quarta-feira, 9 de julho de 2014

A perseguida

   “Professora sexy queima suas roupas em frente a secretaria da educação em SP em protesto solitário” [Mundo MSF]         
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Todos se sentem perseguidos quando por algum motivo não alcançam seus objetivos.
  A professora se acha perseguida por ser “gostosa”.
  Bem, gostosa ela é, talvez até tenha sido discriminada por isso.
  Eu já vi moças bonitas sendo prejudicadas por uma superior hierárquica “invejosa”.

  Em termos filosóficos podemos dizer que todos nós de alguma forma somos discriminados em algum momento da vida, até por supostas “qualidades”.

   Cada um lida de um jeito com essa situação, mas as pessoas mais desagradáveis são aquelas que sempre se fazem de vítimas, eternas coitadinhas indefesas vítimas de um sistema cruel.

 “Desculpem dizer o óbvio, mas acreditem é preciso.
  Os professores fazem parte da sociedade, não são escravos trazidos de outro planeta sendo abusados neste, ninguém aqui é obrigado a ser professor.
  Não te parece estranho professores agindo como crianças, só se organizando para fazer greves e operações tartarugas, sim, porque quando estão trabalhando dizem não se dedicar muito porque não gostam de como são tratados, não estão sendo idolatrados e maravilhosamente pagos como deveriam ser.”   Clique Aqui

  Talvez o real objetivo dessa professora seja seguir uma carreira de modelo então partiu para o ataque...mas sem deixar de dar uma de coitadinha discriminada e perseguida.







Anterior          <>        Próximo
Postar um comentário