sábado, 16 de fevereiro de 2013

Movimento dos Sem Paraíso [MSP]

​​ “Como Deus irá perdoar alguém que não crê no Filho de Deus se o perdão só é dado para aqueles que creem em Cristo?”
[E-mail]

  Segundo a Bíblia, para o “Deus de Abraão” tudo é possível.

  Mas vamos refletir sobre “nossa culpa”, pelo que devemos ser perdoados.



  Eu e muitas pessoas tivemos uma infância difícil, mesmo assim trabalhamos, estudamos, montamos nossas famílias, não nos entregamos a vícios, pagamos nossos impostos.
  Perfeito ninguém é, todos nós cometemos erros.
  Eu li toda a Bíblia 2 vezes.
  Se compararmos minha vida (e da maioria) com alguns porres, adultérios e incestos narrados na Bíblia... não temos nada de tão nefasto a ser perdoado por Deus.

  Um exemplo?

  David era um sanguinário, literalmente trucidava povos, não poupava nem mulheres e crianças.

  E fora das guerras, como David era?
  David na posição de Rei podia ter um arem.
 (Várias esposas/concubinas).

  “Entre os hebreus, a concubina ocupava uma posição de natureza comparável à duma esposa secundária e era às vezes chamada de esposa. Parece que as concubinas eram escravas de um de três tipos:
1) Moça hebreia vendida pelo pai (Êx 21:7-9),
2) Escrava estrangeira comprada.
3) Moça estrangeira capturada na guerra (De 21:10-14).
    Algumas eram escravas ou servas da esposa livre, como nos casos de Sara, Léia e Raquel. — Gên 16:3, 4; 30:3-13; Jz 8:31; 9:18.

  O limite é que ele não poderia ter como esposa ou concubina uma mulher que já fosse casada.
  David se interessou por Betsabá ao “espiona-la tomando banho.”
  (Ótimo caráter hein?)
  Betsabá, mesmo casada com Urias, transou com David.
  Até ai “tudo bem”.
  Deus não se importou.
  Acontece que Betsabá ficou gravida.
  Isso iria dar o maior barraco.
  Mas o “bom David” tinha a solução perfeita.
  Ele era Rei, mandou Urias para uma frente de batalha onde certamente seria morto.

  Aí já era demais, Deus de Abraão não gostou.

  “Davi foi repreendido por Deus através do profeta Natã, reconheceu seu pecado (II Samuel 12:13), e pediu perdão a Deus (salmo 51).
   No entanto, o menino que nasceu dessa gravidez adulterina morreu por juízo divino (II Samuel 12:15-18), o que deixou Davi profundamente abatido, porém em grande estado de adoração ao Deus Eterno, pela sua justiça.
   Davi teve com Bate-Seba mais quatro filhos, incluindo Salomão, que sucedeu ao trono de Israel (I Crônicas 3:5) e cumpriu a promessa de construir um templo para Deus.”

  Viu a “dureza” da punição de David?
  Perdeu um filho entre as dezenas que ele tinha.
  Do relacionamento “criminoso” com Betsabá nasceu Salomão que o sucedeu no trono.
  Percebeu a “justiça” concedida a Urias?
  Não!? Confesso que nem eu ...
  😩

  A Bíblia é cheia de histórias assim, uma novela mexicana cheia de bebedeira, carnificinas, orgias sexuais.

  Eu e você (perto de David e tantos homens de Deus) praticamente não temos pecados a serem perdoados.

  Lendo a Bíblia é perfeitamente aceitável que fiquemos em dúvida sobre a ideia que os antigos tinham de Deus e por tabela Jesus.

  Basta essa “pulga atrás da orelha” para irmos para algum “inferno”, não sermos perdoados pelo bom Deus de Abraão?

  Calma, não se irrite, se retrocedermos na história Bíblica a coisa consegue ficar pior.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Eu, William, já nasci com culpa!?

  Culpa do quê, do casal Adão e Eva desejar conhecimento?

  Sabiam que tinha outras tribos fora do condomínio fechado construído para o casal Adão e Eva?

   Depois que assassinou Abel, Caim foi habitar com outras pessoas que viviam na Terra de Node, “criaturas” que nunca estiveram no Éden.

  Acompanhe o relato bíblico:
[Não temos “ibagens” ☻]
 

 Gênesis 4:15-17

 “O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado.
  E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.

  E saiu Caim de diante da face do SENHOR, e habitou na terra de Node, do lado oriental do Éden.

  E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque; 

  Deus “puniu” o assassinato de Abel “condenando” Caim a vida!
  Caim casou, teve muitos filhos, “edificou cidade”.

  E se eu for descendente de Enoque?
  Sou uma criatura que descende dos que nunca estiveram no Jardim do Éden.
  Minha única ligação remota com o paraíso é um ancestral assassino?

  Fui expulso de um lugar que nunca estive?
  Surreal elevado a décima potência!

  Do que devo ser perdoado mesmo!?


“Decifra-me ou te Devoro!”







anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário