sábado, 3 de maio de 2014

Superinteressante

“Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. Não confio no que me aconteceu.
  Aconteceu-me alguma coisa que eu, pelo fato de não a saber como viver, vivi uma outra?!”  [Clarice Lispector]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Clarice foi uma daquelas pessoas um tanto “porralocas” que deixaram a vida a levar e a vida até que a levou por grandiosas situações, já li muitas biografias assim.


  Sempre alerto aqui que a grande maioria que conheço é só mais uma criatura deixada a própria sorte, não conta com os serviços, “digamos”, de um bom “anjo da guarda”.
  Por isso tome muito cuidado para não se empolgar demais em não dar um sentido para a vida.
  Não deixe tudo por conta de um destino que na sua imaginação sempre será grandioso.
  Aliás falando em dar um sentido eu comecei a assinar a Superinteressante porque realmente era uma revista espetacular, faz alguns anos mudou a equipe e a revista nunca mais foi a mesma, ficou bem aquém daquelas matérias memoráveis como a sobre Buda, por exemplo.
  A revista era um CSI Vegas e ficou um CSI New York.
  Até qualidade do papel parece ter mudado [talvez para cortar custos].
   No entanto, como gosto de ler, é uma revista que ainda dá para manter a assinatura.
  Em várias matérias eles partem de uma BASE DE PENSAMENTO que sinceramente eu não consigo observar e como sabem se não reconheço uma boa base todo pensamento apoiado nela se torna irrelevante para mim.
  Exemplo: Uma matéria diz que é característica de nosso cérebro sempre buscar um sentido, dizem que o cérebro não gosta de espaços em branco e o completa com qualquer coisa até com Deus!  Clique Aqui
  Mas nesse caso historinhas fantasiosas sobre Deus seriam descartadas por não fazer sentido.

 Outra matéria diz que uma família com muitos filhos homens o último filho do sexo masculino tem grande probabilidade de nascer homossexual.
  Isso acontece porque o feto é gerado no corpo da mãe que vai criando anticorpos contra um ser masculino que esta sendo gerado em seu ventre, então lá pela terceira gravidez de um filho os anticorpos da mãe podem estar acumulados e atacar mais eficientemente este “corpo estranho masculino”.
  Uma de minhas irmãs tem 4 filhos homens, vou prestar atenção se os dois últimos não estão jogando água fora da bacia…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Brincadeira, um dos gêmeos até já é casado com a maior gata.
  Os 4 filhos começaram namorar bem cedo, minha  irmã nunca gostou do assédio das garotas ao seus "menininhos", uns caras de 1,80 m...
  Sei lá! Só me lembro de um homossexual em minha família. É meu primo Cleile [ele sempre se assumiu] faz muito tempo que não o vejo nem sei se esta vivo ou morto, mas lembro de um detalhe, ele foi o primeiro filho, seus outros dois irmão mais novos são héteros.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Sabem, lendo esse tipo de matéria da Super fica muito mais fácil acreditar em Deus que em muitas teorias “cientificas” que conheço.
  Mas não vou entrar por esta brecha, vamos voltar a esse “cérebro maravilhoso que sempre busca um sentido para as coisas.”
  Oras, esse é meu mundo e vou te dizer uma coisa, é tão solitário aqui…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Meu cérebro realmente sempre busca lógica nas coisas, mas não é o que eu observo com frequência a minha volta.
  Lembrei de um momento:
  Sou concursado e me convidaram para apoiar a causa dos terceirizados, pois defendem que eles fazem tudo que o concursado faz, mas ganham bem menos.
  Caraca! Eu torço para que todo mundo ganhe melhor, realmente os terceirizados fazem um ótimo trabalho, mas não vejo sentido em cometer injustiça comigo mesmo!
  Gastei tanto dinheiro comprando apostilas, me inscrevendo em concursos, fazendo malabarismos com horários para prestar as provas, estudando coisas que nem queria me lembrar mais…

  Tudo porque analisando o mercado de trabalho eu enxergava grandes vantagens em trabalhar para o Estado.
  Com os terceirizados é diferente, muitos entram por indicação, é a mãe, irmão, colega ou parente que arranjam a colocação. Fazem uma prova bem mais “soft”.

  Depois de tanta luta para buscar uma diferenciação profissional agora eu dou um tiro no próprio pé lutando por uma equiparação salarial!

  Isso faz sentido para os terceirizados mesmo que seja uma injustiça, agora, concursados defendendo uma coisa dessas NÃO FAZ SENTIDO!

  Como capitalista entendo muito bem esse sistema.
  Se os concursos forem desmoralizados perderemos uma maravilhosa ferramenta de acesso ao serviço público e sobrecarregar a folha de pagamento vai inviabilizar reajustes futuros, ou seja estou atentando contra meu próprio futuro.
  Debati isso com um colega terceirizado e faz algum tempo que nem olha na minha cara, escrevendo esse texto sei que serei uma persona não grata em muitas rodinhas, mas fazer o quê, os textos gritam para sair, já me acostumei com a solidão, “eu escrevo para não falar sozinho”.

  “Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível fazer sentido.” [Clarice Lispector]

  Pessoas iluminadas igual a Clarice que conseguem se dar bem vivendo sem sentido são poucas, mas as que defendem causas sem sentido e se ferram é uma multidão.
  Eu olho em volta buscando essas mentes que buscam organização, bom senso, fazer coisas que façam sentido e não encontro.
  Prestar concurso porquê, se um terceirizado vai ter os mesmo benefícios sem o mesmo esforço.  Clique Aqui
  Não faria mais sentido se os terceirizados estudassem mais e passassem no concurso?

“Decifra-me ou te Devoro!”


anterior         <>              próximo

Postar um comentário