sexta-feira, 1 de junho de 2018

Pré Sal


 VOCÊ SABIA QUE EXISTE DIFERENTES TIPOS DE PETRÓLEO?

  Nossas refinarias foram projetadas para refinar o tipo de petróleo produzido no Golfo Pérsico.
  Um tipo bem abundante no mercado mundial quando as refinarias foram construídas.

  O Brasil está se tornando grande produtor de Petróleo, mas vem do pré-sal.
  É um tipo de petróleo que precisa de um refino apropriado a ele.
  Começamos construir esse tipo de refinaria, mas a Lava Jato revelou o grande esquema de corrupção e super faturamento.


  Se Dilma não compactua com a corrupção...então é muito ruim de matemática, não passaria no ENEM:

  “Em 2011, quando Dilma chegou à Presidência, a Abreu e Lima acumulava 36% de execução física. O preço de referência da obra, inicialmente calculado em US$ 2,4 bilhões, chegava a US$ 13,4 bilhões.
  À época, previu-se que, até dezembro de 2012, o complexo petroquímico daria início a parte de suas operações. A entrega plena de toda obra, apontava o balanço do PAC, ocorreria em dezembro de 2014.
  Contaminada por um forte esquema de corrupção investigado pela Polícia Federal, a refinaria Abreu e Lima viu seu cronograma ser jogado fora e o preço da obra simplesmente explodir. Hoje, o custo do projeto é avaliado em cerca de US$ 20 bilhões.”
[Exame]

  Pois bem, por motivos óbvios, as novas refinarias ficaram em “banho maria.”
  Com tantos desvios e péssimo gerenciamento o Brasil tem um rombo fiscal enorme, falta dinheiro para investimentos.

  Lembremos que nossas principais construtoras com competência pra tocar esse tipo de projeto estão envolvidas no “petrolão”.
  Trazer construtoras estrangeiras precisa de um longo processo de licitações e debates.
  Boa parte da nossa população é extremante “nacionalista”, empresas estrangeira não são bem vindas.
  É ridículo eu sei, mas sou minoria, não apito nada.

  É evidente que temos que construir refinarias apropriadas para o tipo de petróleo que produzimos.

  Se alguém sabe como fazer isso rapidamente ignorando toda burocracia existente e ao mesmo tempo impedir desvios que ocasionem superfaturamento e corrupção, por favor nos ilumine com sua sabedoria.

  


  “O petróleo do pré-sal não é dos melhores, mas ainda assim é bem superior ao do pós-sal.
  Hoje, 70% dele é do tipo “pesado”.
   Ou seja, tem enormes cadeias de carbono em sua composição. Para virar produtos de alto valor, como diesel, gasolina e lubrificantes, essas moléculas precisam ser quebradas em outras menores.
    Mas, como isso encarece muito o refino, ele acaba valendo bem menos.
    Já o pré-sal tem petróleo de densidade média – mais fácil de refinar, e mais valioso.
   Essa diferença de qualidade acontece por causa das temperaturas nas profundezas do pré-sal. O calor de 150 ºC não permitiu proliferar as bactérias que no pós-sal comeram as frações mais leves do óleo.”