terça-feira, 13 de agosto de 2013

Religião para quem Precisa

   “Se os homens são tão perversos tendo religião, como seriam sem ela?”
[Benjamin Franklin]

  Observo que a religião em muitos casos é um “freio moral”, mas não em todos os casos e nem indispensável.
  Nosso vazio existencial é muito grande, me parece melhor preenche-lo com a crença em um Deus justo e bom que afoga-lo em álcool e drogas por exemplo.

  "Prefiro pessoas viciadas em Jesus que em drogas."

  Não concordo com os que dizem que sem religião caminharíamos inexoravelmente para a barbárie.
  Se queremos ter uma vida longa e tranquila o respeito mútuo é muito lógico.
  Estou tranquilo em casa, não tenho a preocupação de a qualquer momento meu vizinho arrombar minha porta e tentar me matar ou roubar ou fazer-me algum mal.
  Meu vizinho não me ataca não por temor a Deus ou porque se fizer isso pode ser preso, acredito que é um cidadão de bem e quer ficar tranquilo também.

  Imaginem a seguinte situação:

  Você chega em um lugar e diz bom dia.
  As pessoas a sua volta respondem ao cumprimento e fica por isso mesmo, você faz o que tem que fazer e segue seu caminho ou acontece alguma conversa agradável ou banal sobre o cotidiano.
  Se você chega dizendo palavrões, com a cara fechada, querendo bater em alguém, com arrogância a situação fica bem mais tensa.

  A grande maioria de nós opta pela lógica da cordialidade, mesmo que estejamos vivendo momentos difíceis, com vontade de xingar meio mundo... ser agradável e cordial é mais tranquilo, mais eficiente, menos tenso.
  Criar um ambiente hostil não facilita em nada a vida de ninguém.
  Se as pessoas se sentem ameaçadas, acreditando que você pode agredi-las, elas te agridem primeiro.
  Percebem que não falamos de Deus, Religião, Moral, Bom Costume, Educação?

  Chamo isso de INTELIGÊNCIA BÁSICA.
  Até os animais “não racionais” tem.

  Infelizmente nesse planeta estamos todos submetidos a uma cadeia alimentar.
  Mas fora isso, cada animal vive no seu canto sem incomodar muito os outros.

  O trânsito é uma boa ilustração mental.
  Com o grande número de carros a maneira mais eficiente de fluir é respeitarmos as leis, as sinalizações e punirmos os infratores.
  Independentemente de qualquer crença ou descrença você dirigir com prudência/atenção aumenta consideravelmente suas chances de chegar bem ao seu destino.
  Chegar ao destino sem sofrer acidentes é o que todos queremos, até os imprudentes.

  Aquela inteligência de grande monta, que estabelece novos padrões de excelência é rara.

  No entanto a grande maioria de nós tem inteligência básica, basta usa-la.
  É difícil encontrar um louco tão louco que rasgue dinheiro ou coma fe...ijão estragado.

  Alguns são arrogantes se acham melhor ou mais importante que todos os outros e só o medo da multa (punição) evitará que eles cruzem o sinal vermelho (cometam crimes).

  Porem a maioria entende que respeitar o semáforo (respeitar o próximo) é o certo a fazer.
  Não precisaria nem da polícia que alias não tem como estar presente em todos os semáforos.

  “Polícia para quem precisa de polícia, polícia para quem precisa.”

  Se pergunte agora:

  Você precisa da Religião para fazer o que é certo?

  “Decifra-me ou te Devoro!”

   
                                               


  Melhor é não precisar, mas se precisar ... tudo bem; o importante é que faça o que é certo.

  Se a religião serve como um freio moral para tantas pessoas então é melhor que não acabemos com ela.
  Mas convém evitar o fanatismo ... isso não dá certo, implode até nossa inteligência básica.


“Dizem que ela existe
Prá ajudar!
Dizem que ela existe
Prá proteger!
Eu sei que ela pode
Te parar!
Eu sei que ela pode
Te prender!”


“Religião para quem precisa de religião, religião para quem precisa.”




  A ciência comprova que espiritualistas vivem mais e melhor, mesmo que esse “melhor” seja considerado ilusão por ateus.

PESSOAS RELIGIOSAS SÃO MAIS FELIZES – SAIBA PORQUE




.


Nenhum comentário: