sábado, 20 de fevereiro de 2016

Lavagem Cerebral de Direita?

    A lavagem cerebral ou reeducação é o esforço para mudar crenças e/ou opinião do indivíduo.
    Crenças ou opiniões indesejadas por quem detém o poder da situação.
    Tenta mudar a opinião do indivíduo não através da argumentação lógica, mas utilizando de métodos agressivos, como cansaço, substâncias químicas e persuasão.



  “(William) Não vale a pena perder meu tempo com um alienado Político como você que sofre de manipulação midiática ·
  Tire o Cabresto que colocaram em você e tente enxergar melhor o nosso cenário político.
  O pior cego é aquele que não quer enxergar!
  A Mídia suja e Golpista fez uma lavagem cerebral em vocês, marionetes globais, teleguiados midiáticos.”
  [Deborah no G+]

  Você não precisa nem se dizer de direita para ser chamado de lobotomizado ou que sofreu lavagem cerebral, basta não ter pensamentos alinhados com a esquerda que já é considerado alienado.
  Eu que me assumo de direita/conservador mereço até ser fuzilado.

  “Mauro Iasi (PCB), professor da UFRJ, cita Bertolt Brecht sobre fuzilamento aos conservadores.” [YouTube]

  O engraçado é que o conselho dos esquerdistas para não sermos manipulados/alienados é questionar o sistema.
  Poucos indivíduos questionam mais qualquer coisa do que eu, se isso basta então não sou manipulável.
  Mas como sou de direita os Marxistas sugerem que eu obrigatoriamente sou um alienado.
  Uma pessoa antenada, esclarecida, que pensa por conta própria ... obrigatoriamente tem que ser esquerdista.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Qual o significado de “Questionar”?

 1 - Ato ou ação de perguntar, interrogar, a fim de obter informação de alguém sobre alguma coisa.

 2 - Pôr em questão; fazer objeção a; controverter, rebater.

  Para eu a essência do conceito “questionar” é fazer perguntas, interrogar.
  Outros pensadores preferem ter como essência fazer objeção, ir contra.

  Questionar o sistema para eu é fazer perguntas e analisar as respostas.
  Para os esquerdista questionar é ir contra.
  Mas ir contra só se o Sistema tender para a Direita, se tender para esquerda não há o que questionar...

  Em um filme bem antigo vi uma cena interessante.

  Um senhor idoso reclama da colocação de bancos de concreto nas paradas de ônibus.

  "Não sei quem foi o prefeito idiota que substituiu os bancos de madeira pelos de concreto, os de concreto ficam muito quentes expostos ao Sol."

  O indivíduo está fazendo um questionamento válido, a princípio tendemos a lhe dar razão, mas veja a argumentação do filho:

  "Pai, teve motivos para substituição dos bancos, os de madeira resistem pouco as intempéries precisam ser substituídos em pouco tempo, antes disso os sem teto usam a madeira para fazer fogueiras."

  O prefeito que optou pelo banco de concreto já não nos parece tão idiota.
  Fez um bom trabalho tornando mais eficiente a utilização do dinheiro dos impostos.
  [Se os bancos não foram superfaturados, coisa tão comum aqui no Brasil]

  Se questionamos alguma coisa e recebemos uma resposta satisfatória porque ser do contra?

  Nesse situação do filme a variável “material que é feito o banco” é sobre a qual temos mais poder, as outras variáveis são de difícil resolução.
  As outra duas variáveis são o calor do Sol e os sem tetos.
  Não podemos evitar o calor do sol, podemos no máximo fazer uma cobertura sobre o banco.
  Livrar uma nação da ocorrência de sem tetos ... quantos países no mundo alcançaram esse feito?

  Aqui em São Paulo as placas de sinalização de trânsito eram de alumínio, é um bom material, acontece que tem um bom valor comercial.
  A sinalização era constantemente roubada, a solução foi confeccionar as placas com um polímero sem valor comercial.

  A telefonia não tem um bom substituto para os fios de cobre, empresas e usuários sofrem constantemente com esse tipo de roubo em áreas mais remotas.
  Vejo pessoas indignadas só com as empresas de telefonia.
  “A empresa tem obrigação de garantir o serviço.”

  É obrigação da empresa de telefone investigar roubos!?
  Já vi muita gente dizer que o cara que rouba é uma “vítima do sistema”.
  A Empresa merece ser roubada porque supostamente é sempre rica [na cabeça dessa gente falência não existe é invenção da Mídia] e todo e qualquer pobre tem o direito de roubar...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Eu questiono tudo que de alguma forma me provoca.

  Quando eu pergunto me preparo para ler/ouvir uma resposta e se ela é satisfatória não vou rejeita-la só porque não está de acordo com minha ideologia ou doutrina.
  Essa história que sofremos lavagem cerebral quando somos Capitalistas não se sustenta diante dos fatos.
  No caso do Brasil desde que me conheço por gente sou bombardeado com ideais socialistas.
  Interessante que a mesma coisa aconteceu com o cristianismo, mas esse seria outro texto.

  O fato é que os esquerdistas deveriam suspeitar se eles próprios não estão condicionados ao pensamento marxista.

  Eu falo por minha própria experiência.
  Durante todos meus anos de estudos incluindo faculdade de administração a maioria dos professores que tive eram neutros ensinavam suas matérias sem falar de economia ou política.
  Os que falavam sempre criticavam o Capitalismo, Estados Unidos, Inglaterra ... enquanto Cuba e Rússia eram citados com uma certa admiração.
  Antes de escrever esse texto eu puxei muito pela memória por algum professor que tivesse elogiado o Capitalismo e até agora não encontrei nenhum.
  Isso incluindo cursos que eu fiz.
  Na internet naveguei por anos sem encontrar pessoas que simpatizassem com o Liberalismo Econômico.
  Felizmente faz uns 2 anos que comecei a notar muitos simpatizantes de direita defendendo o capitalismo.
  Confesso que comecei a meditar mais profundamente sobre economia lá por 2003.
  Em 2004 já me assumia Capitalista, os debates foram só fortalecendo meus conhecimentos e minha posição.
  A maioria dos Marxistas não questionam o marxismo.
  [Assim como a maioria dos cristãos não questionam a Bíblia sagrada.]

  No entendimento da esquerda "questionar" é "ir contra", e o único Sistema a ser questionado é o Capitalismo.




Obs: “Durante todos meus anos de estudos incluindo faculdade de administração a maioria dos professores que tive eram neutros.”

  Para esse texto ficar satisfatório preciso falar sobre neutralidade.
  Em se falando de pinturas podemos considerar a tinta branca uma cor neutra.
  Se você tiver um galão de 10 litros de tinta branca e colocar uma bisnaga de 1 litro de tinta vermelha (Marxismo), a cor dessa mistura não será percebida como branca.
  Se você não coloca nada de tinta azul (Liberalismo) é evidente que nada dessa cor irá aparecer na mistura.

  Com ideologias acontece um processo semelhante.

  Suponhamos que eu seja ateu e minha esposa seja neutra.
  Minhas filhas crescerão em um ambiente ateu.

  Se minha esposa for religiosa e eu neutro, minhas filhas crescerão em um ambiente religioso.

  Se minha esposa é religiosa e eu ateu, minhas filhas receberão argumentos das duas correntes de pensamento.

  Nas nossa escolas a maioria dos professores são neutros quanto a ideologias, mas uma grande porcentagem deles defendem ideais socialistas e em postos chaves produzem material didático para os neutros.
  Decidem por exemplo exaltar a Revolução Francesa e apenas citar a Revolução Gloriosa.
  Decidem que a escravidão começou com a chegada do negro no Brasil e não falam que africanos tinham em sua cultura a pratica da escravatura.
   Decidem que Cuba é tudo de bom e os Estados Unidos é o mal na Terra.
  Decidem que menino não pode ser chamado de menino e nem menina de menina!
  São apenas “crianças” que decidirão que “gênero” terão independente de terem nascido com bilau ou periquita...

  Tome cuidado antes de exaltar a neutralidade como uma grande virtude.
  Nenhuma grande virtude é isenta de vícios destrutivos.
  No caso da neutralidade, quem cala consente.
  [William Robson]


Anterior          <>        Próximo 
Postar um comentário