segunda-feira, 30 de setembro de 2013

É da sua Mãe

  “A escravatura humana atingiu o seu ponto culminante na nossa época sob a forma do trabalho livremente assalariado.” 
[Bernard Shaw]

  Shaw faleceu em 1950 com 94 anos.
  Podemos considerar que sua visão de mundo está relacionado à “época” de 1900 e arredores.

  Quando analisamos o pensamento de um filósofo é importante saber quando e onde ele viveu.
  Vejo muita gente pegando frases antigas e afirmando que o mundo nada mudou ... geralmente em um contexto negativo.

  De 1900 pra cá as relações de trabalho mudaram bastante, eu defendo que para muito melhor.

  Se o trabalho no campo era tão bom, porque as pessoas migraram em massa para as cidades buscando emprego nas indústrias!?
  Quem me explica?

   E antes de 1900?

  Lembremos que a escravidão no Brasil foi oficialmente encerrada em 1888.

  O que é ser escravo?
 
  “Aquele que, privado da liberdade, está submetido à vontade de um senhor, a quem pertence como propriedade.”
 (Conceito básico encontrado em qualquer dicionário no que se refere a relações de trabalho.)

  É você ser propriedade de alguém com o propósito essencial de trabalhar para essa pessoa sem receber nenhuma compensação, uma vez que ela é sua dona.
  Naturalmente ela lhe dá comida e abrigo para que você continue vivo e apto a servi-la.
  Porque você recarrega o celular?
  É a manutenção básica para que ele possa atender as suas necessidades.

  Até hoje é comum ouvirmos pessoas repetindo pensadores como Bernard Shaw.
  Manipulam as massas dizem que o assalariado é o novo escravo, e tem muito trabalhador realmente se sentindo e se dizendo escravo.

  É um grande exagero, uma tremenda falta de noção das coisas.
  Se esse pessoal tivesse o habito de ler eu recomendaria que pesquisassem como era a vida de um escravo, você simplesmente não se pertence, é PROPRIEDADE de outro.

  Ser escravo é precisar trabalhar para sobreviver!?

  No tempo das cavernas o homem precisava caçar seu alimento, construir suas ferramentas.
  Isso era o trabalho que lhe permitia a sobrevivência.

  Tirando Adão e Eva que por um tempo (segundo a lenda) recebia tudo pela graça de Deus ... todos os outros hominídeos tiveram que produzir para sobreviver.

  Não consigo visualizar essa Sociedade onde o trabalho não precise existir.
  Mesmo no sistema escravagista como podemos afirmar que o “Senhor do Engenho” não trabalhava!?
  O cara simplesmente, com um dinheiro caído do céu, comprava escravos vindos da África e no mais era só curtir a vida.
  Os negros alegremente cuidavam de tudo, gerenciavam as fazendas, realizavam as negociações, não tentavam fugir...

  Só de receber alguma compensação por seus serviços você já não pode se dizer escravo ... é até uma ofensa para quem viveu ou vive essa condição.

  Qual seria o “salário justo”?

  Há bons exemplos em Cuba ou Coréia do Norte?
  A URSS tinha remunerações justas?
  A China é uma nação modelo em termos de boa distribuição de renda?


  No Capitalismo a lei da oferta e procura é quase uma constante.
  Se falta profissionais para uma determinada atividade os salários sobem.
  Se há excesso de profissionais o salário cai.

  Exemplo rápido:
  Em países desenvolvidos, com mais gente estudando, foi rareando quem quisesse ou se dispusesse a trabalhar com faxinas.
  Isso fez os salários de empregadas domésticas dispararem.
  Uma das soluções foi incentivar a entrada de imigrantes para fazer serviços que os nativos não queriam fazer ... mas esse seria outro texto.

  Para fechar esse meditação...

  Amanhã se você não quiser ir trabalhar seu patrão não poderá o pendurar no pelourinho nem lhe dar 30 chibatadas, se estiver adoentado nem será descontado este dia que você NÃO TRABALHOU.

  Se tiver algum capital e uma boa ideia pode até ser patrão, abrir uma empresa, contratar funcionários.

  Logo, nos tempos atuais:

  Não consigo localizar onde está a escravidão se tens liberdade de ir e vir e não pertences a ninguém.

