quinta-feira, 25 de abril de 2013

Homem com Pegada

  Partindo do ponto básico da filosofia nelson-rodriguiana, perguntei-lhe se a mulher realmente gosta de apanhar?

 “Isso é o óbvio ululante.
   Evidentemente, quando eu digo que a mulher gosta de apanhar, eu não quero dizer apanhar a toda hora, a todo instante e de todo mundo.
  Ela gosta de apanhar do ser amado.
  Mas é claro que, quando eu digo que a mulher gosta de apanhar, eu tô falando — isso é preciso repetir, especificar para evitar confusão —, eu me refiro não a todas as mulheres, somente às normais.
  Eu digo, e mais uma vez repito, que a neurótica reage.”
 [Nelson Rodrigues]



  Gostei de ler Nelson Rodrigues não tanto por concordar com suas proposições, mas pela maneira como ele escancara seus pensamentos, algo tão parecido comigo.
  Escrevendo sobre a fantasia erótica das mulheres lembrei dessas afirmações de Nelson.
  Freud também disse algo parecido com relação ao desejo inconfessável da mulher em ser “estuprada” no entanto devemos ter cuidado em não confundir isto com uma proposta de crime.

  O que Freud quis dizer é que a mulher quer que o seu homem a deseje intensamente a tal ponto que se preciso fosse a tomaria a força, é evidente que a mulher quer isso com alguém que ela deseje também e não com qualquer um.

  Uma colega do passado dizia que não se importava em ser encoxada no ônibus apertado o que a revoltava é que só os “mal acabados” fazem isso…
  É hilário ela contando da vez que viu um tremendo gato subindo no ônibus e ela rezou para ele se esfregar nela, prece feita, prece atendida, naquele minuto ela subiu aos céus…

  99% das mulheres héteros querem que seu príncipe encantado seja encantado perante a sociedade, mas a sós quer um garanhão, alguém que a possua como se ela fosse a coisa mais importante e desejada em sua vida, que ele não se importe nem com o “não”.

  As mulheres héteros gostam do homem que tenha “pegada”.

  Um parceiro que a deseje bastante e seja homem o suficiente para “forçar” uma situação, vamos entrar por essa brecha, mas daqui a pouco, hoje não disponho de tempo.


anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário