segunda-feira, 7 de abril de 2014

A Maldição do Muro

 “Renda anual de vinte libras, despesa de dezenove libras, dezenove xelins e seis pence, resultado: felicidade.
  Renda anual de vinte libras, despesa anual de vinte libras e seis pence, resultado: desespero.”  [Dickens]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Da série “eu não entendo o mundo” acompanhei meio de longe o pedido de Obama para aumentar o teto da dívida.

  Sabe aquele filme que só tem bandido e você acaba escolhendo o bandido “bonzinho”, aquele menos violento, que até pensa em abandonar sua vida de crime?
  Pois é, nessa história Americana não consigo enxergar nem ao menos o bandido bonzinho...

  Nos filmes gosto de ver o bem detonando o mal, a justiça vencendo a injustiça, algo não tão fácil de observar na vida real.

  Trazendo a situação para uma linguagem que um leigo em economia possa entender eu diria que Obama quer aumentar o limite do seu cartão de crédito, vamos hipoteticamente reduzir os números.
  O limite é de 20 mil, os USA já estão endividados em 30 mil, Obama não consegue pagar a dívida e mesmo assim quer aumentar o limite do cartão para 25 mil.
  A matemática é implacável e no final das contas Obama além de não pagar os 30 mil que já deve vai contrair mais 5 mil em dividas que passarão a ser 35 mil e o que Obama ou seu “sucessor” [texto publicado em 4/8/2011] fará depois?
  Oras, pedir ampliação do limite do cartão para 30 mil.

  Até você que é leigo consegue perceber que os gastos já foram longe demais.
  Os caras estão INVENTANDO UMA REALIDADE, estão gastando uma riqueza que não tem.
  Os americanos poderiam viver bem com sua renda mensal de 15 mil podendo chegar até o limite de 20 mil, mas se insistem em gastar mais do que produzem as dividas só podem crescer, depois quando o país fica insolvente com todas as gravíssimas consequências dizem que o capitalismo é selvagem!
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Obama deveria aumentar os impostos dos muito ricos e diminuir o assistencialismo aos pobres.
   Hoje em dia por exemplo ser mãe solteira nos USA é um bom negócio, a moça irresponsável é tratada como uma mártir, uma santa, com direito a incontáveis benefícios sociais, é a premiação da irresponsabilidade.
  Do outro lado Obama não teve coragem de mexer no bolso dos muitos ricos afinal eles são financiadores de campanha.

  Como podem perceber os USA hoje estão muito parecidos com países latinos, não mexe no bolso dos muito ricos e dá um assistencialismo desmedido aos pobres.
  Quem paga a conta é a classe média.

  Essas movimentações macro políticas eu chamo de POPULISMO.
  O político não é um ESTADISTA, alguém que se preocupa com o bem estar da nação, ele quer só ganhar a próxima eleição então não quer desagradar ricos nem pobres nem remediados, fica “namorando” a população, gastando o que não tem e a população envaidecida nem percebe que mais cedo ou mais tarde ela mesma vai ter que socorrer o namorado “Estado”, ela pagará a conta. [O político como indivíduo continua a ter uma vida muito confortável]

  A oposição atual nos USA é igual o PT era, eles querem mais que o circo pegue fogo para eles ganharem a próxima eleição.
  A oposição lá é contra aumentar os impostos dos muito ricos, afinal eles são financiadores de campanha e a oposição quer dinheiro.
  Eles propõe que seja cortado o excesso de ajuda aos mais pobres, acontece que fazendo isso, tirar dos pobres [mesmo os irresponsáveis] e não mexer no bolso dos ricos sepultaria Obama politicamente.
  É senhoras e senhores os EUA estão tomados por IDIOTAS DIPLOMADOS.  Clique aqui
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Sei que vou dizer algo muito polêmico e irão me chamar de muitas coisas desagradáveis, mas como sabem eu não dou a mínima.
  Países desenvolvidos, nessa altura da humanidade, não deveriam ser tão idiotas gastando mais do que produzem, se fosse só os USA seria ruim, mas como são muitos...é trágico.
  Parece que o mundo precisa de alguma “interferência”, que alguma “espiritualidade” prepare um Presidente Estadista para os USA.
  O que esta ocorrendo ali é uma incrível subversão da lógica.
  Já expliquei aqui que Bush foi um grande presidente, ele apostou que levando um pouco de Democracia para o Oriente e diante da queda do Comunismo da URSS tempos de grande paz e prosperidade viriam, bastaria os USA derrubar alguns ditadores e o mundo seguiria naturalmente para estes novos e prósperos tempos.
  Lamentavelmente, surpreendentemente, infelizmente…aquela minha teoria das “freqüências” se mostrou mais poderosa que até eu mesmo acreditava.
  Graças a Bush descobrimos que chineses vivem como gostam de viver, Iraquianos vivem como gostam de viver, africanos vivem como gostam de viver.

  Bush fez uma aposta que confesso eu mesmo faria e quando ele perdeu eu também me senti derrotado.

  Com esse APRENDIZADO que por linhas tortas o Governo Bush trouxe até nós, diante deste novo CONHECIMENTO, se eu fosse Presidente dos USA reveria esta política de ser a polícia do mundo, voltaria mais minha atenção para meu próprio povo, minha própria economia.
  Até agora vejo que Obama desprezou esse aprendizado ou não foi sábio o bastante para fazer uso desse conhecimento.
  Obama quer ganhar a próxima eleição para quê?
  Para continuar endividando o povo americano, para continuar a ser covarde diante do que a economia precisa, diminuir o assistencialismo e cobrar mais impostos dos muitos ricos, deixando de sacrificar tanto a classe média.

É senhoras e senhores, “Deus salve a América!”
[E não é que “ele” fez isso mesmo!  Clique Aqui]

  Se eles desistiram da inteligência e bom senso é melhor orarem a Deus, afinal nos últimos séculos eles foram a nação “escolhida”.
  Agora se Deus decidiu passar uns tempos na China, acho bom os Americanos criarem juízo ou em breve serão uma Rússia…
  Lembram daquele filme “A Maldição da Múmia”?
  Na tela gigante da minha mente esta passando o filme “A Maldição do Muro”, quem diria que ele cairia justo na cabeça do Ocidente?
ºººººººººººººººººººººººººººººº
  Bem, eu não gasto mais do que ganho então minha vida segue serena, juízo econômico bastaria aos irmãozinhos americanos que ainda são uma bela nação, é triste quando a única coisa que um Filosofo pode fazer é desejar Boa Sorte!
  Como esse texto nunca será publicado em um grande jornal de lá, nem daqui, eu tristemente lhes desejo boa sorte, que Deus ainda os tenha em grande conta.

 “Mais vale quem Deus ajuda que quem cedo madruga.”

anterior         <>              próximo