela?
  Se não quero ficar ligado a maquinas porque devo ser obrigado?
  Mas não ligue para mim, sou psicopata ou estou possuído pelo demo.
  Seja do mundo ou de Deus, mas nunca de si mesmo, este é um PECADO/DOENÇA imperdoável para religiosos e freudianos e são eles que dominam a sociedade atual…espero que por pouco tempo…


  “O médico cardiologista Linderbergh Luiz Caldas da Silva se suicidou.
  Ele se jogou da cobertura do edifício Casagrande, de 15 andares,
não morava no imóvel.
  O blog apurou que o médico passava por problemas familiares, separação da esposa, também médica.

anterior         <>              próximo


Postar um comentário