quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Predestinação


  “O que ensina a doutrina Calvinista?”

  “Ensina que a salvação é inteiramente de Deus; o homem nada tem a ver com a sua salvação.
   Deus dá a salvação para quem Ele deseja e ponto.
   Segundo essa doutrina, quando uma pessoa se arrepende, é inteiramente pelo poder atrativo do Espírito Santo.
  Para os Calvinistas, a predestinação é o decreto de Deus, através do qual Ele decidiu quem seria ou não salvo.
  As pessoas que seguem as teorias de João Calvino, ensinam que Cristo veio, não para morrer por todos, mas para aqueles que fazem parte da Sua Igreja.
  Estes serão salvos porque foram predestinados para a salvação.
  Esta teoria afirma assim:
  Se fosse verdade que Jesus veio para morrer por todas as pessoas, estaríamos diante de um Deus impotente, que foi capaz de fazer o Sol, a Lua, as estrelas, a Terra e os oceanos . . . mas que foi incapaz de salvar o homem”.

   


   Frequentei a Igreja Presbiteriana, na escola dominical e também nos cultos era dito que Deus sabe de todas as coisas, sabe quem é salvo ou não.
  Deus não irá interferir no meu “livre arbítrio”, mas pelo conceito da onisciência ele já sabe de ante mão se eu aceitarei o sacrifício de Jesus.

  Deixa ver se consigo que fique mais claro.

  Conheço minha filha, se eu deixa-la escolher um animalzinho para trazer para casa sei que será um cachorrinho.
  Notem que eu não estou impondo nada, não estou interferindo na vontade de minha filha, não estou nem exigindo que ela prefira um gatinho, até acho um notebook muito mais útil, mas SEI que ela escolherá o cãozinho.
  Porem deixemos isso de lado por hora, leva a uma Filosofia muito complexa que ficará para outro dia.

  O importante é observar que isso nos prende em uma "equação circular” da qual não temos como escapar, a fundamentação dela é ELA MESMA.

  Esses tipos de estruturas do pensamento sustentam os dogmas mais eficientes.

 1 - Se eu William estou na Igreja Presbiteriana então sou um escolhido de Deus, pois se eu não fosse “predestinado” a ser salvo não teria ouvido seu chamado.

 2 -  Se eu William saí da Igreja Presbiteriana é porque não sou um escolhido, Deus já sabia que eu ouviria a palavra, mas não iria entende-la ou aceita-la.

  Perceba eu estando dentro ou fora da igreja a predestinação é uma teoria que “se justifica”.
  
  Deus deseja que eu queira o notebook, mas sabe que eu escolherei o cãozinho, pois se eu fosse um escolhido seria atraído pelo notebook.

  Traduzindo:

  Deus quer que eu aceite o sacrifício de Jesus, mas sabe que eu ficarei meditando sobre essa história colocando em dúvida o plano da salvação.

  Eu William realmente não consigo ver nenhuma lógica no sacrifício de Jesus, não é que eu não queira, EU NÃO CONSIGO.

  Se Deus me criou, colocou em mim está incapacidade, eu não desejei ela, eu não pedi por ela.

  Senhoras e senhores “quebramos o círculo dessa equação”, se Deus determinou minha NATUREZA ele determinou toda uma “sequência de eventos”.
  NÃO ESCOLHEMOS O QUE SENTIR.

  Deus decidiu desde o início que William irá para o inferno, pensar é da minha natureza, não pedi isso, não desejei isso, se pudesse calaria meus pensamentos, eles nunca me trouxeram nada de bom, mas EU NÃO CONSIGO.

  Se Deus é onisciente e criou todas as coisas ... onde está meu livre arbítrio!?

  Se algum de vocês é um escolhido…parabéns!

  Para todos os outros…NOS VEMOS NO INFERNO!

  Por enquanto apenas aproveitem a vida, que ela seja longa e próspera,

  CARPE DIEM!


    


  Pelo princípio da predestinação tudo já está decidido só estamos aqui cumprindo tabela. 😩





Nenhum comentário: