terça-feira, 15 de abril de 2014

Caso Onã

  “Cada fracasso ensina ao homem algo que precisava aprender.”  [Dickens]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Dickens nasceu razoavelmente bem, seus pais tinham recursos aceitáveis, em sua casa tinha a disposição por exemplo uma ótima biblioteca.


  Seu pai era perdulário, gastava muito mais do que ganhava e acabou sendo preso por dividas. Foi um período difícil para a família de Dickens, ele inclusive chegou a trabalhar em uma fábrica de graxa, mas não foi uma fase duradoura de dificuldades, seu pai recebeu uma grande herança e tudo voltou a ficar bem.
  Com 18 anos Dickens já trabalhava em um escritório de advocacia e só não continuou nesta profissão por não gostar do trabalho nos tribunais, gostava mais de escrever e nisso também o sucesso não demorou a acontecer.
  Percebem o que eu tanto falo?

  Dickens e pessoas como ele que apesar de algumas dificuldades alcançam rápido o sucesso ficam nos recitando estas “formulas magicas” que deram certo com elas.

  Teve uma fase na minha vida que lia todas estas biografias de pessoas de sucesso e tentei pôr em pratica todos seus ensinamentos e sugestões.
  Lembrei agora de Andrew Carnegie, devo ter lido essa biografia várias vezes, sou daquele tipo que quando um capitulo me chama a atenção o leio novamente, como aquela bela música que colocamos para tocar novamente.
  Sei lá! Cheguei à conclusão que essas pessoas por si só atraiam o sucesso, elas até podiam acreditar em uma formula cientifica para conseguir o sucesso, mas nunca estiveram do lado de cá...dos fracassados.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
Gênesis 38
7- Er, o primogênito de Judá, era mau aos olhos do Senhor, pelo que o Senhor o matou.

8- Então disse Judá a Onã: Toma a mulher de teu irmão, e cumprindo-lhe o dever de cunhado, suscita descendência a teu irmão.

9- Onã, porém, sabia que tal descendência não havia de ser para ele; de modo que, toda vez que se unia à mulher de seu irmão, derramava o sêmen no chão para não dar descendência a seu irmão.

10- E o que ele fazia era mau aos olhos do Senhor, pelo que o matou também a ele.


  Percebam que o que Onã fez foi sacanagem, mas diante do que Ló fez transando bêbado com suas filhas podemos dizer que Onã foi um santo.
  Bem, no final dessa história Judá procurando o serviço de uma prostituta acaba “confundindo” a nora como tal e faz um filho na própria nora. [Não acreditem em mim, leiam a Bíblia]
  Não tenho como argumentar que a Bíblia em suas histórias não traga muito da realidade que OBSERVAMOS.
  Um bandido por vezes leva 5 tiros e não morre, um trabalhador honesto é atingido por uma bala perdida e tiau.
  Deus [ou alguma força] tem toda paciência do mundo com alguns indivíduos, lhes dá inúmeras oportunidades e para outros [a grande maioria] são meio que deixados à própria sorte.

  Onã assim meio que do nada foi obrigado a fazer um filho na cunhada para deixar um descendente para o irmão Er que Deus tinha matado!
  Caraca! Porque Deus antes de matar Er não deixou que ele mesmo fizesse o filho?
  Já imaginaram?
  Coloquem isso na tela gigante de suas mentes, Deus mata meu irmão, sou obrigado a transar com minha cunhada e o filho que nascer é do meu irmão morto!
  Meus próprios filhos com minha esposa ficarão em segundo plano porque esta é a vontade do Pôaai! [como diria o Henry Cristo]
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  É senhoras e senhores, antes de sentenciar que a Bíblia é patética e horrorosa, olhem a sua volta. Como explicar um sucesso como do Sarney baseado em um fracasso tão grande como o Estado do Maranhão?
  Como explicar que um maníaco do parque esta forte e saudável e suas 10 vítimas apodreceram em uma cova qualquer?
   "Se você quer saber o que Deus pensa do dinheiro, dê uma olhada nas pessoas a quem Ele deu riqueza financeira." [Dorothy Parker]  Clique Aqui



  Dilma mente sobre mestrado e doutorado. Casa Civil muda currículo.

  Dilma se identifica como mestra em ciência econômica, pela Unicamp, com título obtido em 1979, e informa que começou, em 1998, doutorado em ciências sociais aplicadas.

 O diretor de registro acadêmico Antônio Faggiani disse, porém, que Dilma "nunca se matriculou em nenhum curso de mestrado na Unicamp".

  "O que existe, oficialmente, é a matrícula no curso de doutorado, em 1998, abandonado em 2004, quando acabou o prazo para a integralização dos créditos".  Clique Aqui

anterior         <>              próximo

Postar um comentário