sábado, 4 de abril de 2015

Pai do Plano Real

  Eu não gosto da palavra “pai” usada fora do seu conceito original que é um homem e seus filhos.


  Vou usa-la nesse texto para me fazer entender melhor por aquelas pessoas que não se interessam em pesquisar a história recente [ou antiga] simplesmente repetem feito papagaios algum boato que ouviu.

  Santos Dumont foi o pai da aviação?

  Ele como tantos outros estava buscando um jeito de fazer voar um veículo mais pesado que o ar, os pássaros são mais pesados que o ar e voam.
  Foi um dos primeiros a ter sucesso ao juntar todo conhecimento disponível na época.
  Dumont não acordou um belo dia e criou/inventou tudo do nada.
  Santos Dumont não criou/inventou a hélice, por exemplo.

  “Estima-se que a origem da hélice remonte aos tempos do Antigo Egito mas sabe-se que na Antiga China as hélices já eram usadas para propulsionar embarcações.
  No século III a.C. o filósofo grego Arquimedes desenvolveu o parafuso de Arquimedes com o objetivo de transportar água até à superfície e por volta de 1090 Cruzados Europeus encontraram moinhos de vento no médio oriente.
   Leonardo da Vinci desenhou planos para um helicóptero primitivo que fazia uso de uma hélice sólida, sem pás.
  A primeira hélice montada num motor, foi instalada pelo engenheiro escocês James Watt em Birmingham na Inglaterra, que a usou no seu motor a vapor.”  [Wikipédia]

  Quem inventou o avião, Dumont ou os Wright?

  “Em 1906, Alberto Santos Dumont decola com seu 14-Bis em Paris, voando aproximadamente 220 metros.
  Foi a primeira exibição pública de uma aeronave voando a essa distância de forma autônoma e, logo, Santos Dumont passou a ser conhecido na Europa como o inventor do avião.
  Contudo, algum tempo depois, os americanos Orville e Wilbur Wright provaram que tinham feito o primeiro voo três anos antes de Dumont.
  Até aí tudo bem.
  Todos os especialistas no assunto, até mesmo os que defendem Dumont, concordam que os irmão Wright voaram primeiro, no entanto, o que os defensores de Dumont pregam, é que a aeronave dos irmãos Wright não foi capaz de levantar voo sozinha nem de se manter no ar por conta própria, sendo auxiliada pelos fortes ventos que sopravam na região.” [Escriba Café]

  Viu porque não gosto da palavra “pai” usada fora do seu conceito original.
  Para eu os “pais” da aviação seriam os que inventaram a hélice, a aerodinâmica das asas e os motores... uma suruba geral.
  Mas vamos a razão desse texto...

  Santos Dumont e os irmãos Orville e Wilbur Wright foram muito importantes na viabilização do avião.
  São os nomes que ficaram registrado na história pela condução do projeto e é justo por todos os fatos que temos conhecimento.
  Eles entregaram RESULTADOS PRÁTICOS.

  Fernando Henrique Cardoso foi o pai do Plano Real?

  SIM, ele nos entregou resultados práticos, fez a coisa acontecer.
  Claro que ele não acordou um belo dia e disse:
  “Deus falou comigo e me deu instruções do que devemos fazer.”

  Vejam o que conhecemos dos fatos históricos:

  “O Plano Real foi a mais ampla medida econômica já realizada no Brasil e tinha como objetivo principal o controle da hiperinflação que assolava o país.
  Utilizou-se de diversos instrumentos econômicos e políticos para a redução da inflação que chegou a 46,58% ao mês em junho de 1994, época do lançamento da nova moeda.

 A idealização do projeto, a elaboração das medidas do governo e a execução das reformas econômica e monetária contaram com a contribuição de vários economistas, reunidos pelo então ministro da fazenda Fernando Henrique Cardoso.

  O presidente Itamar Franco autorizou que os trabalhos se dessem de maneira irrestrita e na máxima extensão necessária para o êxito do plano, o que tornou o Ministro da Fazenda no homem mais forte e poderoso de seu governo, e no seu candidato natural à sua sucessão. Assim, Fernando Henrique Cardoso elegeu-se Presidente do Brasil em outubro do mesmo ano.”  [Wikipédia]
♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦
  Itamar Franco foi o pai do Plano Real?

  Itamar foi um político medíocre que para nossa sorte escolheu um bom ministro da fazenda.

 “Opondo-se fortemente a seu sucessor, Itamar cogitou candidatar-se a Presidente em 1998 e 2002, mas não prosseguiu com a ideia e elegeu-se facilmente Governador de Minas Gerais em 1998.
  Em 2002, apoiou a candidatura de Luís Inácio Lula da Silva e opôs à candidatura de José Serra, candidato apoiado por Fernando Henrique.” [Wikipédia]

  Se Itamar fosse eficiente teria sido um bom Governador para Minas e não temos números para confirmar isso.
  Nas eleições de 2006 tentou ser “candidato a candidato” à Presidência, mas nem isso conseguiu, Anthony Garotinho tinha mais chances que ele.
♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦
  Rubens Ricupero foi o pai do Plano Real?

 Lembrei desse debate:

“Estranho muito a mídia culpar apenas o PT.”  [Comentarista no G+]
===========================     
  A mídia não culpa ninguém, ela apresenta notícias.
  Estranho seria ela não falar do partido que ocupa o posto máximo há 12 anos.
  Quando o PSDB era governo Federal foi o mais citado.
  O mesmo ocorreu com o PRN de Collor e o PMDB de Sarney e Itamar.

Ricúpero quase ferra a eleição de FHC:

 “Fernando Henrique teve atuação destacada em 1992, na transição pacífica do governo Collor para o governo Itamar Franco.
  FHC foi, de 1992 a 1993, o Ministro das Relações Exteriores do governo Itamar.
  Em 19 de maio de 1993 assumiu o Ministério da Fazenda por indicação feita à época ao presidente Itamar Franco pelo líder do governo, o então deputado federal Roberto Freire (PE) — cargo que ocupou até o dia 30 de março de 1994, ao ser sucedido por Rubens Ricupero.
  Nesse período começou a implantar o Plano Real, que foi dividido em três etapas, tendo sido as duas primeiras etapas implantadas ainda enquanto FHC era o ministro.
 A primeira etapa foi o Programa de Ação Imediata — PAI, que estabeleceu um conjunto de medidas voltadas para a redução e maior eficiência dos gastos da União no exercício de 1993.
  Numa segunda etapa, já no ano de 1994, editou-se a Medida Provisória nº 434, de 28 de fevereiro, que criou a URV — Unidade Real de Valor —, já prevendo sua posterior transformação no Real.

        Fernando Henrique deixa o cargo de Ministro da Fazenda em meados de março de 1994, PARA CUMPRIR O PRAZO DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO PARA DISPUTAR A PRESIDÊNCIA.

  Ricupero foi ministro da Fazenda de 30 de março a 6 de setembro de 1994.
  Renunciou ao cargo em 6 de setembro de 1994, assim que se soube do vazamento, via satélite, de uma conversa sua com o jornalista da Rede Globo Carlos Monforte revelando alguns detalhes sobre o Plano Real, quando se preparava para entrar ao vivo no Jornal da Globo, em 1º de setembro. O episódio ficou conhecido como Escândalo da parabólica.

  "Eu não tenho escrúpulos. Eu acho que é isso mesmo: o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde".  [Ricupero]

   Ricúpero caiu por uma frase infeliz em uma conversa informal.
    Quando um ministro do PT cairia por uma coisa dessas?
    E dizem que o Governo do PT é mais ético que os anteriores!!!

  O fato foi um forte golpe na campanha presidencial do ex-ministro Fernando Henrique Cardoso, mas não o bastante para tirá-lo das primeiras colocações nas pesquisas.
  FHC venceu as eleições presidenciais ainda no primeiro turno.
  No ministério, Ricupero foi substituído por Ciro Gomes, que renunciara ao cargo de governador do estado do Ceará para assumir a pasta.”  [Wikipédia]

   Se a Globo tivesse vazado algo parecido de um ministro do governo do PT seria chamada de “mídia golpista”.

  Senhoras e senhores aí estão os fatos que por serem recentes são facilmente pesquisáveis, muita coisa está gravada em áudio e vídeo além de registrada em documentos oficiais e reportagens de vários meios de comunicação.
  Se você prefere ficar sustentado suas opiniões em boatos e teorias da conspiração...saudação democráticas, você é livre para isso também.


  “O menor desvio inicial da verdade multiplica-se ao infinito à medida que avança.”  [Aristóteles]



Anterior          <>        Próximo