  Assalariado é todo indivíduo que trabalha por salário e nem todo salário é baixo.
  Um indivíduo que ganha 2 mil reais por mês pode ter atualmente uma vida melhor que reis do passado, pode por exemplo viajar de Campinas a São Paulo em 2 horas coisa que D. Pedro levaria dias.
   Pode ter notícias em tempo real do Japão coisa que a Princesa Isabel levaria meses para saber.
  Pode tomar um antibiótico e se curar rapidamente de uma infecção que mataria Faraós…

  Quando você for para o trabalho tire essa patetice de escravidão da sua cabeça, não seja manipulado pelos comunas, pelos “socialistas”.

  Você queria não precisar trabalhar?

  Caraca mano!
  E que culpa seu patrão ou a empresa tem disso?
  Que culpa seu companheiro de trabalho ou os clientes tem disso?

   Reclama com sua mãe pobre que deu para o pé rapado do seu pai…
   😄









.

sábado, 28 de setembro de 2013

Ficando em Silêncio

  “O silêncio é a mais perfeita expressão de desprezo.” 
 [Bernard Shaw]

   Li uma notícia onde um homem perdoou o assassino de suas filhas porque segundo ele “Jesus mandou perdoar a todos”.

   “Após enterro, pai diz que perdoa assassino de filhas no interior de SP”
[Globo - Matéria completa]

    Todos a nível nacional elogiam, admiram este homem.
   Eu fico em silêncio, desprezo a atitude desse homem.
   Ele disse que “espera” que o bandido [quem sabe tocado por seu amor] nunca mais faça está barbaridade e se converta a Deus.
   Como dizer para esse homem que Jesus não perdoou a todos?
   Budistas, muçulmanos, xintoístas e até muitos que se consideram cristãos arderão no fogo do inferno, se os evangélicos estiverem certos até mesmo este homem que pelo visto é católico, por sua idolatria a imagens não tem salvação.
   Eu não tenho o que falar com o marginal, é uma escoria que fica cada vez mais forte e ousada graças a estes “bons cristãos” sempre tão compreensivos com eles.
   Já pensaram que as moças assassinadas não eram mais crianças?
   Então nem o consolo do “vinde a mim as criancinhas” esse pai pode ter.

  Será que as meninas já tinham aceitado Jesus como seu único salvador e estavam na religião certa?

    Os bandidos ainda terão tempo para se converter em liberdade ou mesmo na prisão e irem para o céu enquanto as garotas podem ter recebido uma passagem direto para o inferno ... segundo a crença de seu pai.

    Quando vejo pessoas tão solidarias com bandidos já não tenho forças para dizer mais nada, apenas fico em silêncio.

  “Tudo posso naquele que me fortalece.”

  Quando eu era cristão pensava sempre as melhores coisas quando ouvia essa frase, até a repetia como um mantra.
   Descobri que não posso tudo naquele que me fortalece, não sou como o senhor José Benedito, não perdoaria o bandido, queria perpetua ou pena de morte, nem teria forças para enterrar minhas filhas.
   E sabem de uma coisa?
   Não tenho um pingo de inveja dele só o olho com um profundo silêncio…

Josely e Juliana descansem em paz!

  Frutos apodrecidos antes de amadurecer.
  Flores selvagemente arrancadas da vida.
  Um dia que nem chegou ao entardecer.


  Quando os bons se omitem o mal vence, o mal venceu mais uma vez...
Adolescentes choram no enterro das irmãs em Cunha (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)



.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Satisfação

  “O segredo para ser infeliz é ter tempo livre para preocupar-se se é feliz ou não”.
[Bernard Shaw]
 
  Se considerarmos a felicidade um estado de bem estar constante podemos afirmar que ela não existe.
  Não imagino alguém sem nenhum tipo de preocupação com nada, tudo está absolutamente bem e vai com certeza continuar assim.

  O bom desse plano de pensamento é poder afirmar que a "infelicidade plena" também não existe.
  Se observarmos uma pessoa com alto grau de depressão sempre haverá alguma coisa que a alegre, essa alegria não é suficiente para manter sua disposição para vida, mas por alguns minutos lhe faz esquecer a tristeza.

  Recentemente (Março 2011) a atriz Cibele Dorsa se jogou do 7º andar da sacada do prédio.
  Estava fazendo uma peça infantil e, segundo depoimentos, com competência.  
  Logo, não podemos dizer que antes do suicídio sua vida era só tristeza, que estava totalmente infeliz.
  Fora o trabalho tinha 2 filhos, é difícil imaginar que não tinha amor por eles.

  A primeira sugestão no pensamento de Shaw é evitarmos tempo livre para pensar (preocupar-se).
  Para pessoas que gostam do trabalho que fazem esse é um processo fácil.
  Para quem tem um hobby que gosta muito também é mais tranquilo.

  Para mim, é bem complicado, gosto de tempo livre e meu hobby é pensar.

  O x da questão é que o “pensar” não pode se resumir a “preocupar-se” ... ficar sempre aflito por alguma coisa.

  Vou tentar alguma exemplificação.

  Casamento 100% feliz eu não conheço então digamos que seu casamento está 80% bem.
  Na correria do dia a dia não se preocupa muito com isso, mas quando está de folga ou tem um tempo qualquer fica imaginando que está sendo traído ou que sua parceira deveria ser melhor do que é.
  Percebe que ao invés de aproveitar uma situação que está 80% boa você cria motivos para ficar preocupado, triste?
  Seus pensamentos focam nos 20% que não são seu sonho dourado, vai além e fica imaginado coisas negativas como uma infidelidade.

  Está tudo relativamente bem no seu trabalho, nada muito fora da rotina, mas no seu tempo livre fica imaginando (se preocupando) que pode ser demitido a qualquer momento ou que membros da chefia “conspiram” contra você.


  De certo Cibele tinha coisas boas na vida, mas pelo visto, em seu tempo livre só olhava para o que não tinha.

  Ela acreditou que nunca mais seria “feliz” como foi com o antigo companheiro.
  O interessante é que o relacionamento não era longo, se conheciam a pouco tempo, ela viveu bons momentos na vida “SEM” ele.

   Em 30 de janeiro deste ano (2011), o noivo de Cibele, o apresentador de TV Gilberto Scarpa, de 27 anos, sobrinho do empresário Chiquinho Scarpa, morreu do mesmo modo, caindo da mesma janela.
  Ele apresentava o programa de variedades “Brasil bites” no canal da TV paga E! Entertainment Television desde agosto de 2010.
  Segundo informações das assessorias de imprensa do canal e do apresentador, Scarpa cometeu suicídio.
 Na ocasião, a atriz postou a seguinte mensagem em seu perfil no Facebook, sobre a morte do noivo:
 “Meu noivo se suicidou essa noite, com ele morto eu me sinto morta. Prefiro ir com ele, minha força não faz mais sentido. Quero ir encontrá-lo”.


 Podemos até colocar essa “ilusão de felicidade” em xeque uma vez que se os momentos fossem tão bons o rapaz de 27 anos não pularia pela janela…


  Eu sugiro que devemos ser precavidos, planejar a vida, mas de alguma forma evitar o excesso de preocupação.

  Se está em um bom momento APROVEITE, se amanhã não estiver bem daí veremos o que fazer.

  Lembrei o refrão de uma música:

  “Não me pergunte se amanhã o nosso amor vai existir não me pergunte, pois não sei.”
[Odair José – A Noite mais linda do mundo]

  Não sabemos muito sobre o amanhã, não sabemos o que iremos sentir, o que irá acontecer.
  Se hoje está bem e NÃO temos fortes evidências de que amanhã não estará ... qual a lógica em se preocupar demasiadamente, ainda mais esperando o pior?

  Inevitavelmente seremos devorados de várias maneiras, gente que gostamos adoecerão, morrerão, nós envelheceremos, também podemos adoecer a qualquer momento, acidente, assalto, perda do emprego, um amor que acaba, uma amizade que vai para longe…

  Se ficarmos pensando em tudo de desagradável que pode nos acontecer viveremos com medo/deprimidos.

  O pior de tudo é que não é apenas ilusão, é uma realidade concreta, esse medo tem razão de ser, coisas ruins acontecem a todo momento.
  Mortes e doenças fatalmente estarão no nosso futuro, até que chegue a nossa própria morte.

  O que aconteceria se Cibele não tivesse cometido suicídio?

  Provavelmente nunca esqueceria o amor que se foi, mas havia tempo para viver um outro amor, ver seus filhos crescerem, terminar a peça infantil e começar outra.
  A vida seguiria.

  Quem fica se perguntando se é feliz ou não vai sempre descobrir que NÃO!
  Sempre faltará alguma coisa.
  O tempo que ficou se perguntando poderia estar relaxando ou aproveitando o momento bom sem grandes preocupações.

  Eu sei que não sou feliz, não perco meu tempo me perguntando coisas que já sei.
  Porque não sou feliz?
  Porque sempre falta alguma coisa.
  Um exemplo?
  Gostaria de ser um escritor de sucesso como tantos dos meus colegas mortos e obviamente não sou.
  Outro exemplo?
  Minha garganta está irritada, sinal de uma gripe chegando, quem gosta de ficar gripado?
  No mais, minha esposa está bem, minhas filhas estão bem, meu trabalho está bem.

  Não satisfaço plenamente a ninguém, porque tudo a minha volta deveria ser plenamente satisfatório!?

  Shaw acabou de me inspirar que:

  A satisfação está na morte, todos os desejos e necessidades cessam.

  É melhor continuarmos insatisfeitos até que surja uma inspiração melhor…
😆





    Descansem em paz...

 

Na fotografia estamos felizes
Me vejo a teu lado
Te amo? Não lembro
Parece dezembro de um ano dourado
São anos dourados ainda te quero
Bolero, nossos versos são banais
Mas como eu espero
Teus beijos nunca mais...





quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Corvo

  “A Democracia é apenas a substituição de alguns corruptos por muitos incompetentes”.
 [Bernard Shaw]

  A Democracia é uma ideia atacada por inúmeros pensadores, Shaw é só mais um deles.

  Eu gosto da Democracia, sem ela é muito perigoso exercitar o livre pensamento e desperdiçamos ótimas idéias.

  O que é mais perigoso e devastador em pensadores como Shaw é que eles se acham donos da verdade, só o que eles pensam é o certo, são deuses da sabedoria então toda idéia que for contraria a dele deve ser ignorada ou exterminada.
  Em uma nação onde Shaw fosse o manda chuva eu teria sorte se fosse ignorado, o mais provável é que fosse preso ou executado.

  Sou diferente de Shaw, em uma nação que eu governasse jamais o prenderia ou mataria por expor suas idéias é um pensador muito provocador.
  Gostei de ler, notem a quantidade de frases dele que transformei em textos.
  [Escreva “Bernard” no campo de pesquisa do Blog e aparecerá a maioria dos textos que cito esse pensador]

  
  Sou tão Democrático que se fosse um “ser poderoso” não permitiria que o Nazismo se impusesse pela força massacrando povos livres, mas se Hitler convencesse diplomaticamente outras nações a ficarem sob seu domínio eu não me oporia.   
  Um povo deve ser livre até para se permitir ser escravizado.

  Aqui no Brasil a maioria da população não se importa que o político seja corrupto, devem ser livres para fazerem suas escolhas mesmo que eu não concorde com elas, posso tentar convence-las de toda ineficiência que gera a corrupção, mas não pegar em armas para isso.

  Em resumo.

  Li muito Bernard Shaw, não somos compatíveis ideologicamente, mas democraticamente não poderia deixar de conhecer sua obra.

  Mesmo em meio ao lodo nascem belas flores, boas idéias.
  Ou, no embate, reforça nossas próprias ideias dessa vez com argumentos mais sólidos.
  Ler pensadores como Shaw me fizeram ideologicamente ainda mais democrático.


  Eu me alimento também de pensamentos discordantes, eles não são um lixo para mim, são apenas pensamentos diferentes.
  Na vida o que é lixo para uns é comida para corvos…

   



.




terça-feira, 24 de setembro de 2013

Carnívoros

  “O mel que comemos precisa ser extraído das colmeias.
   O processo envolve extrair partes inteiras da colmeia, abri-las com facas quentes e então utilizar uma espécie de centrífuga.”




  Método inovador permite retirar mel de colmeia sem incomodar as abelhas.
[Hypeness]



👩 “Sou contra quem abre colmeias, acho desumano, ainda mais se é para extrair um produto que não faz tanto bem assim à saúde humana.”
[Comentarista no G+]

  Lembrei de um debate vegano que participei.

  Veganos tem a dieta estritamente à base de vegetais, livre de todos os alimentos de origem animal, como carne, laticínios, ovos e mel.
  Também não consomem produtos como o couro e qualquer outro testado em animais.

  Meu ponto é que:

  Se fossemos deixar de comer tudo que é vivo, morreríamos de fome.

  Minha posição com relação a tudo isso é que não devemos desperdiçar comida.
  Pego muito no pé da minha família com relação a isso.
  Um animal perdeu a vida para que tenhamos bife na mesa.
  Respeito todas as formas de vida.
  Um exemplo, dei flores a minha esposa uma única vez.
  Nunca tinha comprado flores para alguém antes.
  A compra ocorreu porque estava indo buscar ela e minha primeira filha na maternidade.
  No banco do carona tinha minha mãe/ Tinha minha mãe no banco do carona. 😄
  Ela falou tanto que eu deveria levar flores que comprei só para mudar de assunto.
  Não comprar flores me transformava em um “monstro insensível”, ela não tinha criado um filho assim ...

  Em verdade vos digo que considero “selvagem” cortar a flor de uma planta.
  Na minha mente é como cortar o órgão reprodutor de um ser vivo, dar periquitas e bilaus de presente.
  (A flor é o órgão reprodutor da planta.)

  Expliquei isso a minha mãe, mas nem ela nem meu pai apreciavam a lógica ... poucos apreciam.

  O único tipo de alimento que poderíamos comer sem culpa seriam as frutas.
  O objetivo da planta é que espalhemos sua semente e nos recompensa com sabores diversificados.

  Logo, nesse “plano de pensamento” de não comer outro ser vivo comeríamos frutos que tenham semente, não comeríamos folhas como alface ou tubérculos como batatas.

   

  O “pé de alface” sem dúvida é um ser vivo.


  Se você fosse uma alface preferia viver por anos renovando suas folhagens ou ser esquartejada servida em uma salada?

 Uma vaca produz leite apenas para sua cria, devemos obriga-la a dividir seu leite com humanos?


  Acontece que somos carnívoros igual muitos de nossos companheiros felinos e marinhos.
   Fica difícil mantermos uma dieta eficiente se levarmos ao extremo o “respeito” a outras formas de vida.

  Seria possível tratar um leão ou tubarão apenas com vegetais?

  Talvez sim, não sou nutricionista, porem perderiam muitas de suas características.
  Com o passar do tempo, se projetarmos para outras gerações fica um cálculo ainda mais difícil.
  Muito do que somos fisicamente é o que comemos, o corpo de um tubarão (ou leão) “vegetariano” de certo passaria por grandes transformações.

  E nós humanos?
  Sabemos que o consumo de proteína animal é importantíssimo para o desenvolvimento do nosso cérebro.
  Se toda a humanidade fosse privada do consumo de carne (principalmente na infância e adolescência) a eficiência do nosso cérebro diminuiria bastante.

  A lógica sugere que devemos respeitar outras formas de vida, NÃO ficar neuróticos com isso.

  Não temos como fugir do ciclo de vida desse planeta.
  Nós também, sem nossa tecnologia, servimos fácil de alimento para outros animais.
  O que dizer dos vírus e bactérias?
  São seres vivos também e não raro nos devoram.

  Ser ou não ser vegetariano?

  Se o indivíduo não gosta do sabor da carne não deve comer, eu não gosto de frutos do mar e não como.
  Se o indivíduo gosta de carne e não come por uma “ideologia” considero uma certa estupidez.
  Eu gosto de carne, como carne e evito o desperdício.

  Outra coisa que considero importante....

  Sou totalmente a favor de dar melhor tratamento a esses seres que nos servem de alimento.

   Fiquei sabendo que na Europa estão aumentando a área útil para frangos, gosto de pessoas que lutam e desenvolvem técnicas para que os animais sofram o mínimo possível e que de preferência nem sofram.

  Essa considero uma luta lógica e que deve ser levada a sério, vegans e vegetarianos são um povo pelo qual não “nutro” 😄 simpatia, são muito radicais/utópicos.

  Não consigo observar a humanidade abrindo mão de certas coisas como drogas, álcool, jogo, transar, comer carne …

  Propostas para evitar maus tratos aos animais acho super viáveis, principalmente se diminuirmos a população na Terra.
  O planejamento familiar de no máximo dois filhos deveria ser a principal bandeira de qualquer ecologista.


  Querer convencer seres carnívoros que não devem comer carne…francamente, não sei nem o que dizer.
  Alguns dizem que devemos buscar as proteínas comendo insetos.
  Além de não resolver o problema central conseguem criar outros problemas periféricos e existenciais, um gafanhoto tem menos direito a vida que um bezerro?
  Um inseto é realmente um ser menos maravilhoso que um mamífero?

  Em “Homens de Preto” os invasores eram baratas inteligentes, tenho certeza que elas ficariam do lado dos gafanhotos. 😄


  Morte a todos os mamíferos humanos ou desumanos…



.

 


sábado, 21 de setembro de 2013

Cuide-se Bem!

  “Pouca gente pensa mais que duas ou três vezes por ano; eu ganhei reputação internacional ao pensar duas ou três vezes por semana.”
[Bernard Shaw]

  Para Shaw a formula mágica do sucesso foi pensar ao menos 2 ou 3 vezes por semana.
  Não considero Shaw um pensador fenomenal, mas é muito “provocador”.

  Ao meu ver o grande sucesso dele não tem uma explicação mais observável que não seja a sorte do Acaso ou alguma “interferência”, sei lá qual.

  Sei que muitos devem estar pensando:

😔“Pra você ele não é fenomenal, mas para mim e todo mundo acadêmico é.”

  Então peço a você e/ou algum acadêmico que defendam argumentativamente as ideias de Shaw.  
  Fico no aguardo.

  Me parece que algumas pessoas já nascem marcadas com o “signo” [sinal] do sucesso.

  Como não sabemos se somos “predestinados” ou não a ter sucesso devemos persegui-lo até onde for razoável.

  Não, não acredito em destinos imutáveis, mas se há alguma “interferência externa” em nossas vidas é possível que algumas coisas sejam predeterminadas.
  Por algum motivo foi decidido que Bernard Shaw faria tanto sucesso que mesmo depois de anos da sua morte seria objeto de estudos e assim acontece.



  Minha sugestão é que todos tomemos muito cuidado para que acidentes desagradáveis não ocorram.
  Dirija com cuidado, seja um pedestre atento, evite coisas que possam prejudicar muito seu corpo.
 (Excesso de bebida, cigarro, drogas, trabalho, ociosidade...)

  Deixe as portas abertas para o sucesso.
  Estude, se informe, se dedique na atividade que pretende ser bem sucedido.
  Mande currículo para aquela empresa que gostaria de trabalhar, estude algo que goste e possa enxergar um bom futuro, se aperfeiçoe em algo que observe que tenha talento, pelo menos jogue na loteria … quem sabe a sorte financeira te visite.

  Temos sempre que deixar uma brecha por onde o sucesso possa acontecer, mas ter consciência que talvez ele dependa menos da gente do que imaginamos.

  Podemos no máximo ter juízo, bom senso, deixar uma brecha e torcer (ou rezar) que ele aconteça.

  Não aja como um fracassado se aquele sucesso tão almejado não acontecer.

  Não controlamos o que sentimos então mesmo que se sinta fracassado FAÇA O QUE TEM QUE FAZER!

  Sucessos como o de Shaw são difíceis de acontecer, ele acha que foi “conquistado” por ele, eu acho que foi “presenteado” para ele.

  Como sabem não devemos nem podemos obrigar alguém a nos presentear.

  Se Aqueles que nos Controlam decidiram dar fama e fortuna a Shaw como fizeram com Davi, devem ter seus motivos quem sabe uma dia saberemos quais.

  (Atenção: Clicar no link é muito importante para o melhor entendimento dessa meditação)





   

  BOA SORTE!
  Que o sucesso aconteça em sua vida, é o meu mais sincero desejo.
  Se não acontecer…de qualquer forma CARPE DIEM!

  Podemos viver bem mesmo que não alcancemos um grande sucesso, CUIDE-SE BEM!



Cuide-se bem!
Perigos há por toda a parte
E é bem delicado viver
De uma forma ou de outra
É uma arte, como tudo...





.



sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Aparências

👩  “O que faz uma coitada que além de nunca estar bem arrumada também não tem um comportamento bonito, ainda que ela tenha um bom coração.”
[E-mail]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  Temos esta teoria da COMPENSAÇÃO fortemente arraigada em nossas mentes: é feia/mal arrumada em compensação tem bom coração.
  Eu mesmo fiquei preso a ela por muito tempo, lembro que ao final de uma meditação a solidão sólida se desfez em lagrimas, a dor foi intensa, indescritível.
  Para quem assistiu o filme “A Origem” pode fazer uma ideia pelo que passei.

  É como se todo aquele mundo tão “real” que existia a minha volta fosse se desfazendo, virando pó.
  É exatamente nesse estado que minha mente fica quando uma teoria de tal envergadura como a da Compensação perde seu sentido, não é mais observável.
  A dor vem de ver tudo aquilo que você construiu com muito amor e trabalho sendo destruído como em um grande terremoto seguido de uma tsunami, como não ter medo do futuro, como reconstruir o mundo?
  Mas não tem jeito, temos que seguir adiante ou apodrecer junto com os escombros.

