sábado, 16 de abril de 2016

Benefícios Ilógicos

  Se não aproveitarmos as experiências do passado para melhorar o presente...não esperemos um grande futuro.
   [William Robson]

  Se a legislação te garantisse certos benefícios “ilógicos” você abriria mão?
  Eu não.
  Vamos supor que algum cidadão de nome William morresse em um ato de grande bravura e em homenagem a ele alguma lei concedesse a todos de nome William 100 mil reais.
  Claro que é algo absurdo, mas se a lei fosse aprovada porque eu abriria mão dos 100 mil que teria direito?
  Se a Sociedade decidiu dar um bônus especial para todos de nome William eu vou recusar em nome de que!?
  Tá bom, eu acho errado esse benefício ilógico, mas a vida é curta, se é um erro que me beneficia e a Sociedade quer pagar achando que é algo justo ... eu que não vou ficar no prejuízo em relação a outros “willians”.
  Pense naquela mulher super bonita, uma coisa é você tentar pega-la a força, outra coisa é ela se oferecer para transar com você.
  Roubar a Sociedade é errado, mas se ela se oferece para dar benefícios a você...

  Não pense que essa situação que estou descrevendo é algo irreal, na Sociedade Brasileira benefícios ilógicos acontecem aos montes.
  Veja um caso de pensão:

  “Comissão da Anistia reabriu feridas que prometem causar muita polêmica.
   Após decidir inúmeros casos, a decisão tomada esta semana de pagar pensão de general-de-brigada - R$ 12.125 - à viúva do guerrilheiro Carlos Lamarca, além de R$ 300 mil de indenização à família”. [Direitos Humanos]

  O cara luta por uma ditadura comunista no Brasil e temos uma dívida vitalícia com a esposa dele!!
  Quer mais absurdo que isso!?
  Se eu fosse a esposa do cara claro que pegaria esse dinheiro que a Sociedade Brasileira acha justo pagar.
  As pessoas falam que se eu fosse um homem bom/honesto recusaria a receber esse tipo de “direito”.
  Ser bom e honesto não é sinônimo de ser bobo/otário.
  São 12 mil reais que a Sociedade Brasileira se sente honrada em pagar, otária é a Sociedade.
  Se a maioria da sociedade não concorda em conceder esse “direito” ... não deixa que ele aconteça!
  Claro que família do guerrilheiro não vai lutar contra algo que a beneficia tanto.

  Se você tivesse aposentadoria especial, muito melhor que a maioria dos trabalhadores, lutaria contra ela?
  Vamos meditar sobre isso.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Lula é anistiado a aposentadoria que recebe é legal.



  São direitos adquiridos, se a maioria da Sociedade acha justo pagar/indenizar pessoas que tiveram problemas no Regime Militar ... não são os que recebem que irão lutar contra isso.
  Se eu fosse Lula claro que não abriria mão desse “direito”.
  Outros também recebem, vejam os números da festa a qual eu também pago, mas não tenho direito.




▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Nós deveríamos ter aproveitado aquele deslize de FHC sobre alguns aposentados e pensionistas “vagabundos” para rever nossos conceitos sobre indenizações.

  Fizemos isso quando Collor chamou nossos carros de carroças.
  Collor abriu o Mercado foçando nossas montadoras a uma modernização.

  No caso dos aposentados nossa sociedade optou por desqualificar totalmente FHC sem nem se preocupar com a questão de que certos benefícios deveriam ser revistos.
  Mexer com direito adquirido é osso, tirar benefícios concedidos a FHC, Lula e tantos outros é osso.
  Mas mudar futuros direitos é bem possível.
  Dilma acabou de fazer isso com o Seguro Desemprego que agora só é concedido a partir de 18 meses de registro comprovado.
  Sou favorável a medida.
  Muita gente depois de 6 meses fazia tudo para ser demitida.
  Trabalhavam cerca de 8 meses e tinham “direito” a 4 meses de “férias” pagas pelos impostos.
  Vagabundos?
  Se eles trabalham não podem ser chamados de vagabundos, mas há no mínimo um uso indevido de “direitos.”

Senhoras e senhores:

  Se não aproveitarmos as experiências do passado para melhorar o presente...não esperemos um grande futuro.
 [William Robson]




 Anterior          <>        Próximo 
Postar um comentário