quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Lógica e Convenções


 Qual o sentido da vida?

 Aceite que “talvez” na hora da morte você encontre algum sentido para vida, mas se o dia de hoje e o de amanhã tiver algum sentido já estará diante de uma eficiente terapia.

  Viva com lógica a cada dia, dê um sentido a cada dia.

  Na hora da morte descobrirá que a vida teve um sentido...

 O SENTIDO QUE VOCÊ DEU A ELA!




  Em resposta a essa meditação recebi um e-mail interessante.

  “Não se esqueça que a lógica é sempre ditada por alguém, em geral que tem poder.
  Tudo indica que a vida é uma existência única, nas dimensões de espaço e tempo em que ocorre.
  O momento é agora.
  Ser um bom cantor depende de sua referência, que são os julgamentos que faz de si, em geral em consonância com o que os outros pensam.
  Quero dizer que se você apenas se senti um bom cantor quando há a aprovação dos outros, então o que você quer é um reconhecimento e não ser um bom cantor.
   Quanto as drogas, lícitas ou ilícitas, isso também cai no campo das sensações e motivações.
  Há pessoas procuram ajuda quando entendem que necessitam, o que também pode ser imposição de outros, salvo se em suas condutas para com o outro, sua convivência se torna insuportável, o que pode ser resolvida se o outro manda o viciado embora, ou aceita a sua condição.
  Esse papo vai longe.
  Você deve meditar sobre suas escolhas, seus desejos, sua atuação consciente nos eventos sociais e, quando de fato puder ser ator em vez de coadjuvante, talvez possa ter encontrado o sentido da vida, não sem sofrimento é LÓGICO.”
 [E-mail]

1-  A lógica é sempre ditada por alguém, em geral que tem poder!?
  A Terra gira em torno do Sol, isso é observável, é lógico, foi ditado por Deus?
  É isso?
  
2 -  Se todos que me ouvem dizem que não sou bom cantor, mas se eu acho que sou é isso que vale?
  Sou um bom cantor porque acredito que sou?
 
3 - Também não entendi porque o sofrimento tem que necessariamente fazer parte da equação.
  Sinatra não sofria para cantar, podemos até não admirar seu timbre ou seu estilo, mas dizer que ele não era um bom cantor isso sim não me parece lógico.
  Sinatra era bom cantor porque tinha ritmo, afinação, alcançava confortavelmente as notas musicais, não foi alguém que “tem poder” (terreno pelo menos) que estabeleceu isso.
 
  Cantar todo mundo canta, até nosso nobre deputado Tiririca fez muito sucesso cantando.
  A pergunta que não quer calar é que se o compararmos com um Fred Mercury (esqueçam o estilo) quem consegue manter a ARGUMENTAÇÃO COERENTE de que Tiririca é um cantor muito melhor ou com treinamento pode vir a ser tão bom quanto o ex roqueiro?

  A lógica se apoia em fatos comprovados e na falta deles em argumentações coerentes.

  Fred poderia cantar com folga qualquer música do Tiririca a reciproca não é verdadeira.

  Esse papo até poderia ir longe, mas com bases sólidas sobre uma boa definição do que seja a lógica.
  Sua estruturação do pensamento fazendo a lógica depender da vontade de alguém comprometeu todo o restante do texto.

  De qualquer forma valeu, se puder ser mais claro quanto a Lógica ser definida pelo poder de alguém, podemos avançar no assunto.
  Não me venha com o exemplo simplório dos símbolos matemáticos.
  Eu sei que o 2 poderia se chamar quatro e que foi uma convenção do povo que estava no poder, mas a convenção foi uma coisa lógica para que todos entendessem o mesmo símbolo.
  Para ingleses Sol é Sun, Terra é Earth, mas para a lógica a “Terra gira em torno do Sun…”
  Isso não vai mudar por mais que a Inglaterra tenha poder e mesmo que eu não fale inglês.
  A Terra girar em torno do Sol independe da minha vontade.
  A Lógica independe do poder.

    


  Convenções é outro assunto fascinante.





.

Nenhum comentário: