quinta-feira, 8 de maio de 2014

O Desconhecido

“A tradição é a personalidade dos imbecis.” [Einstein]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Eu não entendo porque no mundo ainda há pessoas que acham importante casar virgem. A única coisa capaz de explicar isto é a tradição.


  Filosoficamente eu digo que o amor e o desejo sexual são facilmente confundidos.
  Eu observo que você só pode cogitar que um sentimento seja amor ou pelo menos uma forte amizade, depois de ter saciado o desejo sexual.
  Já respondendo aos moralistas de plantão.
  Sim, tenho duas filhas e gostaria que elas fossem sempre minhas menininhas, mas não sou tão burro, sei que isso não é possível.

  Sempre desejei ter filhos saudáveis e filhos saudáveis crescem e ficam adultos, ainda bem que minhas filhas não apresentam nenhum tipo de retardamento mental.

  Muitos em nossa sociedade dizem que dificuldades nos tornam mais fortes, filhos deficientes são um maravilhoso desafio, “uma benção de Deus”... esse fortalecimento de ter filhos deficientes eu dispenso, esse tipo de “benção” quero longe de mim.
  Espero que minhas filhas tenham uma vida sexual muito satisfatória e que não se casem por conta de uma tensão sexual, mas sim porque encontraram uma pessoa compatível com elas a ponto de constituírem uma família, “tentar” um bom casamento.
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Eu acredito que um casamento com boas chances de dar certo tem que levar em consideração 3 elementos: Amor, dinheiro e sexo.

  Vou falar de amor e dinheiro em algum texto no futuro, agora vou  escrever sobre sexo.
  Uma mulher muito fogosa que case com um homem sem muita disposição terá uma enorme dificuldade em se manter fiel, conseguir se manter virgem foi bem mais fácil.
  Observe um exemplo:
  Se você não sabe dirigir pode ter 3 carros na garagem que nem imaginará ir ao mercado com um deles e você pode passar a vida toda assim, sem aprender dirigir.
  Ônibus, carona, bicicleta, a pé, essas são suas maneiras de locomoção.
  Traduzindo para a sexualidade seria beijo, abraço, flerte, cafuné…

  Acontece que depois que você aprender a dirigir inevitavelmente aqueles 3 carros na garagem começam a serem vistos com outros olhos, por ângulos muito diferentes.
  Em um texto anterior já disse o quanto a posse de um veículo amplia nossos horizontes, nossas possibilidades...clique aqui
  O grande agravante é que os carros ficam lá paradinhos na garagem, não dá para esperar o mesmo dos homens que cercam uma mulher, ainda mais se ela for atraente.

  Depois que a mulher transa ela já sabe que o beijo, o abraço, o cafuné não chegam nem perto do prazer que uma transa pode trazer, agora ela já carrega em sua mente uma LEMBRANÇA DE PRAZER e passará olhar outros homens com outros olhos, talvez até lamente o tempo perdido.

  A vida não é exata então nenhum homem é exatamente igual a outro homem.
  Um cara pode ser violento na cama, pode ter ejaculação precoce, pode não ser higiênico, pode ser excessivamente ativo enquanto a mulher tem um desejo moderado.
  Um cara muito ativo pode até ser uma maravilha no começo, mas se a mulher é moderada, depois de um ano de casamento já não aguenta mais transar quase todos os dias, aquele momento do sexo se transforma no mais desagradável de seu dia, já escrevi o quanto a maioria das mulheres detestam serem obrigadas a transar.

  Enfim, partir para um casamento sem conhecer o cônjuge sexualmente é um risco muito grande para os dois lados, mas acredito que a mulher tenha que se preocupar muito mais com isso.

  Não, não é machismo. É que a mulher engravida e ter filho transporta o relacionamento para algo muito além do casamento.
  Para o casamento existe o divórcio, divorciar de um filho é impossível e abandonar uma criança é algo terrível.

  Deve ser muito duro para uma mulher depois de passada a tensão sexual [que ela confundiu com amor] perceber que tem um filho que ela naturalmente ama enquanto o pai de seu filho é um ilustre desconhecido, alguém que ela tem que aturar, que nem sabe como foi capaz de casar e se apaixonar por ele.
  Se ela tivesse transado antes do casamento esse engano provavelmente seria evitado e ela poderia ter ouvido a voz de algo desconhecido…O AMOR!



“Se nós tivéssemos fugido
E ouvido a voz
Desse desconhecido
O Amor!
Essa voz que chega devagar
Prá perturbar, prá enlouquecer
Dizendo pr'eu pular
De olhos fechados”  Clique Aqui


  Cuidado! Tesão apresenta os mesmo sintomas, mas é outra “doença”...HAHAHAHAHAHAHAHAHA!



anterior         <>              próximo