sábado, 5 de abril de 2014

Quero te Ajudar

  “Ninguém pode achar que falhou a sua missão neste mundo, se aliviou o fardo de outra pessoa.”   [Dickens]
%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Esse pensamento é muito BONITO é um daqueles pensamentos que ninguém quer ser tomado como monstro o colocando em dúvida, mas como sou eu que estou escrevendo e não ligo a mínima se me acham um monstro vamos ver o que a dona encrenca Duvida nos provoca sobre isso.


    Hoje em dia eu não gasto muito tempo ajudando as pessoas porque me descobri criatura, sei que não posso contar com um papai do céu para me proteger então fiquei ainda mais cuidadoso com relação a evitar acidentes e desperdiçar dinheiro ou tempo.



  Através desse Blog eu provoco a pessoa a se auto ajudar, matematicamente observo que o fato de não nos tornarmos um fardo para alguém ou para a sociedade já é uma coisa excelente.

  Se alguém precisar de minha ajuda e for algo bem simples de fazer, algo que não me custará grande esforço ou sacrifício faço de bom grado se for algo mais complexo vou fazer de tudo para pular fora só cederei se a situação exigir muito.
  A sociedade pode me achar um monstro, mas eu digo a vocês que eu é que acho a sociedade monstruosa neste apoio desmedido que ela dá a irresponsáveis em detrimento de pessoas trabalhadoras e honestas.
 
  “Coitado do drogado, coitado do pai irresponsável, coitado do político que cedeu a tentação, coitado do menor que não sabia que matar é crime, coitado do presidente que não sabia de nada, coitada daquela mulher que casou com um homem violento…”

 Enfim, “faça o bem sem olhar a quem” e nessa ação patética conseguimos a proeza de progredir menos do que poderíamos e deixamos de ajudar pessoas em situações que nossa caridade seria muito mais eficiente ou necessária.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Faz anos que não empresto dinheiro a ninguém eu acho incrível que a pessoa pague juros de 20% ao agiota, 10% no cartão, juros em média de 4% no empréstimo pessoal e para eu que emprestava sem cobrar juro nenhum ela NÃO PAGUE!
  Por vezes paga com meses de atraso e ainda acha que esta te fazendo um grande favor!
  Certa vez um colega pediu 50 reais emprestados, disse que assim que recebesse o pagamento me devolveria [faltavam 5 dias], nessa época eu ficava alegre em ser útil, poder ajudar as pessoas, fiquei um pouco chateado, mas não liguei muito em receber o dinheiro mais de 2 meses depois.
  Ele tinha uma nota de 50, mas “teve” que comprar pão na padaria de forma que ficou ainda me devendo 5 reais que eu nunca mais vi.
 Percebem? Eu emprestei 50 reais e como ele é um cara muito legal depois de 2 meses me cobrou só 10% de juros…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

  Hoje em dia o capitalismo me ajudou a entender que meu colega estava certo.

  Existe essa parte da sociedade ávida por ser útil, por ajudar as pessoas, enfim existe essa ”demanda de mercado”.

  Eu não fiquei alegre em realizar aquela boa ação?
  Logo, meu colega de uma certa maneira me permitiu ficar alegre, realizar a boa ação daquele dia, me comportar como um legitimo filho de Deus, um bom Cristão.
  Percebemos que existe um grupo da sociedade que tomou para si como missão salvar o mundo e outro grupo que percebendo esse “mercado” se coloca na confortável condição de serem salvas pelo mundo, elas são responsabilidade da sociedade e a sociedade que se vire para dar a elas tudo que elas precisem.
  Essas pessoas tem quantos filhos quiserem e a sociedade que se vire para cria-los.
  Essas pessoas tem pavio curto, já nasceram assim e a sociedade que se vire para cura-las, se cometem crimes é culpa da sociedade que não soube dar o tratamento que elas precisavam.
  Não é culpa delas se viciam fácil em qualquer coisa, a sociedade que se vire para não deixar que o vício chegue até elas e em chegando que se vire para sustenta-las e trata-las.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Como bom capitalista que entende muito bem esse sistema eu não faço mais parte desse mercado que tem necessidade de ser útil, de ajudar os outros.
  Me basta cuidar de mim e da minha família.

  Acredito que se cada cidadão civilizadamente cuidasse de si mesmo e de sua família a caridade seria algo até dispensável só precisaria ser exercida em caso de tragédias, acidentes que não temos muito controle.

  Vejam bem, minhas filhas não são um fardo para a sociedade porque eu e minha esposa cuidamos bem delas, mas isto não é suficiente, minhas filhas podem optar pelo crime ou vícios e se tornarem um grande fardo, eu e minha esposa até podemos continuar a trata-las com amor e carinho [não que sejamos obrigados], mas a sociedade deve trata-las com a força da LEI, puni-las de acordo com o mal que fizeram a outras pessoas.
  No entanto se a Sociedade toma para si a missão de salvar, curar minhas filhas…oras, se existem espertos é porque existem otários.

  Estou em uma fase de minha vida que cansei de muitas coisas, já é tão difícil cuidar de eu mesmo e de minha família, além do mais nem encontro muitas pessoas que MERECEM ser ajudadas, fazem suas loucuras porque se acostumaram que sempre terá alguém para socorre-las.
  “E se” parássemos de socorre-las tão prontamente?

  Ainda não cansei da vida, mas cansei de ser otário, não faço mais parte desse mercado que fica alegre em carregar na costa as dores do mundo.
  Se você precisar de minha ajuda terá que me convencer que merece ser ajudado, se for muito trabalho pra você, não se preocupe o mundo esta cheio de otários algum deles ficarão alegre em te socorrer, você estará fazendo um favor para eles…enquanto para eu você é só mais uma chateação, não perderei meu tempo com você, não perca seu tempo comigo.

  No meu cotidiano quando alguém pergunta se estou precisando de alguma coisa peço logo “déis real”…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  [Dizem que falar errado denota mais humildade e necessidade]
  Ainda não encontrei ninguém que me desse dinheiro, sinal que também não sou muito esperto.
  O problema é que quando me perguntam porque quero o dinheiro eu sou honesto, falo a VERDADE.
  Olha o que eu falo:

  - Sei que você vai ficar feliz em me ajudar, 10 reais é o que cobro para te fazer feliz.

  Já me disseram que eu preciso aprender a mentir, dizer ao menos que esqueci a carteira em casa, acontece que eu tenho grande dificuldade em mentir principalmente por coisas tão banais, logo, consigo não ser otário, mas ser “esperto” iria me dar muito trabalho, todos sabem o quanto sou preguiçoso.

  Se você fica feliz em ajudar um pedinte sincero eu quero te ajudar, me envia mil reaus?


anterior         <>              próximo

Postar um comentário