quarta-feira, 2 de abril de 2014

Idiotas Diplomados

  “A cura para um argumento falacioso não é a supressão de idéias, e sim um argumento melhor.”  [Carl Sagan ]
%%%%%%%%%%%%%%%%
  Por estes dias li uma matéria “cientifica” dizendo que o Google esta “emburrecendo” as pessoas.
  Se eu endeusasse cientistas aquela matéria mudaria minha vida, meu jeito de lidar com a Internet, mas como sou um livre pensador e não idolatro homens ou idéias comecei a pensar e se…
  O Google [sites de busca em geral] estivesse trazendo aquela evolução que eu tanto esperava?

  Na história da humanidade sempre confundimos INTELIGÊNCIA com MEMÓRIA.

  Um aluno com boa memória grava melhor as explicações do professor, decora melhor as fórmulas matemáticas, decora melhor a tabuada, decora melhor os livros de história…
  Acontece que se guardar informações na memória fosse a mesma coisa que inteligência qualquer computador seria o “ser” mais inteligente do mundo e já teria eliminado humanos da face da Terra ou nos tornado seus escravos.
  A inteligência é algo muito mais abrangente e diferenciadora que a memória.

  A memória se limita a guardar conhecimentos, a inteligência os cria, os desenvolve.

  Ou seja, sem a inteligência não haveria conhecimento ou aprendizado para ser guardado na memória.
ºººººººººººººººººººººººººººººººº
  É evidente que quanto mais conhecimento acumulado uma mente inteligente tiver acesso ideias de melhor qualidade ela poderá desenvolver.
  Algo muito importante de ressaltar é que SABER o que fazer com o conhecimento é algo que só a inteligência pode fazer com eficiência, a memória se limita a “copiar padrões”.

  Então o aluno decorou aquela formula de física, decorou a resolução dos problemas propostos, o professor colocou na prova aqueles problemas muito semelhantes aos desenvolvidos em sala de aula e bingo! O aluno que nasceu com boa memória tirou um 10 sem muito esforço.
  Se esse aluno além de boa memória tiver uma boa inteligência poderá desenvolver novas teorias físicas, dar aplicações diferenciadas as formulas, aplica-las eficientemente em sua vida profissional e até mesmo em seu cotidiano, se não tiver, bem…é só mais um idiota com diploma…HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
ººººººººººººººººººººººººººººººº
  Eu não tenho diploma de Filosofia, seria algo até difícil de conseguir, não tenho boa memória, mas eu tenho bom raciocínio, consigo organizar eficientemente o pouco conhecimento que consigo acumular.
  Eu “acredito” que tenho excelentes noções dos conceitos de justiça e democracia, mas seria quase impossível conseguir por concurso um cargo de diplomata ou juiz, para esses postos é preciso decorar muitos livros e eu leio os livros consigo guardar as idéias que o autor tentou passar, mas não sei repetir exatamente as mesmas palavras, não lembro o que falou e onde, não consigo lembrar exatamente como o professor resolveu o problema, não lembro o nome do escritor e muito menos do professor... a não ser que de alguma forma tenha marcado um  momento.

  Certo dia um colega se disse espantado com minha capacidade de “memorizar” a Bíblia.
  Caraca! Eu sei que o primeiro livro é Gênesis e o ultimo Apocalipse [que nunca lembro bem como se escreve].
  Tenho na minha mente fragmentos e com esses fragmentos digitados no Google consigo localizar os versículos, pronto eu que já não tenho muitos admiradores perdi mais um…
  Com todos ao outros pensadores é a mesma coisa, nunca sei bem quem disse o que, tenho esses fragmentos de pensamento e localizo o autor em um site de buscas.

  Resumindo: O que muitos cientistas e outros pensadores acham uma tragédia eu tenho enormes e maravilhosas expectativas.
  O conhecimento fica facilmente acessível a todos [Educação Universal] e o que fará a diferença é como usamos este conhecimento, como usamos a INTELIGÊNCIA.

  “A educação universal é o veneno mais corrosível e desintegrador que o liberalismo já inventou para sua própria destruição.” [Hitler] Clique Aqui

  Ao invés de eu mandar quem me lê ir a biblioteca ou comprar um livro e localizar em meio a 200 ou 300 páginas algo que eu citei, simplesmente coloco um link.
 Os caras dizem que o conhecimento fica superficial o que eu também não concordo.
  Tudo vai da frequência que a pessoa vibra, dos seus interesses.
  Um indivíduo que gosta muito de carros se aprofundará neste assunto, uma moça que adora jardinagem seguirá o mesmo caminho.
  A gama de conhecimentos desenvolvidos é tanta que não dá mais para sermos especialistas em tudo, vejam o caso da medicina, o indivíduo tem um conhecimento geral e depois faz uma especialização, um cuida mais de idosos, outro de crianças, outro de transplantes, outro de diagnósticos…

  Agora com a memória da humanidade acessível com um clique quem sabe nos sobre mais tempo para sermos inteligentes de fato.  
  Já temos idiotas diplomados demais.
  Não bastará mais eles esfregarem os diplomas em nossos rostos, terão que provar que estão certos…



 Isso é “legal” [dentro da lei], mas você acha que é certo?
 

  Um dos autores do assassinato do menino João Hélio, de 6 anos, na Zona Norte do Rio, em 2007, ganhou a liberdade. O rapaz, que era menor de idade quando cometeu o crime e hoje tem 18 anos, foi solto na semana passada no Rio. Ele cumpriu três anos de medida sócio-educativa em uma instituição na Ilha do Governador.  Clique Aqui

anterior         <>              próximo