segunda-feira, 16 de junho de 2014

Sobre Tolerância

  “Aprimorar a paciência requer alguém que nos faça mal e nos permita praticar a tolerância.” [Dalai Lama]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  As virtudes enlouquecem até o ponto de se transformarem em defeitos, em vícios.


   Ter paciência não é um procedimento pelo qual eu tenho muito apreço, a paciência é um “mal” necessário em nossa vida.

  Se chego com dor em um hospital gosto de ser prontamente atendido, se não tem outro jeito espero, mas não vejo como essa espera pode ser boa se estou em um lugar que não queria estar e com dor!

  Nunca aguardei na fila para comer em algum restaurante, não tenho paciência para ficar esperando.
  Fico alegre com o sucesso do seu proprietário, mas prefiro voltar outro dia.
  Vou escrever hoje sobre uma virtude que sempre anda próxima da paciência, a TOLERÂNCIA, vamos flutuar até “enlouquecer” essa virtude.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Hoje analiso melhor as situações, mas é evidente que em determinado período minha prioridade foi analisar as mentes, para observar melhor o todo é preciso conhecer as engrenagens que compõe esse todo.
  A princípio tentei usar a Psicologia, mas essa se mostrou tão incrivelmente limitada que só foi possível algum avanço mergulhando ainda mais fundo na Filosofia.
  Vamos a um exemplo prático:

  Sabe porque existe tantos “barraqueiros”, aquelas pessoas escandalosas?
  Porque gritar e fingir histeria FUNCIONA.

  A maioria das mentes ficam envergonhadas em chamar uma atenção “negativa” para sua pessoa então elas se tornam muito TOLERANTES com os barraqueiros, elas cedem em tudo, pois o importante é não chamar a atenção.
  Por esses dias diante de um barraco promovido por uma cidadã um colega se disse envergonhado pelo escândalo que a moça fez!
  Ela gritou histericamente, chorou, disse que não aguentava mais…e sinceramente não entendo porque EU deveria ficar envergonhado pela falta de controle da moça.
  Meu colega tentou me explicar, mas eu não entendo o que as pessoas dizem, não consegui ficar envergonhado porque eu conheço este “tipo de engrenagem”.

  Já tive muitas colegas barraqueiras, as mulheres são bem melhores nisso que os homens elas tem uma grande vantagem porque dificilmente um homem usará de violência com elas, pelo menos em público, então elas gritam, fazem seu espetáculo sem temer a ação do segurança, por mais errada que elas estejam um homem encostou nelas, elas já passam a ter “razão”…outro dia falo sobre isso, a razão cega dada aos mais fracos só por serem mais fracos.

  Eu Filosoficamente não tenho como aconselhar uma pessoa a não ser barraqueira.

  Nas minhas observações elas sempre saem ganhando, passam na frente da fila, recebem maiores descontos, familiares e amigos são mais compreensivos…TOLERANTES.
  Ser barraqueiro é tão bom que eu só não sou assim por não ter tanta cara de pau…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Notei que depois do espetáculo esse tipo de indivíduo fica muito em paz com si mesmo principalmente porque visivelmente ganhou ainda mais vantagens do que pretendia.

  Lembram daquela cidadã que deixou meu colega tão desconcertado?
  Ela foi levada pessoalmente pela segurança exatamente onde ela pretendia ir, só faltou lhe estenderem um tapete vermelho, menos de uma hora depois estava ela lá na lanchonete comprando coca cola e salgados com a fisionomia de uma monge budista entoando cânticos, de bem com a vida.
  Confesso que depois de um tempo até me divirto com o sentimento de culpa das vítimas da barraqueira, as vítimas dizem:

“Eu não devia ter irritado ela, eu sei que é pavio curto.”

  Os agredidos também acreditam que depois do espetáculo a barraqueira entra em depressão, que nada, a maioria até demonstra grande satisfação.

  O bom de fazer barraco é que ele tem efeito duradouro.
  Da próxima vez a simples presença da barraqueira já faz “as pessoas tomarem cuidado com ela”, trata-la melhor do que tratam outras pessoas de bom comportamento.

 Eu até gostaria de dizer o contrário, mas observei que ser barraqueira é ótimo para quem tem esta capacidade.
ººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Flutuando no Abismo me tornei entendido em manipulação e aprendi a lidar com barraqueiros, depois escrevo sobre isso…
  Hã, se não fossemos tão tolerantes não existiriam tantos barraqueiros, haveria mais gente vendo vantagens no bom comportamento?
  Você esta louco?
  Esta dizendo que a TOLERÂNCIA esta promovendo um mal, uma vantagem indevida?
  Ah moleque, ah garota!
  Sejam bem vindos ao enlouquecimento da virtude que chamamos de TOLERÂNCIA.
 I’ll be back!






Anterior          <>        Próximo
Postar um comentário