quinta-feira, 16 de março de 2017

Unicamp Marxista Progressista

   A Unicamp é uma grande universidade brasileira e como não podia deixar de ser está cheia de “Progressistas”.
____________________________________         
  “Quando alguém é simpatizante do Liberalismo Econômico é dito genericamente que é Conservador.

  Se é Marxista é dito genericamente que é Progressista.
  Isso é meio complexo para visualizar filosoficamente, vou tentar.
  Os marxistas tomam para si certas bandeiras e se você não for simpático a causa é jogado no extremo oposto.
  Se a bandeira do marxismo é a igualdade então um Capitalista para eles é o símbolo da desigualdade.
  Como Marxistas se consideram o avanço, o progresso então o Capitalismo é o atraso o retrocesso [reacionário].
  Logo, pelo “princípio da igualdade” Marxistas/Progressistas tomam para si a bandeira do feminismo, o Capitalista/Conservador só pode ser machista.
  A esquerda defende os homossexuais, a direita é homofóbica.
  A esquerda defende os trabalhadores então a direita defende os patrões.

  Antes de continuar entendam o óbvio embora eu seja Capitalista/Conservador só posso falar por mim, não por todos os Capitalistas.
  Claro que há Capitalistas contra ou a favor ao aborto.
  Claro que há Capitalistas homossexuais e deve ter Conservador homofóbico.
  Sou Capitalista e Conservador vou expor de maneira genérica como isso se apresenta em minha mente.”
____________________________________         

  Uma característica básica dos Progressistas é elevar ao grau máximo a “vitimização das minorias”.

  Como “em geral” Progressistas são Marxistas não basta estimular a luta entre classes sociais é preciso também estimular a luta entre os mais diversos nichos da população.

  “Acredito” que o objetivo disso é fazer todos acreditarem que vivem no pior dos mundos e só um “Estado Totalitário” pode colocar ordem na Sociedade.

  O cidadão se sentido perseguido e discriminado por uma “maioria” recorre a leis cada vez mais rigorosas de proteção ao nicho do qual faz parte.
  O indivíduo se sente incapaz de se auto defender mesmo nas situações mais banais.
  Aguem o ofendeu verbalmente ele pode ofender também, mas prefere processar criminalmente ... só o Estado pode o defender.

O “engraçado” é que a maioria é minoria!

  Acompanhe a “Filosofia Matemática” que me provocou a escrever esse texto.

  Você é homem e se acha maioria?

1- “Brasil tem 6,3 milhões de mulheres a mais que homens.
  Elas são quase 105 milhões, enquanto eles somam 98,5 milhões, segundo pesquisa do IBGE.”

  Não, você homem NÃO é maioria.

  Desses 98 milhões de brasileiros do “sexo masculino” temos que fazer alguns ajustes.
  Os movimentos gays dizem que são pelo menos 10% da população.
  Então no nicho gay temos cerca de “10 milhões de minoria perseguida.”
  [Arredondando para facilitar a visualização.]

2 - “Negros representam 54% da população do país, mas são só 17% dos mais ricos.”

  Na nossa Cultura pardos não existem.
  Considerando “progressistamente” que negros são perseguidos e discriminados, temos que tirar cerca de 25 milhões de homens da nossa conta. (26 milhões de pessoas negras devem ser mulheres)
  Não, não posso somar à quantidade de gays porque existem muitos negros gays, seria politicamente incorreto negar a boiolisse aos negros.
 😆

 3 – Se você é homem do norte ou nordeste ... é outra vítima da Sociedade.

  É difícil colocar isso em números.
  Norte e Nordeste tem cerca de 74 milhões de pessoas, vamos dizer que homens sejam 36 milhões.
  Entretanto quantos nortistas/nordestinos ou descendentes diretos vivem em outras regiões!?

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Quem é a “maioria/elite”?

 Ficamos com uma “maioria” bem pequena.
 [Aquela que os progressistas/marxistas atacam.]

  Ela é composta de homens héteros brancos que não morem ou sejam do norte e nordeste.
  Esse homem branco hétero não pode ser pobre, tem que ser pelo menos classe média.
  Homem branco hétero que não seja do norte/nordeste, mas more em favelas, áreas de ocupação, bairros pobres da periferia obviamente ficam fora da nossa lista de “elite”.

  Fica claro que com tantas subdivisões (Tribos) estimuladas ao conflito é impossível alguma “paz social”.
  Temos uma quantidade pequena de homens que se encaixam na “maioria ilusória dos esquerdistas”.
  Esse homens são atacados diuturnamente pelos mais diversos nichos.

  Brasileiros são tão ruins de matemática que mesmo mulheres sendo em maior quantidade são consideradas minoria, vítimas de uma sociedade de homens héteros, vejam esse meu desabafo.
____________________________________         
“O Feminismo é contra a violência doméstica”
[Comentarista no G+]          
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ 
  As mulheres tem que assumir a responsabilidade por quem escolhem para se relacionar.
  Não podem culpar TODA SOCIEDADE uma vez que não pedem permissão a ninguém para namorar e casar.
.
  AGRESSÃO FÍSICA DEVE TER PUNIÇÃO IGUAL PARA TODOS.
    (De acordo com o delito cometido e não com o sexo ou opção sexual.)
.
  Não importa se quem apanhou foi homem, mulher, negro, gay, estrangeiro, torcedor do Corinthians...
.
  HOMENS HÉTEROS NÃO PODEM SER TRATADOS COMO SERES DE ÚLTIMA CATEGORIA.
.
  Homens héteros não podem ser igualados sistematicamente aos piores indivíduos de nossa sociedade.
.
  Nós homens passamos muito mais tempo com nossas MÃES.
  As mulheres não assumem NENHUMA responsabilidade por nossa criação/educação para o bem ou para o mal!!!
  Como pode!?
____________________________________          






Adquira Conhecimento:

  Diferente de outros países, no Brasil negros não sofreram restrição quanto aos estudos.
  Claro, depois do fim da escravidão.

  O “Vitimismo cultural” fez com que negros desistissem cedo da sala de aula e optassem por uma discutível “reparação histórica”.


  Vejam nesses dois textos complementares que negros tiveram acesso aos estudos desde o início do século passado:

 ❖ Nilo Peçanha, primeiro Presidente Negro do Brasil.



   “Carolina Maria de Jesus nasceu em Sacramento, interior de Minas Gerais, em 1914.
  De família muito pobre, era órfã de pai (ou não o conheceu) e, trabalhando na lavoura e estudando apenas até o 2º ano, percebeu que seu futuro seria continuar labutando a terra ou virar empregada doméstica.
  Partiu para a região de Ribeirão Preto no desejo – ela conta em suas memórias – de chegar a São Paulo e ser alguém.”
[Jornal da Unicamp]


  "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um outro passado, qualquer um pode começar agora e fazer um outro futuro ".

  Chega de Vitimismo!
  Vamos estudar, trabalhar, educar bem nossos filhos ... votar com conhecimento de HISTÓRIA.

  Essa lógica entra em sua mente?




Anterior          COMENTAR        Próximo
Postar um comentário