  Exemplo:

  Como estou musculoso as pessoas tem o “pré conceito” que sou burro, os músculos só podem ser a compensação pela falta de inteligência!
  Tá bom, eu não sou lá muito esperto, mas minha burrice não é proporcional ao tamanho dos meus músculos senão eu seria muito burro e me comparando com as pessoas que me cercam sou bastante eficiente em muitas coisas, quero dizer que “matematicamente” não tenho como me considerar tão pouco inteligente e como sabem a matemática é implacável.
  Quando vemos uma mulher bonita já vem o pré conceito de que não seja muito inteligente porque a inteligência está nas mulheres feias como “compensação”.
  Olha, eu já encontrei cada tribufu burra pra ca…ramba!
  Também já conheci mulheres belíssimas e muito inteligentes.
  Quando conheci minha esposa claro que aquele corpo gostoso me atraiu, mas se eu não percebesse um cérebro de boa qualidade por trás dos olhos verdes o namoro não prosseguiria.

  Mas a provocação desse texto é:

 Eu tenho certeza que se eu não achasse minha esposa bonita eu não a convidaria para sair...o primeiro encontro não aconteceria.


  É senhoras e senhores, a compensação até existe, mas não é tão abrangente, uma lei imutável da natureza.


  Aqui no Abismo dos Pensamentos ainda não encontrei uma equação que pudesse dispensar o Acaso.
  Tem mulheres burras, feias e que não sabem se vestir.

  Para a burrice aconselharia que ela procurasse seu talento, seu dom, todo mundo é “inteligente” em alguma coisa.
 Conheci uma colega que com 18 anos já tinha rosto de velha, era burra que doía, mas fazia doces como um gênio da pintura, espero que tenha sido esperta o suficiente para desenvolver seu talento.

  Para aparência ginastica, se possível plástica.

  Para se vestir bem peça o conselho de pessoas que se vestem bem ... segundo a opinião dos outros uma vez que a pessoa não tem gosto muito apurado.

  Para concluir o texto é bom lembrar que sempre podemos não dar a mínima para nossa aparência ou para opinião dos outros, vestirmos o que gostamos e agirmos como bem entendemos, no entanto eu desaconselho tal radicalismo.

   Não devemos viver pela opinião dos outros, mas desconsidera-la totalmente não é um bom negócio para quem vive em sociedade.


  A vida não é só feita de aparências, mas não se iluda, APARÊNCIAS FAZEM PARTE DA VIDA.








A Lei da Compensação - RALPH WALDO EMERSON
( Por anos esse foi o pensador que eu mais admirava, logo abaixo de Sócrates.)

  “A lei da compensação pode trabalhar a seu favor ou contra você, dependendo da maneira como você a orienta.
  Podem passar-se muitos anos para o castigo se seguir à transgressão, ou a recompensa à virtude, mas a compensação sempre o encontrará.
  A Natureza se certifica de que qualquer excesso seja seguido por um nivelamento.
   O medo cede à Lei da Compensação, e a inveja e a maldade também desaparecem da vida, quando se compreende que a lei da compensação é capaz de conduzir qualquer pessoa a grande sucesso - porque qualquer um pode controlar a forma como ela trabalha para si.
... Todo ato recompensa a si mesmo ou, em outras palavras, integra-se de maneira dupla - primeiro, na coisa, ou na natureza real segundo, na circunstância, ou na natureza aparente.
  Os homens chamam a circunstância de retribuição.
  A retribuição casual está na coisa, e é vista pela alma.
  A recompensa na circunstância é vista pela compreensão; é inseparável da coisa, mas, muitas vezes se dispersa por muito tempo e, assim, não se torna distinta se não depois de muitos anos.
  A punição específica pode se seguir, tardiamente, à ofensa, mas acontece porque acompanha o erro.
  Crime e castigo nascem do mesmo tronco.
  O castigo é um fruto que amadurece de forma insuspeita, dentro da flor do prazer que a escondeu.
  Causa e efeito, meios e fins, semente e fruto, não podem ser separados; porque o efeito já floresce na causa, o fim preexiste nos meios, o fruto na semente.”



anterior                                           <>                                                próximo