domingo, 28 de fevereiro de 2016

Dez Mandamentos

  “O assunto mais importante do mundo pode ser simplificado até ao ponto em que todos possam apreciá-lo e compreendê-lo.
  Isso é - ou deveria ser - a mais elevada forma de arte.”

  Um comentário muito provocativo sugeriu que a Bíblia poderia ser resumida nos 10 mandamentos, gostei da idéia.
  Consideraríamos todas aquelas historinhas bíblicas como contos dos antigos sem querer procurar nelas algum grande sentido filosófico.

1 - Amar a Deus sobre todas as coisas.

  Não vejo problema com esse mandamento desde que cada um esteja livre para amar a sua idéia particular de Deus e que ele seja justo e bom.
  Se colocarmos a justiça acima de todas as coisas sem ignorarmos a bondade limitaremos bastante a ação do mal.
  Se o seu deus é o de Abraão, de Buda, de Maomé ... tudo bem, desde que privilegie a bondade e a justiça não me importo com sua idéia de Deus, tem o meu respeito.

2 - Não tomar seu santo nome em vão.

  Esse eu acho dispensável.
  A princípio a palavra de alguém justo deve sempre ser verdade.
  Eu nunca juro por nada.
  Eu falo alguma coisa e se a pessoa não quer acreditar ... que não acredite.
  Se isso tiver alguma consequência negativa eu tento conseguir provas do que estou falando, não vejo o que jurar por alguém ou alguma coisa irá mudar a descrença da pessoa no que estou dizendo.
  Se não tiver nenhuma consequência mais grave eu simplesmente não me importo com o que a pessoa acha ou deixa de achar.
  Eu substituirá o 2 ficaria assim.
  Que a sua palavra seja honrada.

3 - Guardar domingos e festas de guarda.

  Se for no sentido de ter pelo menos 1 descanso semanal acho um bom mandamento.
  Acho legal arranjamos motivos para festejar, aniversários, datas comemorativas, algo bom que aconteça em nossa vida...
  Porque cultivar a tristeza se podemos cultivar a alegria?
  Separe pelo menos um dia da semana para descansar ou fazer o que gosta.
  Busque a alegria.

4 - Honrar Pai e Mãe
  Esse quase dispensa comentário.
  Não tenha a ilusão que seus pais estão sempre certos ou que sempre sabem o que é melhor para você, mas o mínimo que você deve fazer é ouvi-los com muita atenção.
  Em condições normais ninguém se importa mais com seu bem estar que seus pais.
  A vida é sua e a última palavra é sua, mas nunca despreze o conselho de qualquer um que te ame.

5 - Não matar

  No sentido de não assassinar eu concordo, mas
matar não se resume a isso.
  Eutanásia, se uma pessoa não quer ter sua vida mantida apenas por aparelhos e não tem condição física de se matar alguém deveria ter o direito de fazer isso por ela
  Suicídio, muitos dizem que a vida pertence a Deus e só ele pode tirar.
  Mas se ele me deu a vida ela é minha eu posso seguir com ela ou devolver para ele.
  Se a vida por qualquer motivo virou um fardo pesado demais para eu carregar porque não posso desistir dela?

  Aborto ... esse é um tema complexo, não dá para resumir em poucas linhas.

6 - Não pecar contra a castidade.

  O sexo oferece muito prazer, mas também muito risco.
  Gravidez indesejada, doenças, infidelidade conjugal.
  Eu escreveria esse mandamento com outro conceito.
  Cuide para que o sexo seja fonte de prazer e não de problemas.

7 - Não roubar

  Sou contra qualquer tipo de roubo, tem gente que defende que quem rouba para comer não merece punição, para eu pode servir como atenuante mas não impede a punição.
  Hoje em dia temos muitos programas assistenciais do Governo e outras organizações.
  No entanto se ficar comprovado que o cidadão tentou, mas não encontrou nenhuma ajuda em sua cidade cabe ao governo encaixa-lo em algum benefício ... vá e não roube mais.
   A miséria é inadmissível em um país rico territorialmente como o nosso.

8 - Não levantar falso testemunho.

  Eu resumiria em não contar uma mentira que possa prejudicar alguém.
  E se a mentira não prejudicar ninguém?

  Eu não consigo imaginar nossa sociedade funcionando bem se todos nós formos extremamente sinceros.

  Eu não levo a sinceridade ao extremo.
  Com minhas filhas e esposa eu sou mais sincero, mas no cotidiano evito certos constrangimentos.
  Um exemplo:
  Se minhas filhas estão falando demais eu digo que estão me irritando.
  Com alguém do trabalho eu aguento calado.
  Quando minha esposa pede opinião sobre qualquer coisa eu tenho intimidade para falar claramente tudo que penso.
  Com outras pessoas tenho bem mais cautela só falo se sentir que vale a pena ou se sentir que a pessoa suporta o que eu tenho para dizer.
  Exemplo:
  Você vai visitar um amigo no hospital e nota que ele está um caco.
  Você vai falar o que?
  “Mano se tá um caco!”
  Entre homens isso até acontece sem maiores problemas nós já nos tratamos depreciativamente no cotidiano, mas se for uma amiga ... fale algo agradável.
  Você vai visitar um casal amigo e o filho deles é uma peste insuportável.
  Falar mal de filho e osso.
  Enfim:
  Não faça falso testemunho e nem queira dar testemunho de tudo.
 
9 - Não desejar a mulher do próximo.

  Não desejar por vezes é impossível, não escolhemos o que sentir.
  Mas de certo devemos correr dessa tentação.
  Mulher comprometida sempre traz grandes problemas.
  Por um pouco de prazer sexual correr muito risco de ter graves problemas não me parece lógico.
  Se você for comprometido também o risco dobra diante dos mesmos poucos minutos de prazer.

10 - Não cobiçar as coisas alheias

  Eu separo a inveja em dois tipos a virtuosa e a maligna
  A virtuosa é aquela que você gosta de algo que outro tem e tenta conquistar algo igual.
  A maligna é aquela que você quer o que o outro tem, você quer que aquilo seja seu e não dele.

11 – Combaterás a corrupção.


  Esse fica por minha conta, a corrupção é um vírus mortal para Meritocracia, não consigo imaginar uma sociedade justa e boa se as pessoas não alcançam o sucesso por mérito.




Anterior          <>        Próximo 


Postar um comentário