sexta-feira, 10 de maio de 2013

Sobre Governo

  Na República/Democracia o poder não é propriedade de um indivíduo ou casta, não é um direito divino ou de sangue dado a um grupo de pessoas.
  [William Robson]

____________________________________________________________________
  “Os grupos se mantêm mais coesos, e “funcionais” quando existe uma liderança dura, quando existem “castas de comando”, e ao que parece, as criaturas costumam reagir mais prontamente ao domínio exercido por elementos de supostas castas “superiores”, pois assim funciona nossa psicologia. - (Andros)”
  [Nihil]
_____________________________________________________________________ 

  Muitos mamíferos se organizam em grupos e em geral tem uma liderança.
  Nós humanos somos mamíferos, vivemos em grupo e elegemos [Democracia] ou somos “forçados” a uma liderança [Ditadura].
  Viver em grupo e ter lideres [Governo] é natural em nossa espécie por isso acho os anarquistas pensadores menores, pensadores que querem mudar nossa natureza de uma forma que não sei se é possível e se for possível há de se considerar o custo benefício.

  Essa ideologia de “abaixo toda forma de governo” vai contra qualquer forma observável a respeito da natureza humana.

  Porque eu ando com duas pernas?
  Porque não fui feito com asas…
  Andar ereto em duas pernas é natural em nossa espécie,
  A falta de asas não nos impediu de atingirmos os ares, fizemos balões e depois aviões.

  Porque nos organizamos em grupos e criamos centros de decisões (Governos)?

  Oras, porque somos mamíferos sociais.
 
  Mas isso não nos impede de ter uma certa privacidade e liberdades individuais.
  Por isso as Sociedades mais evoluídas limitam até onde o Governo pode intervir na vida dos cidadãos.
  Eu por exemplo não defendo a ausência de Estado, não gosto da anarquia, não a acho eficiente.
  Também não defendo o Estado máximo, somos dotados de consciências individuais e cada um deve assumir as consequências boas ou más dos próprios atos, não dá para esperar tudo de algum Governo.
  Colocando em números (para não ficar muito subjetivo) eu defendo uma carga de impostos de 20 a 30 por cento.
  O Estado Mínimo para eu teria um grau de intervenção de 20% e o Estado Máximo de 30%. 

  Ou seja, no pior cenário ainda manteríamos 70% de liberdades individuais.
  No outro pior cenário ainda teríamos 20% de garantias mínimas, direitos básicos.
  Meu número ideal seria 25% ☛ de intervençãoestatal.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Na Democracia quando um partido chega ao Governo forma-se uma [digamos] “casta de poder” por 4 anos.

   No caso do Brasil a cada 2 anos temos eleições, praticamente qualquer brasileiro pode se candidatar a qualquer coisa então essa “casta” no poder tem um rodizio ... ou não, depende da vontade dos eleitores.
  De qualquer forma o fato é que não vivemos em anarquia.

  Se a anarquia fosse eficiente claro que os melhores países para viver seriam uma anarquia.

  Eu gosto da Republica/Democracia, não gosto da “liderança dura”.
  Gosto da liderança negociada.

  A Democracia não significa fraqueza nas decisões.
  Quantos países democráticos foram a guerra?

  Experimente não pagar seus impostos e veja as complicações que trazem para sua vida.  

  No Capitalismo/Liberalismo é proibido invadir propriedades, andar com seu carro na contra mão, agredir outro cidadão, enfim, na Democracia o centro de decisões é forte, nos obriga a fazer o que foi acordado em sociedade ou se pegos arcamos com graves consequências executadas pelo GOVERNO ELEITO.

  Os gregos desenvolveram essa FORMA DE GOVERNO onde o PODER EMANA DO POVO.

  Na República/Democracia o poder não é propriedade de um indivíduo ou uma casta, não é um direito divino ou de sangue dado a um grupo de pessoas.

  Se os indivíduos eleitos não agradarem com sua forma de governar são apeados do poder porque o poder pertence ao povo, a maioria.

  Em minhas meditações cheguei a conclusão que mesmo fora da Democracia todo poder emana do povo.
  Um ditador não surge do nada
  Existe um exército convencional ou “revolucionário” que o mantém no poder.
  O exército é formado por gente do povo.

  Fica claro que a Anarquia é algo que não tem como dar certo.
  Naturalmente vamos nos organizar em grupos e “governo”.
  Até marginais se organizam em grupos e tem algum líder.

  Vamos parar com essa babaquice de “abaixo toda forma de governo”.

  Vamos usar nossa mente para optar pela “melhor forma de Governo.”

  Eu gosto do Parlamentarismo.

  Para os países que desenvolveram como tradição a Monarquia que continuem com ela.
  Monarquia Parlamentarista.

  Para os países iguais Brasil e Estados Unidos que desenvolveram a tradição da República que continuem com ela.
  Republica Parlamentarista.

  O mais importante é que a DEMOCRACIA paire soberana.

  Que seja feita a vontade da maioria sem desrespeito as minorias.
   Amém?

  Se um povo prefere Ditadura ou Comunismo ... que seja feita a sua vontade.



anterior                       COMENTAR                             próximo