segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Sobre Virtude


  “A virtude não passa de tentação insuficiente.”
   [Bernard Shaw]

   Bernard está dizendo de forma graciosa que:

  “Todo homem tem seu preço.”

ou

 “Não existe mulher fiel, existe mulher mal cantada.”

  Coisas desse tipo.

  Lembrei agora que Adão foi obediente a Deus, ele não comeu e possivelmente não comeria o fruto se não tivesse sido tentado por Eva.
  Eva era obediente a Deus, não comeria o fruto se não houvesse sido tentada pela “serpente.”

  Me parece que o próprio Deus foi colocando uma tentação cada vez maior até que fosse superada a virtude do homem.

   A lógica nos diz que não fomos criados sem virtude, a virtude é natural em nós.

  [Virtude = Disposição constante do espírito que nos induz a exercer o bem e evitar o mal.]

  Do jeito que Bernard escreveu a frase (não sei se foi sua intenção) parece que somos naturalmente maus, perversos.
  Temos essa impressão também ao lermos as doutrinas de várias religiões e vários pensadores inclusive ateus.

  Reconheço que há pessoas perversas ou de baixíssima empatia, mas que nós humanos somos naturalmente maus, não consigo observar nada que corrobore.

  Desenvolvemos inúmeras leis de proteção a vida, é difícil localizarmos uma cultura onde o assassinato não seja crime punível.
  Que ser naturalmente mau ajudaria os mais fracos como tantos de nós fazemos!?
  Atualmente avançamos rapidamente concedendo direitos até a animais de outras espécies, aqui em Campinas foi uma dificuldade incrível matar algumas capivaras que estavam infestando um parque com carrapatos.

  “Campinas abate capivaras após polêmica com ambientalistas.”


  Vamos ao início de tudo, a infância.
  Nas creches/escolas notamos os brigões, mas a maioria das crianças são umas “bananas”, apanham e só fazem chorar ou procurar a tia.
 

  Olhando muito para dentro de eu mesmo me sinto naturalmente bom, não tenho nenhuma vontade de fazer mal a ninguém, muito pelo contrário.
  Pessoas que me irritam simplesmente prefiro manter distância.
  Desejo punições, mas só para quem faz mal, comete crimes.
  Mesmo assim quero presídios que ofereçam condições dignas.
  Defendo a pena de morte, mas que seja o mais rápida e indolor possível.

  E você, olhando para seus pensamentos mais íntimos, tem mais bem ou mal?



   





.




Nenhum comentário: