sábado, 5 de novembro de 2016

Idolatria a Cientistas

  Camelos não eram domesticados na época de Abraão e Bíblia está errada.

  Existe uma certa idolatria a cientistas principalmente quando um deles apresenta algum estudo que corrobora a opinião de alguém.

  Uma ateia postou toda alegre um estudo que segundo ela acabaria com o cristianismo por comprovar que Abraão nunca existiu.
  Na Bíblia é dito que Abraão comercializava camelos, acontece que o estudo indica que na época em que Abraão viveu camelos ainda não eram domesticados.
  O estudo basicamente se resume a isso.
  Analisando informações “contidas na Bíblia” deduziram “cientificamente” a possível época e localidade que Abraão viveu.
  Analisando fósseis de camelos mediram a idade e chegaram a conclusão que naquela região Abraão não poderia ter sido comerciante de camelos, na época que ele viveu.
  “Logo” Abraão nunca existiu e todo cristianismo é uma farsa!

  São tantas variáveis em uma pesquisa desse tipo que inevitavelmente tudo não passa de ESPECULAÇÃO.
  Não é má fé do cientista (espero que não) diante das evidencias encontradas apresentou uma dedução lógica.
  Entretanto entenda que não termos encontrados fósseis mais antigos de camelos não quer dizer exatamente que eles não existem.
  Vira e mexe estamos descobrindo fósseis de dinossauros que não sabíamos que habitavam determinada região.
  Isso acontece ao acaso quando constroem uma casa, estrada, cavam um poço.

  O que me provocou a escrever esse texto não foi exatamente esse estudo o qual eu já havia lido de relance sem grande interesse.
  O que me chamou a atenção foi a postagem da ateia.

“Ciência prova que Abraão nunca existiu.”

   Caraca! Se você ler a matéria em sites confiáveis verá que em nenhum momento o estudo afirma ou mesmo especula/teoriza a existência ou não de Abraão.

  O estudo “sugere” que a Bíblia foi “atualizada” séculos depois da história que a originou.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Qual a “precisão científica” da Bíblia para determinar quando Abraão viveu?

  Vamos entrar por essa brecha…

  Só fanáticos religiosos ainda acreditam que a Bíblia foi ditada pelo Espírito Santo de Deus.

  Se o estudo era para negar isso ... nem precisava ser feito.
  Foram humanos que escreveram a Bíblia inspirados em Deus e não inspirados por Deus.
  Explico.
  Os diversos escritores colocaram no papel como eles pensavam que Deus é.
  Não foi Deus que soprou no ouvido dos escritores como ele é.

  Uma coisa é você escrever um livro sobre Bill Gates sobre como pensa que ele é outra é ele ditar um livro para você dizendo como ele é.

  Pois bem.
  OS CARAS QUE ESCREVERAM A BÍBLIA NÃO TINHAM COMO SABER QUE ELA INFLUENCIARIA TANTO O MUNDO.
  Imaginem quantos livros já foram escritos e ninguém tomou conhecimento.
  Na antiguidade quantos escritos foram simplesmente destruídos?

  Vejam o meu caso.
  Quais as chances do que eu escrevo ser transformado em livro e vender pelo menos como um Paulo Coelho?
  Claro que se eu pudesse ver o futuro e soubesse que meus textos iriam virar uma grande corrente filosófica meu cuidado na revisão deles seria bem maior.
  Escrevo os textos para o meu próprio gosto/prazer.
  Claro que tem uma sequência baseada em minha visão de mundo.
  Mas NÃO TEM UM RIGOR DE DATAS, NÃO TEM UM RIGOR TEMPORAL.
  Quando eu reviso um texto antigo alguns links que eu coloquei não estão mais funcionando então substituo por outro similar se possível.
  Por vezes encontrei uma foto melhor para colocar no texto.
  Em outras vezes tenho um texto atual que serve como bom complemento ao que escrevi anos atrás.
  Enfim é comum você pegar um texto de 2011 e encontrar uma referência a algo que só aconteceu em 2014.
  Um texto de 2012 com uma foto que só foi tirada em 2015.

  A Bíblia foi escrita durante muito tempo.
  Foi escrita por várias pessoas e traduzida por muitas outras.
  Talvez lá na escrita original foi dito que Abraão comercializava animais de carga, algum tradutor deduziu que eram camelos porque era algo de acordo com sua época. 

  Então...

  CUIDADO COM MANCHETES, CUIDADO COM “ESTUDOS/PESQUISAS CIENTIFICAS”.

  Não é porque alguém tem o título de cientista que deve ser idolatrado, que não pode ser contestado.
  Tente ler a matéria em sites confiáveis, entenda o estudo e como ele foi feito.
  É comum as pessoas destacarem apenas as partes de seus interesses e até criarem “manchetes” que pouco tem a ver com o estudo em si.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Para complementar vejam um caso sem a polêmica religiosa:
______________________________________________________________
  “O refrigerante reduz a inteligência das crianças e dos adolescentes.
    Excesso de açúcar prejudica o cérebro dos muito jovens.
    Só os adultos podem tomá-lo.
    (William) Pesquise a esse respeito.”
   [Comentarista no Face]
_______________________________________________________________  

  Não entendo porque tanta gente pede para eu pesquisar coisas!
  Resumam os argumentos e se necessário coloquem um link, é o que eu faço.
  Eu emito um argumento e o debatedor não refuta, simplesmente me xinga ou manda eu ler alguma obra!

  TODO EXCESSO É PREJUDICIAL, não há nada de novo nessa dedução.
  Triste é minha filha querer ter o prazer de beber um refrigerante e eu lhe negar baseado em estudo de “excessos”.

  “O ar que respiramos possui 21% de oxigênio.
  Respirar oxigênio puro pode ser prejudicial.
  Os danos que ele pode causar dependem da pressão do oxigênio (a pressão do ar normal é 760 torr ou 1 atmosfera) e do tempo de exposição.”

  Devo recomendar que minha filha evite o oxigênio!
  Prefiro recomendar que evite excessos de qualquer tipo, é mais EFICIENTE!

  Perceberam?
  Eu contra argumentei que todo excesso pode ser prejudicial, citei como exemplo o oxigênio, coloquei um link fundamentando minha argumentação.

  Na Internet, revistas, jornais encontramos estudos de todo tipo.

  Mais uma vez para você que é um Livre Pensador.

  CUIDADO COM MANCHETES, CUIDADO COM “ESTUDOS/PESQUISAS CIENTIFICAS”.

  Não é porque alguém tem o título de cientista que deve ser idolatrado, que não pode ser contestado.
  Tente ler a matéria em sites confiáveis, entenda o estudo e como ele foi feito.
  É comum as pessoas destacarem apenas as partes de seus interesses e até criarem “manchetes” que pouco tem a ver com o estudo em si.

  “A ISLÂNDIA SE TORNA A PRIMEIRA SOCIEDADE COM 100% DE JOVENS ATEUS”
 
  “NENHUM ISLANDÊS JOVEM ACREDITA QUE DEUS CRIOU O MUNDO, DIZ NOVA PESQUISA.”

  “40,5% das pessoas com 25 anos ou mais jovens disseram que eram ateias, e 42% disseram ser cristãs.”

  Observem que na manchete 100% dos jovens são ateus...
  Na pesquisa 42% se dizem cristãos.
  Cristão ateu eu desconheço

  Não acreditar que uma entidade pessoal criou todo o universo é uma coisa, não acreditar em outras formas de vida como espíritos é outra.
  Eu acredito que a matéria sempre existiu e em algum momento a “vida” surgiu.
  NÃO acredito em um “Deus Pessoal” um velhinho de roupa branca e barba que sempre existiu e criou tudo que há.
  A Bíblia e outros livros “sagrados” representam a ideia de espiritualidade que os antigos tinham...

  Bem, não quero iniciar um novo texto, vamos ficando por aqui.
  Apenas quero dizer que alguém ser ateu aos 25 não quer dizer que será aos 40.
  Lá pelos meus 20 anos “tentei ser ateu”, mas não consegui.
  Rapidamente percebi que estava limitando minha percepção sobre espíritos ao que tinha lido na Bíblia e ignorando minhas próprias experiência pessoais.
  O que homens vivenciaram há milênios é algo tão misturado a fantasias que é mais uma curiosidade, não dá para colocar em bases cientificas.
  São histórias que passaram de boca em boca sem registro confiável.
  Eu sei o que observo e sei o que vivi.

   “Como podem achar que Deus está morto, se lhes mostrei o Diabo.”





Anterior          COMENTAR        Próximo