segunda-feira, 29 de maio de 2017

Vilões Culturais

  “Como te disse ontem, William, nem todo o ateu é comunista, e nem todo comunista é ateu.”
[Comentarista no Face]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬




  Muitos ateus sugerem que eu não sei a diferença entre comunismo e ateísmo, usam isso para desqualificar meus argumentos.
  Eu sei a diferença, mas para quem não sabe...

 “Comunismo (do latim communis - comum, universal "coisa pública", segundo Platão) é uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais e apátrida, baseada na propriedade comum dos meios de produção.”
[Wikipédia]

  “Ateísmo, num sentido amplo, é a ausência de crença na existência de divindades/espíritos.
  O ateísmo é oposto ao teísmo, que em sua forma mais geral é a crença de que existe ao menos uma divindade.
  Como os conceitos sobre a definição do ateísmo variam, é difícil determinar quantos ateus existem no mundo atualmente com precisão.
  Segundo uma estimativa, cerca de 2,3% da população mundial descreve-se como ateia, enquanto 11,9% descreve-se como não-religiosa
  Segundo pesquisa de 2015 do Gallup.
[Wikipédia]

  É importante determinarmos o que é um Estado Ateu.

  “Estado ateu ou Estado ateísta é a rejeição de todas as formas de religião por um Estado em favor do ateísmo.
  Faz isso habitualmente através da supressão da liberdade de expressão e religiosa.
  Normalmente apenas os governos comunistas procuraram promover o ateísmo como uma lei pública, de acordo com a doutrina do materialismo dialético marxista.”
[Wikipédia]

  Outra coisa que criticam é eu usar a Wikipédia como fonte, mas lhes digo que não importa a fonte que eu use, ela nunca presta...
  Quem não gosta dessas definições pelo menos não pode negar que elas são o que se tem de consenso geral.

  Analisando a história vemos que Comunistas promoveram o ateísmo como uma lei pública.
  Você consegue imaginar um religioso promovendo o ateísmo, ainda mais como lei!?

  Deduzimos fácil que os comunistas que “chegaram ao poder” eram ateus ou que os ateus que chegaram ao poder eram comunistas.

  Nada impede um comunista ser religioso/espiritualista ... falam até que Cristo foi o primeiro comunistas (bobagem claro).
  Aqui no Brasil com nossa cultura cristã os caras do PC do B na maioria são religiosos.

  Um ateu pode ser adepto do Liberalismo Econômico, não acreditar em espíritos não impede alguém de acreditar nas “leis de mercado”, são coisas bem distintas e não relacionadas.

  O que eu digo em meus textos?

   Ateus se acham intelectualmente superiores por não “se iludirem” com espíritos.
  Mas historicamente se enganaram ao escolher o melhor modelo econômico o que coloca em xeque a pretendida superioridade mental.
  Fazer escolhas erradas acontece, não somos videntes, mas ateus persistiram no erro.

  Mas vamos satisfazer a vontade dos meus críticos ateus.
  O fato dos comunistas instituírem Estados Ateus foi uma mera coincidência.
  Onde isso nos leva?
 
  Observamos historicamente que:

  Espiritualistas se organizam muito melhor em sociedade, somos MELHOR ADAPTADOS?

  O principal fator para o sucesso ou fracasso de um povo é sua CULTURA.
  Teísmos ou ateísmo fazem parte da cultura, mas não são ela como um todo.
  O fato é que algumas sociedades de maioria teísta se tornaram prósperas, não vemos isso em sociedades ateístas.
  Tá, o ateísmo não é um sistema econômico ou social, não podemos creditar o baixo IDH da China [o mais próspero dos países comunistas] a descrença em espíritos.
  No entanto verificamos um padrão que se repete.
  Ateus quando chegaram ao poder escolheram o comunismo/socialismo como modelo econômico/social.

  Ateus só se tornaram maioria em estados comunistas (muitas vezes pela força da lei)
  Se desconsiderarmos o comunismo ... ateus não tem nada para apresentar; não tem nenhum império, reinado ou republica memorável. (Para bem ou para mal)
  É ciência pura.

  Se somos fruto do acaso, em algum momento o pensamento abstrato espiritualista surgiu.

  Desde então só fez crescer e dominar toda a humanidade.
  Se desconsiderarmos o Comunismo ... ateus são insignificantes.
  Ateus querem que acreditemos que o futuro da humanidade é o ateísmo baseado em que?

  Ateus querem nos vender “terreno na Lua” ... compra quem quer.

  Acreditar que o ateísmo nos levará a dias melhores é uma aposta bem arriscada.
  Quem tem os pés no chão, bom senso, conhece HISTORIA ... prefere comprar terreno na Terra.
  Se um dia a Lua se mostrar habitável, com uma qualidade de vida semelhante ou melhor que a Terra daí a humanidade compra essa ideia.

  Se um dia ateus chegarem ao poder [para isso precisam se organizar politicamente coisa que não fazem] e apresentarem bons resultados sociais/econômicos, claro que mais povos comprarão essa ideia.

  Fica muito claro [observo esse padrão] que povos que praticam
capitalismo e democracia de boa qualidade prosperam.

  Ateus gastam muito tempo e energia atacando religiões e espiritualistas como se a crença em espíritos fosse o grande mal a ser combatido.

 O que eu digo em meus textos?

  O FANATISMO é péssimo em qualquer ideologia, fecha a mente para outras opiniões/argumentações/pontos de vista.
  É evidente que o fanatismo religioso deve ser combatido, ateus prestam um grande serviço questionando livros sagrados.
  Mas o fanatismo ateu de acabar com as religiões também deve ser questionado.

  Se ateus entendessem que acabar com religiões está longe de ser prioridade para melhora das condições de vida seria ótimo.

 Qual o grande mal da humanidade?

  Eleger um é difícil ... em se tratando de melhora dos índices de qualidade de vida “eu” destacaria três “vilões culturais”.

1 – Opção social econômica sabidamente falha.

2 – Vitimismo.

3 – Cidadãos querendo colher o que não plantaram.

[São temas complexos, clicar no link é fundamental para o entendimento.]






Anterior          COMENTAR        Próximo 


-------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário