quarta-feira, 29 de maio de 2013

Amor Retribuído

 “A melhor cura para o amor é ainda aquele remédio eterno, amor retribuído.”
[Nietzsche]

  Essa frase de Niet tem duas interpretações.

  Uma “romântica”.
  Se você está sofrendo por amor a melhor maneira de cessar essa dor é ter seu amor retribuído e ... viverem felizes para sempre.
  Será que é isso que Niet quis dizer?

  Eu conheço bem esse pensador, sei que ele não foi feliz no amor, deduzo que “se” essa frase tem sentido romântico foi escrita em algum período de encantamento quando ele acreditou que seu amor estava sendo retribuído.

  O que me leva a apostar na segunda interpretação, mais realista. (Observável).
  Quando são colocadas na frase as palavras “cura” e “remédio” nos remete a comparar o amor com doença.

  Outros grandes pensadores chegaram a mesma dedução que o sentimento amor não é benéfico.

"O amor não é um deus, nem um mortal, e sim um grande demônio."
[Sócrates]

  Você vicia em uma pessoa, fica dependente dela.
  Se o amor não é correspondido você sonha com a pessoa, idealiza, começa a vê-la como sendo muito melhor do que realmente é.
  Se o amor é correspondido a proximidade/intimidade exalta as qualidades da pessoa, mas também os defeitos.
  De longe, nos seus sonhos, aquela garota (garoto) é uma princesa, anjo vindo do céu.
  Na realidade ... é outro humano igual a você só que do “sexo oposto”
(Ou não, para não ser taxado de homofóbico.)

  O fato é que o rapaz deseja muito a moça, acredita que esta amando, consegue namorar com ela e depois de 1 ano ... não é que o desejo acaba, mas não é mais aquela “loucura/doença” que tinha antes do relacionamento.

  A melhor cura para a loucura/doença amor é que ele seja correspondido.

  E se mesmo depois de retribuído a fixação na amada persiste?
  A princípio pode parecer “bonito”, mas geralmente não é.
  Se o homem continua desejando a mulher intensamente, o que mais ocorre é ciúmes doentio, crimes passionais nascem assim.

  Em situação inversa, depois de algum tempo o homem percebe que os “defeitos” da mulher o irritam demais, não dá para continuar com o relacionamento.
  Não entenda a palavra defeito como necessariamente uma falha da moça.
  De repente a moça gosta muito de dançar, isso não é defeito, inclusive o homem pode tê-la conhecido em uma balada dançante.
  No entanto o homem quer ficar em casa e a mulher gosta muito de passear.
 [Evidente que esse texto é para ambos os sexos]

  Já conheci varias mulheres que fizeram loucuras por um homem, viveram aquela relação intensamente, houve o desgaste, a atração acabou de uma forma que por vezes virou repulsão.
  Porque o amor acabou devemos dizer que ele não aconteceu!? 
  Se durou 2 anos podemos logicamente dizer que o amor da mulher por aquele homem durou 2 anos, porque não?
  Culturalmente temos esse "dogma" que o amor tem que durar para sempre com a mesma intensidade senão não é amor.



   Bom é não amar intensamente, mas se você amou alguém e teve seu amor retribuído é algo a festejar.
   Se vão ficar juntos até a morte é muito legal.
   Se durar alguns anos, ainda assim foi bom ter vivido, o tempo gasto com o prazer não é perdido.
   O que é melhor, ter aquela mulher desejada em nossa cama até que o desejo sexual acabe ou nunca passar de um beijo, ou nem isso?

  Se você se arrependeu de amar porque o amor acabou lembre-se que nada dura para sempre, nem os diamantes.

  Se tem medo de amar receoso da dor que isso mais cedo ou mais tarde ira causar ...entenda que a força contraria ao prazer é o medo, não o sofrimento.

  O objetivo principal dessa meditação não é falar sobre o amor, nem sobre o prazer, mas sobre até que ponto devemos sentir MEDO.

To be continued…