terça-feira, 11 de março de 2014

O Sistema

  “Às vezes fico pensando que a AIDS parece mesmo coisa da CIA misturada com o Vaticano. 
  Sei que é um pouco de loucura pensar isso, mas faz sentido, faz. 
Faz muito sentido.”  
 [Cazuza]


  

  Alguns entrevistados do programa “Provocações” são intragáveis, é uma tortura ouvir seus pensamentos.
  Como o programa é bem curtinho [eu gravo] geralmente me obrigo a assistir até o fim para ao menos tentar entender como funcionam essas mentes.
  No último [19/07/2011] foi um admirador de Marx; eu acho incrível a falta de respeito desses caras pelo “gosto” dos outros!
  Não me admira que os Marxistas quando chegam ao poder acabam com toda a liberdade.
  Eles se acham o supra sumo da humanidade, o que o acaso fez de melhor e quem não gosta das mesmas coisas que eles é um idiota produzido pelo capitalismo, um alienado.
  Tudo que não é do agrado deles é culpa de um “SISTEMA”, aliás no dicionário deles sistema é igual a Capitalismo e Comunismo igual a Socialismo.
  O que eles não conseguem explicar é porque a vida em sociedade é bem melhor em uma Coréia do Sul capitalista que em uma Coréia do Norte comunista, ou porque no geral viver no USA era bem melhor que viver na URSS.
°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°
  Sistema é uma palavra tão abrangente, mas sem entrar no labirinto das letras podemos dizer que é sinônimo de método ou organização.

  Cuba tem um sistema de governo, meu carro tem um sistema de aquecimento, eu tenho um método de trabalho, o Santos tem um sistema de jogo…

  Percebem que os Marxistas falam, falam e não dizem nada?

  O tal entrevistado gosta de música experimental, “uma música que não foi corrompida pelo sistema”.

  Sabem, minha filha canta inteirinha uma música que mais tarde descobri que é do Luan Santana, a música não me diz nada, mas deixa minha filha muito alegre e gosto de ver minhas filhas alegres.
  Eu nunca fui a uma apresentação do É o Tcham [alguém ainda lembra?] nem compraria um CD, mas o som era animadinho e a Carla Perez dançando era uma delícia…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! [Depois da "funilaria" porque antes a mulher era um caco.]  
  Os religiosos diziam que era coisa do capeta, os Comunista diziam que era lixo da sociedade de consumo capitalista burguesa... falam, falam e não dizem nada.

  Para eu era uma música que deixava muitas pessoas alegres e todos sabem como gosto de sorrisos.
  Escolhi esse conjunto porque as pessoas que o curtiram hoje já estão bem adultas e CIENTIFICAMENTE não consta que dançar ou cantar aquele tipo de música tenha provocado alguma doença ou grande mal a sociedade, foram só MOMENTOS DE ALEGRIA E DESCONTRAÇÃO, algo tão abominável para as igrejas e comunistas.
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Cazuza pegou AIDS usando drogas injetáveis ou dando a bu#da e aparentemente achava que a AIDS foi uma doença criada em laboratório com propósitos imperialistas norte americano em parceria com o Vaticano!!!

   Faz sentido! Cazuza era o supra sumo da humanidade e o “sistema” tinha que acabar com ele, afinal “a burguesia fede”.
  Eu sou burguês e capitalista, na maior parte do tempo estou bem cheirosinho…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Socialmente moro bem, como bem, tenho liberdade até para ouvir “quero não, posso não, minha mulher não deixa não” ou ouvir belas cações de Tom Jobim que por ter tocado com Sinatra é considerado “alguém que vendeu a alma para o capitalismo.”

  De Amado Batista até Djavan não existe nada mais “socialista” que o CAPITALISMO.

  Esses dois cantores vivem de música e não são impedidos de produzirem porque alguém do partidão não gosta da música deles.

  Se Cazuza meditasse um pouco observaria que o Vaticano é um opositor ferrenho do homossexualismo e o USA espalha para o mundo está ensandecida e pouco inteligente guerra contra as Drogas.
    O Vaticano e a CIA tentaram proteger Cazuza, mas ele teve LIBERDADE até para se autodestruir, depois que pegou a doença infelizmente usou o discurso fácil de culpar o SISTEMA.

  Marxistas falam, falam…e não dizem nada que faça sentido!
Lindamente provocativo!

 clique aqui

anterior         <>              próximo
Postar um comentário